2 Anos trazendo a lógica!!

Posts com tag “Vampiros

Guillermo Del Toro Luta pelos ‘Direitos Humanos’ dos Vampiros

E aí povo?Tudo beleza? Curtindo o final do ano?

Bem, temos uma novidade para vocês. Como puderam notar, mudamos nosso layout e banner. Êêêêêê!!E o blog ainda terá muitas reforminhas, fiquem de olho!

O que acharam do layout? Respondam nos comentários!(Sobre a cor, já adiantando, não dá pra mudar pelo wordpress sem ter domínio pago, so… vai ter que esperar um pouco. OU mudamos o lay de novo. Eu gostei do azul, pra falar a verdade XD!)

Bem, vamos ao post!!

—————————————-

Guillermo Del Toro Luta pelos ‘Direitos Humanos’ dos Vampiros

Fonte: Foforks

O diretor mexicano Guillermo Del Toro, conhecidos por filmes como Hellboy, Blade II e muitos outros, lançou ontem seu novo livro de uma saga sobre vampiros e durante a coletiva de imprensa disse que gostaria de defender os ‘direitos humanos’ dos vampiros, defender o que eles realmente são, aproveitando e fazendo uma breve crítica a saga Crepúsculo e outras. Confiram a entrevista de Del Toro abaixo.

Guillermo del Toro, diretor de cinema mexicano, declarou que está lutando pelos “direitos humanos” dos vampiros, logo que filmes como Crepúsculo ou séries como True Blood fazem as pessoas vê-los como “Emos que ficam em um canto chorando porque passaram anos sozinhos”.

O diretor considerou que um vampiro é um ser malvado que não simpatiza com sua preza e não um apaixonado emocional compassivo. Del Toro também defendeu o vampiro Vlad, protagonista de uma obra do escritor Carlos Fuentes, onde o Drácula se muda para o México e atua com um vampiro ‘real’.

Guillermo Del Toro considerou que Vlad seja a personificação perfeita do que deveria ser um  vampiro. “Vlad me apaixona porque ele é um controlador que destrói psicologicamente suas vítimas”, declarou o cineasta.

Este diretor de cinema é muito reconhecido e tem trabalhado como escritor junto com Chuck Hogan, com quem criou uma saga que fala muito de como se deve ser um vampiro, chamada ‘Nocturna’ e que com a segunda parte chamada ‘Oscura’ que promete ser melhor ainda.

O cineasta confessou que ainda vivendo na cidade do cinema, Los Angeles, com grandes projetos ao alcance de suas mãos, ainda quer estar com a sua gente.

“A maior dor que tenho é que eu tenho é que quis fazer cinema só no México ou em Guadalajara, Jalisco. Fazer histórias de horror que se passaram nas praias de Sayula o na Sierra de Tapalpa, eu que sei.”

“Tenho uma atração profunda pelo imaginário mexicano e, lamentavelmente, por suas tragédias pessoais, trabalho nos sucesso o melhor que eu posso, mas não só em cinema espanhol, mas também o mexicano me encantaria”, comentou em entrevista.

O também escritor está em Guadalajara, onde lançou ‘Oscura’ na Feira Internacional do Livro, segunda parte de sua trilogia de vampiros ‘Nocturna’.

Sua devolução pelo México é tão grande, que um dos seus projetos para 2011 é começar a produzir cinema, tanto animação como ação ao vivo, feita com talento nacional.

“Trabalho na DreamWorks faz alguns meses e estamos desenvolvendo um projeto de animação com espanhóis. Quero desenvolver um projeto de animadores no México, tenho a idéia de começar a produzir filmes de terror no México, muito cuidadosamente, com diretores que admiro ou que eu goste de seus curta metragens”.

“Nos próximos 10 anos quero estar envolvido em todos os campos com toda a gente que me provoca curiosidade ou admiração. Quero cimentar o futuro da narrativa de terror no campo em que estiver envolvido”, relatou.

Mesmo com o sucesso de seus livros, Del Toro descartou a possibilidade de eles virarem filmes para o cinema.

“Quando fiz os três livros, pensei neles como três temporadas de uma série para a televisão, e quando isso não foi possível, eu e Chuck Hogan, co-autor, decidimos fazer os livros juntos. No momento em que começamos a escrever, prometemos não vender os direitos nem pensar se ia se tornar um filme para o cinema ou televisão, porque então isso começa a contaminar a forma como escrevemos”, explicou.

————————————–

E a MEELHOOORR parte, os comentários!(Nomes não citados para respeitar o usuário):

“então ta…
nunca ouvi falar dele….
do guillermo ta!!!
de vampiros é claro q eu já ouvi falar”

(Comentário produtivééééérrimo)

“Manolo, pq esse povo gosta de meter o bedelho e falar mal das coisas diferentes das deles?

Vampiro emo é a ****!!!”

(Por que será, né?)

“Aaaff! Desde qdo vampiro existe de verdade pra esse cabeção achar que deve ser assim ou assado? ¬¬’ Cada autor descreve de um jeito,pois é uma coisa imaginária,eu por exemplo não vejo muita graça naqueles vampiros de terror.. prefiro o Edward!! hsushushsu *-*”

(Sem comentários XDDDD!)

“SÓ VOU FALAR UMA COISA: CREPÚSCULO FEZ SUCESSO POR QUE É DIFERENTE, SE FOSSE IGUAL AOS OUTROS FILMES DE VAMPIROS TRADICIONAIS NÃO IRIA FAZER SUCESSO! AGORA SE ELE ACHA QUE BLADE E ETC. SÃO MELHORES QUE CREPÚSCULO ELE ESTÁ ENGANADO PORQUE, OS FILMES DELE NÃO CHEGARAM NEM AOS PÉS DE TWILIGHT!

#pronto_falei”

(É isso aí, gente. O Labirinto do Fauno nem levou TRÊS Oscars e concorreu a mais TRÊS)

“aa fala serio!
nau tem nenhuma regra ou sentido
os Vampiros serem toodos iguais..
P/ min edward(ee a familia Cullen) fooi o melhor Vampiro que apareceu!
Nunca assisti se quer a um Episodio de True Blood atee porque aquilo parece meiio loco p min!
rsrs..
Maiis nau Critico quem gosta!

PS:Agradeço todos os Dias por a Titia Steph Existi!”

(O quee??Só porque True Blood é violento, tem cenas de sexo, e vampiros mais de verdade que o Edinho?Dik, amiga, vampiro é muto mais aquilo que seu “vampiro” Cullen, welcome to “reality”)

“Ahh, quer saber ? já estou cansada dessas pessoas falarem mal dos vampiros da Stephenie, parece que já virou moda as pessoas falarem: ahh, vampiros são seres malvados, eles não se apaixonam por sua presa

Aff, que povo mais chato, se não está contente com os vampiros da Meyer criem o seu próprio e pronto, está tudo certo”

(Bram Stoker, Anne Rice, Del Toro, André Vianco e Stephen King já fizeram isso… E VOCÊS é quem não estão contentes com isso XD!)

“AHA MEU FILHO FALA MAL DE CREPPUSCULO NA CADEIA FALOU?
FALAR QUE N GOSTAE UMA COISA FALAR MAL É OUTRA N EXISTE PADRÃO PRA VAMPIRO N VAMPIROS NÃO EXISTEM ENTAO CADA UM CRIA O QUE QUISER :p
AMO MTOO TODOS ELES :B”

(……Na cadeia?……….Na cadeia?….)

“Difícil opinar, definitivamente A Saga Crepúsculo não faz sucesso entre o público masculino… com raríssimas exceções, Edward foi até apelidado de vampiro purpurina! Mas o que seria do branco se todos gostassem do preto, não é verdade? Penso que Stephanie Meyer escolheu um público para escrever (jovem e feminino) e vamos combinar… a mulher marcou um golaço!”

(OMFG, EU SOU HOMEM!!!!)

“Vampiros são criaturas do imaginário, então alguém precisaria dizer a esse Del Toro, que a imaginação é livreeeeeeee, sem conceitos, estruturas, barreiras…

Ainda bem que a Stephanie tem um imaginário criativo e criou vampiros diferentes em muitas coisas e principalmente capazes de amar.

De ódio o mundo já está saturado.”

(Manolo, essa daqui DEFINITIVAMENTE não conhece o Del Toro XD!!Seguinte, gurl, vai caçar as maquiagens dos filmes dele e depois venha bater um papo sobre imaginação XD!E outra, a Stephenie Meyer é tão criativa quanto um saco de serragem.)

“Nossa, há muito tempo não postava no Foforks!
O Guilhermo Del Toro, assim como vários outros que adoram meter pau na saga tem essa visão limitada de que vampiros têm que beber sangue humano, todos os vampiros são iguais, assassinos vorazes que não tem mais o que fazer e só se divertem matando. Os vampiros de Anne Rice são bem assim e talvez por isso muitos a cultuem, porém me admira dizerem que Edward é fadinha ou sei lá o que, quando Lestat, Armand e outros 98% dos vampiros da Anne Rice são gays, além de matar gostam de dar uns amassos em homens mortais ou vampiros ¬¬.
Vampiros em algum momento de sua vida (incluindo os nascidos, que NÃO foram inventados por Meyer como muitos gostam de dizer ao criticar Nessie) já foram humanos e, como todo humano, eles tem PERSONALIDADE, do mesmo modo como os seres humanos são diversos, os vampiros também precisam ser, cada um com suas paixões e ambições, os que gostam de beber sangue humano e aqueles que lutam para não bebê-lo, aliás, em Entrevista com o Vampiro, Louis passa anos sem beber sangue humano e só volta a fazê-lo após um “golpe” de Lestat que lhe tira parte da humanidade – um erro de Rice. Lembremos ainda que a maioria dos vampiros do universo de Meyer bebem sangue humano, sejam os Volturi ou os que se juntam aos Cullen em BD.
Enfim, os vampiros não precisam ser todos iguais, possuem natureza assassina sim, mas podem muito bem ter aqueles que se rebelam e lutam contra isso, é assim que pretendo abordar no livro que estou escrevendo, vampiros como INDIVÍDUOS e não animais que precisam sempre se render aos seus instintos.”

(Gostei desse comentário!!E PQQQP, AMANHÃ MESMO TÔ LENDO ANNE RICE!*sim, verdade, eu ainda não li, porque não tive a oportunidade, sorry, não me julguem!!*)

“Guillermo Del Toro Luta pelos ‘Direitos Humanos’ dos Vampiros

Repito: Guillermo Del Toro Luta pelos ‘Direitos Humanos’ dos Vampiros

Direitos humanos?????
Pirou legal na batatinhaa…

***
Gente, vampiros não existem!! Cada um cria um vampiro do geito q bem entender! A Steph (diva, linda, genia, maravilhosa) criou os Cullens, q são vampiros lindo, educados e civilizados… Isso é problema dela e de quem gosta da Saga (nós)! Esse babaca não tem nada que ficar abrindo a boca pra solta abobrinha sobre os NOSSOS vampiros! Eu particularmente não tenho estomago pra assistir filmes de vampiros como o Dracula e o Vlad. Eu amo Twilight, minha amiga gosta de The Vampire Diaries.. nem por isso ela fala mal dos meu livros e eu dos dela por mais q não goste. Cada um tem seu gosto, e ninguém tem que ficar falando que tal filme é isso, e tal livro é isso.!
:@”

(1- Aspas existem por um motivo, “amiga”./2- Pra gostar de Vampire Diaries não pode gostar de Crepúsculo?Wassup?/3- Geito…Geito…ai…sais./4- “Eu particularmente não tenho estomago pra assistir filmes de vampiros como o Dracula e o Vlad.” <- Morri mto com isso. So, you don’t like REAL VAMPIRE MOVIES??Olha a cadeiiiraaaaaa…)

“Olha o q a Tia Steph falou em uma entrevista:

“Meus romances falam da vida, não da morte; do amor, não da violência. Tudo isso é motivo para este sucesso.”

E ela está certa. Pra que escrever livros com criaturas malignas, cruéis, que não sabem amar???
De maldade o mundo real já está cheio.”

(Isso me lembra aquele diálogo de Padrinhos Mágicos: “É violento!” “É educativo!”…”MAS MUUUUITO VIOLENTO!!VIVA A VIOLÊNCIA!!” Honestly, O MUNDO REAL não precisa de violência, mas, convenhamos…Na ficção isso é MUUITO bom)

“AHÃ???? EMO???? ELE VIU MESMO TWILIGHT?????
COMECEI A LER E NEM TERMINEI…. NADA A VER O QUE ELE FALOU… JÁ PERCEBI QUE PRA ESSE GUILLERMO AS ESTÓRIAS DE VAMPIRO DEVEM SEGUIR COM O TERROR E A MORDACIDADE DE SEMPRE… SENÃO NÃO SERVE…
POIS EU ACHO QUE O DIFERENCIAL DE TWILIGHT E DOS DEMAIS LIVROS SOBRE VAMPIROS QUE FORAM LANÇADOS DEPOIS DO FENÔMENO CRIADO PELA TIA SETPH SE DEVE AO FATO DELA TER COLOCADO OS VAMPIROS O MAIS PRÓXIMO POSSÍVEL DAS EMOÇÕES HUMANAS! ELA COLOCOU UMA SENSIBILIDADE QUE NUNCA ANTES FOI TRADUZIDA NESSES SERES FICTÍCIOS! O ROMANCE DE EDWARD E BELLA É O PONTO CHAVE DA TRAMA, MAS NÃO É SÓ ISSO QUE FICA IMPLÍCTO NA SÉRIE… OS VAMPIROS DA TIA SETPH SENTEM SÃO CORAJOSOS, MAS TB SENTEM MEDO.. ELES AMAM E ODEIAM, ELES SÃO MALVADOS, MAS TB BONZINHOS, ENFIM… DENTRO DAS DIFERENÇAS HÁ SEMELHANÇAS COM OS SENTIMENTOS E NECESSIDADES HUMANAS! É ISSO QUE OS TORNA DIFERENTE DOS ANTIGOS E DARKS FILMES SOBRE VAMPIROS QUE CONHECÍAMOS…
TIA STEPH COLOCOU MUITA SUTILEZA NAS SUAS ESTÓRIAS E CONQUISTOU OS CORAÇÕES DE TODO O MUNDO! COM ISSO, PODEMOS DIZER QUE ELA INOVOU NA MANEIRA DE RETRATAR OS VAMPIROS E PÔS FIM AO ESTILO DE FILME DARK E COM VAMPIRO ESTERIOTIPADO!”

(Doeu meus olhos. Adoro essa que todas as lovers acham que só Crepúsculo fez vampiros bonzinhos XD!)

Bem, para mais comentários legais, vejam a página da notícia!!o/

Euu, sure, concordo com o Del Toro. I mean, os vampiros precisam URGENTEMENTE serem revistos XD!Porque, se continuar como está, daqui a pouco eles caem MESMO no conceito, e aí nem salvação tem!!

Eu já falei umas 800 vezes aqui (Inclusive, tem TRÊS posts que eu falo disso aquiaqui E PRINCIPALMENTE AQUI) QUE VAMPIRO É UMA CRIATURA QUE JÁ PASSOU PRO NÍVEL MITOLÓGICO E PORTANTO NÃO PODE SER MUDADA COMO UM CONTO DE FADAS QUALQUEERRRRRRRRRR!!!*pira*. Vou ter que repetir e fazer outro post sobre isso?Preciso?Sério?

Tá tensa a coisa, muito, muito tensa.

Giovanna (Com preguiça de logar na própria conta XD!)

Anúncios

Vampiros: Onde a Meyer Errou

Bem, nesse tempo de Twilight Hater eu percebi uma coisa: A nova doença mental que a Meyer trouxe.

É uma doença que atinge mais as fangirls cegas e que, até ontem, odiavam qualquer manifestação cultural que era “diferente” do seu padrão de vida rodeado de novelices e modinhas. Vampiros era uma delas.

Você ainda consegue se lembrar de ouví-las dizendo que: “Vampiro é coisa de rpg”, “Odeio vampiros”, “Vampiro é coisa de nerd”. Ok,ok…

Aí a doença chegou, Crepusculite Aguda ou, cientificamente, Eduardus Brilhantus, seus sintomas são: Cegueira, perda de massa cerebral, mau-humor, falta de consciência, surdez, alucinações…

É grave!Mas pode ser tratado se o afetado (geralmente meninas entre 10~14 anos) ainda não tiver perdido a visão e a audição.

As pessoas afetadas, antes anti-nerds e anti-cultura, acham vampiro algo maravilhoso, perfeito, sem comparações… HEIN?

(A doença também é conhecida como Poserisse do tipo D, um dos piores tipos de poser existentes)

Certo… Deixando as brincadeiras de lado por enquanto

Bem, eu queria saber, primeiramente, ONDE É QUE ESTÁ A DROGA DO VAMPIRO NO LIVRO?Porque eu estou procurando até agora, e tudo que eu vi foram pseudo-mutantes que se acham OS caras. Agora, vampiro de verdade… Não, não vi nenhum…

De alguma forma… As fãs enxergam.

Mas…Ahhh, não podemos esquecer que elas ODIAVAM os vampiros antes de conhecerem os Cullen.Então, aí vem a pergunta: Elas realmente sabem o que é um Vampiro? Suas origens?O que fazem?O que realmente são?

Não…Claro que não.

E este foi um dos maiores erros que a srta. Stephanie Meyer cometeu ao escrever o Twilight (Além de ter escrito o livro, ter criado os personagens, a “história” (que história?), ter a idéia de escrever um livro, ter um leve pensamento de impulso de voltade de escrever um livro, e de ter nascido, claro!).

Ela acabou apagando mais ainda a mentalidade e a cultura de quem está querendo entrar no mundo literário e, por um infortúnio, acabou começando pelo lado errado.

Pois bem!Vamos aos verdadeiros fatos que formam o caráter de um vampiro! Vamos desde o início!E não é o “início Bram Stoker”, é o início do início!Os primórdios das lendas!

Tudo REALMENTE começa na babilônia

~~~~~~~~~~~~~~~

1. Origem da Lenda

Vamos voltar muito além do século de Vlad Tepes. Mais ou menos na babilônia, e nas culturas sumérias e mesopotânicas.

Já se falava de “vampiros” desde antes de Cristo. A primeira delas, provavelmente, foi Lilith, oficialmente criada para ser a esposa de Adão.

(OFF: Sua lenda possui várias e várias versões, no final do post, eu colocarei links pra quem estiver interessado. Aqui, falarei porque Lilith é considerada a primeira vampira.)

1.1 – Lilith:

 

Lilith, retratada em 1892

Lilith, retratada em 1892

Lilith foi criada para ser a primeira esposa de Adão. Segundo algumas versões, ela foi criada de materias abaixo (como sujeira e excrementos) dos  usados para criar Adão. Uma alusão à submissão feminina ao homem, na época (Talvez a Meyer tenha criado a Bella a partir daí…).

Irritada e se sentindo humilhada, Lilith começou a questionar a Deus e a Adão suas posições. 

‘‘Por que devo deitar-me embaixo de ti? Por que devo abrir-me sob teu corpo? Por que ser dominada por ti? Contudo, eu também fui feita de pó e por isso sou tua igual.’’, – Lilith para Adão.

Mas, ao receber em resposta, de Deus, que esta era sua condição, Lilith rebelou-se e abandonou o Jardim do Éden. De lá, ela foi para as margens do Mar Vermelho, onde se juntou a anjos caídos, se tornando uma demônia.

De cara, não vemos nada de vampiresco nela, certo? Bem, a imagem de vampira foi dada depois, por causa de seu modo de vida com os demônios (Vampiros constantemente são atribuídos à imagem demoníaca, embora atualmente tenha caído o conceito.):

Sua imagem vampírica nasceu do povo hebraico, ao serem capturados e forçados a trabalharem como escravos na Babilônia, povo que sempre cultuara Lilith. Com isso, a imagem da primeira esposa de Adão, para os hebraicos, se tornou uma figura negativa. 

Para os hebraicos, quando Lilith saiu do Éden e se uniu aos demônios, ela começou a ter 100 filhos por dia. Súcubus (mulheres) e Íncubus (homens), ambos também conhecidos como Lilims. Sua alimentação era a energia desprendida no ato sexual e de sangue humano, assim surgiram as primeiras lendas vampíricas.~

(Há também menções de que Caim, irmão de Abel, seria um dos primeiros vampiros também!Mas isto será discutido com mais cautela em próximos posts

Ainda há outras figuras, como a Estrige, uma bruxa da mitologia Greco-Romana, que se transformava em ave (Coruja) durante a noite e saía para sugar sangue humano, e o Loogaroo, das lendas do Haiti (Da Biblioteca dos Vampiros: “Os Loogaroo são geralmente mulheres idosas que fizeram um pacto com o demônio, ganhando poderes e em troca teriam de entregar sangue morno todas as noites. Para tal feito arrancavam sua pele e a escondiam em uma árvore chamada Jumbie, e saiam em forma de uma bola de luz.”.)

E também há os extremos. Como Kali, uma Deusa indiana que bebia o sangue de suas vítimas, apesar de auxiliar seus devotos.

Apenas muito recentemente, no século XV, é que os vampiros foram relacionados com os mortos, e, assim, aumentando as crendices.

O vampiro que conhecemos figura mais ou menos da cultura cigana, comum na Europa Oriental (Em pontos como a Romênia e a Hungria). O mullo, como era tradicionalmente chamado, se tratava “basicamente” de uma pessoa morta, que voltava à vida para se alimentar de sangue de crianças e continuar a vagar sobre a terra (Apenas um resumo, já que as tradições romenas contam sobre diversos tipo de vampiros. Este é o mais comum.)

Além disso, doanças como a Peste Bubônica, ou casos como “O sétimo filho nascer de um sétimo filho”, também levavam a transformação em vampiro.

(A tradição da cruz, do alho e da estaca também nasceram neste período.Mas veremos mais adiante.)

2. Os Vampiros Modernos

Como pode-se notar, as lendas relacionadas à vampiros sempre foram diferentes, sem relação, e até confusas, sem explicação. 

Depois da chegada dos ciganos à Europa Oriental, as lendas foram se juntando, até formarem algo único, uma espécie de padrão que conhecemos até hoje. 

Um vampiro genuíno suga sangue de humanos, não sai no sol, dorme durante o dia, detesta objetos sagrados, alho, assume a forma de um morcego, tem um ar elegante (não sedutor, percebam) e bom poder de persuasão.

Um vampiro falso…Edward Cullen

Alguns exemplos de verdadeiros vampiros:

2.1- Varney:

 

Varney, O VampiroVarney, O Vampiro

 Varney foi criado em 1847, criado James Malcolm Rymer, um escocês.

Trata-se da história de uma criatura cujo poder era sua extrema feíura, unhas e dentes enormes e olhos hipnóticos. Ele se alimentava especialmente do sangue de mulheres.  Era uma pessoa muito temperamental e que às vezes sofria com a solidão e a imortalidade, dando fim à própria vida ao se jogar no Mt. Vesúvio (Onde gostava de se esconder quanto até mesmo os raios da lua o incomodava).

Apenas lendo este pequeno resumo nós notamos que antes mesmo de Drácula, os vampiros já eram bem padronizados. Tirando a elegância, Varney é um ótimo exemplo de “vampiro moderno”.

2.2 – Lestat de Lioncourt:

Lestat, interpretado por Tom Cruise no filme Entrevista com o Vampiro, de 1994

Lestat, interpretado por Tom Cruise no filme Entrevista com o Vampiro, de 1994

 

Lestat foi criado por Anne Rice, no livro Entrevista com O Vampiro, de 1976. 

 

Ele era o sétimo filho do marquês d’Auvergne, mas, por ter uma péssima relação com seus famíliares,  ele decidiu por seguir seu próprio caminho.

Lestat decide viajar para Paris com um amigo violinista, afim de se tornar ator. Em uma apresentação, ele chama a atenção do vampiro Magnus, que o transforma contra sua vontade e depois se mata, jogando-se ao fogo.

Com o tempo, o agora vampiro tenta se habituar à vida em que fora forçado a viver, vendo-se agora obrigado a beber o sangue de humanos, acabando por transformar alguns em seus semelhantes (Como Louis de Pointe du Lac, que depois vira seu companheiro, e Claudia, uma garota orfã), mas dando a eles a opção de morrer ou de completar a metarmofose vampírica. Passando por questões filosóficas, envolvendo perguntas sobre seus atos e sobre Deus.

Os vampiros de Anne Rice são quase parecido com os humanos, em termos sentimentais. Questionam-se sobre o amor, a paixão, o sofrimento, e até mesmo a própria existência, ao mesmo tempo em que lutam para sobreviver através do sangue humano.

Muitos consideram suas condições um fardo a ser carregado para toda a eternidade.

2.3 – Alucard:

Alucard em Castelvania - Symphony of the Night

Alucard em Castlevania - Symphony of the Night

Adrian Farenheights Tepes, ou Alucard. É um personagem criado para a série de jogos Castlevania. Jogo que conta sobre uma família de caçadores de vampiros, os Belmont, que tem como objetivo destruir Drácula.

Alucard nada mais é do que o filho do Conde Drácula (Note que Alucard = Drácula espelhado) com uma humana, tornando-o um meio vampiro. Sua mãe sempre o educou para respeitar os humanos, mesmo quando eles a condenaram à fogueira, por odiarem Drácula.

(“Aiii então vampiro pode ter filho?*O*!

Calma, caaalma!Respire fundo!

Tecnicamente…Não!Eles não podem!Alucard foi “criado” para poder dar continuidade à série do jogo. Não é tipo O Monstro do Lago Ness Nessie que nasceu no fim. Ele tem um dever à cumprir, e com parte dos Belmont quase mortos…

Além do que… Fica 140 anos SÓ sugando sangue de urso e animaizinhos da Branca de Neve… Fala sério, sangue de animal não anima nem minha avó!É sangue HUMANO que dá energia e vigor pros vampiros.Acha que algum orgão funciona bem depois dessa?Nem bombeando muito sangue!)

Ao ver a mãe morta, o rapaz rebela-se contra o pai, por não defendê-la na hora da morte, e por isso decide destruí-lo. É nessa hora que ele adota o nome de Alucard, para querer ser ao contrário de Drácula.

Sua maior participação é no jogo Castlevania: Symphony Of The Night, considerado um dos melhores da série. Neste jogo, ele finalmente é o protagonista, já que, anteriormente, fazia apenas participações especiais.

Apesar de ser a favor dos humanos, e de reijeitar suas raízes vampiras, ele ainda não dispensa os poderes que ser um vampiro traz. Ao longo do jogo, ele se transforma em morcego e em névoa,  além de contar com armas especiais.

Além disso, apesar de não mostrar tanto seu lado vampiro, dando ênfase nas transformações, ele ainda precisa de sangue humano para sobreviver. Durante as fases, coleta-se frascos de sangue para aumentar a porcentagem de vida.

Curiosamente, no jogo abre-se uma exeção para os objetos sagrados. Alucard faz uso da água benta (Apesar desta estar em um vidro) e de sal, outro artifício para se afugentar demônios. No entanto, quase não aparecem cruzes, e as que aparecem, são fatais. Além do jogo se passar durante uma forte tempestade (mostrando que é dia), e mais pro fim, a noite. Sem ter a presença do sol.

2.4 – Conde Drácula:

 

Gary Oldman, como Drácula no filme de 1992

Gary Oldman, como Drácula no filme de 1992

 Agora sim, posso dizer: Ei-lo!

O Conde Drácula foi criado em 1897, por Bram Stoker, um escritor irlandês.

Simplesmente ele é o vampiro mais famoso de todos os tempos. Além de ter auxiliado o crescimento da fama dos vampiros pelo mundo, Bram Stoker também conseguiu reunir lendas e mais lendas, através de pesquisas e viagens pela Europa Oriental.

Na trama, Drácula era um cavaleiro cruzado, que tinha uma grande paixão e se viu forçado a abandoná-la para proteger a igreja.

Durante o decorrer das batalhas, ele acabou desaparecendo por um tempo, o que fez com que a igreja avisasse à sua esposa que ele havia morrido. A mulher, transtornada, acaba se matando.

Alguns meses depois, Drácula retorna são e salvo e, ao saber da morte da esposa, desespera-se e tenta convencer aos padres de que ela merece um enterro cristão. Ao ter o pedido negado, pois suicidas não ganham espaço nos terrenos da igreja, e nem no céu, o Conde rebela-se contra o clero  e vende sua alma para o diabo, tornando-se uma criatura que necessita do sangue de humanos para sobreviver e se tornar jovem, com o poder da metamorfose, longos caninos, e ódio ao sol. Um vampiro, e até então, o único. 

Como fidalgo, com residência em um castelo isolado nos Cárpatos (Pequena cordilheira situada na região da Transilvânia, na atual Romênia.), ele demonstra interesse pela compra de terras inglesas, e contrata Jonathan Harker, um agente imobiliário. Durante o tempo em que Harker passa no castelo do Conde, ele percebe que seu anfitrião não é como as pessoas normais, pois nunca o vê durante o dia e sequer é acompanhado pelo dono do castelo durante as refeições.

Vencido pela curiosidade, Harker começa a investigar, ainda no castelo, sobre o Conde. E acaba por descobrir a mais horrível das verdades. Com sorte, ele foge a tempo de se salvar de ser a próxima vítima do Conde, mas isso não o impede de ser perseguido pelo mesmo. Ainda mais depois que Drácula descobre que a noiva de Harker, Minna, é nada mais, nada menos do que a reencarnação de sua falecida esposa.

Drácula remonta o romantismo da época, envolvendo cenários tão reais que muitos chegaram a procurar o castelo do Conde, totalmente fictício, já que Bram Stoker se baseou em outros castelos da área.

Para criar este conto, além de passar pela Romênia e estudar um pouco a cultura local, Stoker baseou Drácula em uma figura real, o famoso Vlad Dracul (Ou Vlad Tepes, o empalador). Príncipe da Valáquia (Antigo reino que hoje faz parte da Romênia) e uma pessoa muito cruel. Ficou conhecido por Vlad Tepes, o empalador, por adorar esta prática de tortura (Empalar consiste em atravessar uma grande estaca de madeira em suas vítimas, ainda com vida) e assistí-las agonizando até morrer.

Ele movimentou muitas matanças ao longo de sua vida, causando medo em seus súditos, até ser exilado e morrer em 1476.

 

Vlad Dracul III, o empalador.

Vlad Dracul III, o empalador.

3. O Desejo Por Sangue

O sangue é atribuído à longevidade, à prova de que você está “vivo”, àquilo que faz seus orgãos funcionarem.

É por isso que o sangue humano é tão necessário para um vampiro. Seu único órgão vivo é o coração, sendo o que o difere de um “zumbi”, e sendo a única parte de seu corpo que você pode perfurar (com madeira ou prata) para obter sucesso em sua morte.

E porque não o sangue de animais?Não é que é “proibido”, não!É comum sim vampiros beberem sangue de animais!Mas apenas para controle. O sangue humano ainda é necessário, senão o vampiro enfraquece muito.

Por isso, quem cria vampiros “modernos” tem o costume de criar algum contato deles que assalte o banco de sangue para pelo menos terem uma “energia” para garantir seus poderes e sua sobrevivência.

Então Sr.Cullen eu posso dizer com clareza que o sr. deve estar uper debilitado!Super mágica você ter um filho!…Eu hein, pra mim isso é proveta…

4.Objetos Sagrados

Uma coisa entre os vampiros é lei: Objetos sagrados ferem e podem até matar.

“Aiiii, por quê???” – A reclusa lover que se infiltrou aqui deve estar se perguntando.

Ora,ora, mas é muitíssimo simples: Vampiros-são-demônios

“Ahhhh, mas você disse que eles são mortos-vivos!”

Também!MAS eles se consideram, deixaram de sair do túmulo no melhor estilo “A Noite dos Mortos-Vivos” faz teeeeempo, com chegar das lendas modernas.

Além do mais, foi o que eu disse ali, no Drácula. Eles não tem alma! Baseando-se no conto de Stoker, ao perder sua alma, você perdeu seu maior vínculo com Deus e com o céu!Ou seja, nada de espaço nos portões de São Pedro pra você.

 Para os antigos, isso é facilmente ligado às trevas, ao demônio, e, com isso, apenas o poder da igreja pode levá-lo de volta aos seus sete palmos.Através da reza e do uso de objetos sagrados.

Vamos à eles!

4.1 – O Crucifixo:

Símbolo-mor do cristianismo. Representa a lembrança de que Jesus morreu por seus seguidores, e deve ser altamente respeitada, pois sua morte não foi em vão.

Olhar uma cruz fere os olhos de um vampiro, e começa a causar uma morte lenta e dolorosa, por causa da sua força sagrada. Tocá-la causa queimaduras até o dentuço virar pó.

Era comum colocar, em estradas, cruzes de madeira ao longo do caminho, para que o viajante parasse e rezasse, e, assim, ter uma viajem tranquila.

4.2 – Hóstia:

Não precisa dizer muito: Representa o corpo de Cristo.

Quer mais alguma coisa?

Você ACHA que em algum momento dessa imortalidade toda um vampiro ia TOCAR em uma HÓSTIA?Never, né? Nem se fosse suicida!

No máximo se matava com uma cruz e pá.Ou saía no sol…PORQUE ELE MATA, SABIAM?

4.4 – Água Benta:

Vide: Água benzida, sobre ela foram proferidas palavras sagradas, a água está espiritualizada. Isso queima muito!

Aliás, água benta é ótima para se livrar de qualquer “coisa-ruim”. Já diziam os Irmãos Winchester, “Tenha sempre água benta em mãos” .

Depois dessa, eu vou benzer minha garrafinha de água mineral. Ahhh, não quero nenhum mutante purpurinado pra cima de mim!Meu lado nerd só permite a aproximação de mutantes verdadeiros como o Gambit e o Wolverine. E se for pra ser vampiro, que me tragam o Lestat!(Ou o Alucard…aaahh, esse aí pode me morder à vontade…)

5. Caninos

MARIAMÃEDEJESUSEFILHODEJOSÉ, porque você acha que vampiros tem caninos? Pra-sugar-sangue! Delsa!Vampiro não suga teu pescoço de canudinho…Aliás, isso deve doer muito mais.

Não…*respira fundo*… Os caninos dos vampiros surgiram recentemente. Nas lendas antigas, era tudo à base das dentadas mesmo. O surgimento dos caninos deve ter sido que nem os contos de fadas atuais: “Para amenizar” a verdadeira sanguinolência.

E também para associar à figura do morcego, principal transformação do vampiro “moderno”. Já que o mamífero utiliza-se de pequenos caninos para se alimentar de frutas (E sangue, no caso do morcego-vampiro da América do Sul… Guardem suas mochilas, lovers, eles não brilham no sol…Além do que ele utiliza a língua para beber o sangue (Obrigada, Rituska, por me lembrar!), sendo que os dentes só servem para rasgar a pele).

Além do mais, caninos estão associados ao perigo, ao alerta. Se levarmos em consideração a teoria de Darwin, que somos descendentes dos macacos e tínhamos caninos mais longos que os nossos atuais, faz muito sentido!Já que é comum animais mostrarem os dentes para intimidar o inimigo!

Outro motivo pelo qual os vampiros possuém caninos maiores que os dos humanos. Eles incitam o perigo e a intimidação, por poderem nos atacar com mais facilidade. (Agradeço à Ritsuka novamente por esta explicação!)

Por isso… Ser um vampiro sem caninos deve ser… Que nem homem castrado =P!A coisa não funciona…Você vai fazer o que?

6. Sol

Ahhh, o sol!

Aquele que ilumina nossas manhãs, ajuda na fotossíntese, seca as roupas…

 

E-mata-os-vampiros


Ahhhhh, vamos lá!

Você nasceu dentro de uma caverna!E ficou 20 anos sem sair da mesma!Quando você sai…O que acontece?

TCHANS!Fotossensibilidade!Ou-seja: Seus olhos vão doer, e sua pele, por estar praticamente albina, vai ficar vermelha e machucada… Vire agora uma criatura imortal e noturna!…Fala sério né?

Sol = morte certa pros vampiros.

Falando sério, os vampiros são exclusivamente das trevas. Trevas assemelham-se à escuridão, a escuridão assemelha-se à noite!OH!O que temos?

O sol representa, em algumas religiões, a Luz de Cristo, e já foi cultuado como Deus por diversas eras. Vampiro no sol não tem absolutamente nada a ver faz anos, anos e anos!Os raios solares, se trazem energia para o que está vivo, com certeza tira do que já está morto!

Para um vampiro, a luz do sol é infinitamente pior que os objetos sagrados. Sua morte através da luz solar difere muito. Para alguns, é que nem entrar em contato com uma cruz, ele vai definhando até virar pó, não sem antes sofrer horríveis queimaduras.

Para outros, sua pele começa a borbulhar e a fumegar, como se ele estivesse sendo cozido por dentro, até explodir em cinzas.

De qualquer forma, todas as lendas acertam que vampiro e sol é uma péssima combinação!

Vampiro durante o dia descansa e recupera suas energias… Não… Eles não brilham! Não, eles não ficam de boa no sol! Não, não e…Não!!

Ninguém brilha…Aliás…

Só aqueles cadernos da Barbie… E roupa de stripper…

7. Alho

QUEM DISSE que alho é besteira?Há!

Alho é uma arma ótima contra vampiros!Por possuir propriedades curativas e desde a Antiguidade, dizem que seu forte cheiro afasta vampiros e os maus espíritos. Por isso sempre diziam que era bom ter um dente ou um maço de flores de alho em casa.

8. Prata

Prata não é só pra Lobisomem não. A prata também tem o poder de afastar qualquer “coisa-ruim”, por ser um metal altamente puro. O contato com este metal causa queimaduras, e balas de prata, por entrarem no corpo do atingido, leva à morte.

9. Estaca de Madeira

Eis uma arma que já caiu um pouco em desuso. Tradicionalmente, podia-se matar um vampiro ao cravar uma estaca de madeiro em seu peito, enquanto profere-se orações. A estaca tinha que vir de algum crucifixo, e seu martelo, benzido.

Atualmente, facões de prata, ou qualquer estaca dão conta do serviço.

10. Metamorfoses

O vampiro possui a habilidade de se transformar em criaturas noturnas. Morcego, lobo, coruja, raposa, mariposa, névoa… Cada qual com uma função.

Morcego de tornou a mais comum, para associar aos caninos, ao sangue e etc. Mas ainda vemos em alguns lugares suas outras formas.  

Névoa é uma das formas mais antigas. Contavam que era a maneira mais “fácil” de um vampiro sair de sua cova sem deixar vestígios. Por isso, as pessoas tinham o costume de abrir buracos ao redor do túmulo do suposto sugador da noite, e se ele tentasse sair na forma de névoa, jogava-se água nos buracos, para impedir a passagem.

Lobos sempre foram associados à noite, às trevas, não é à toa que existem os Lobisomens. Ainda mais por uivarem para a lua e preferirem sair de noite, e represtentam mau agouro para algumas culturas.

O próprio Drácula diz, admirado, quando ouve os lobos uivarem perto de seu castelo: “Escute… São os filhos da noite. Que música compõem!”.

11.Hipnose

Vampiros têm um excelente poder hipnótico. Conseguem controlar animais noturnos e facilmente dominam suas vítimas com o olhar, deixando o ataque mais fácil.

Diziam que sonâmbulos eram, na verdade, pessoas hipnotizadas por um vampiro e/ou que podiam transformar seus parentes em vampiros.

12. Espelhos

A crença religiosa diz que os espelhos refletem nossa alma.  Por isso, ao olhar para um espelho, um vampiro não se vê refletido, por não possuir alma.

Ainda é muito comum dizer que quem quebra um espelho traz azar, pois faz mal à alma.

~~~~~~~~~~~~~~~~

Bem, com isso nós podemos concluir muuuitas coisas a respeito do tão adorado Twilight. Não tem mesmo vampiro no livro! Stephanie Meyer errou FEIO. Vampiros aparecendo em espelhos?Brilhando no sol?(BRILHANDO!Meu Deus…)?Vivendo na boa com objetos sagrados?Não, né?

E sugando o sangue de ursos!!Ahhh, que ótimo exemplo para o fim da extinção!

Agora, se nada disso abriu seus olhos para a verdade… Você não sofre só de Crepusculite…Mas de quebra-oquice (termo gentilmente roubado da Lils, valeu ^^!) também!

 

Boa Noite!

 

PS: As fangirls citadas neste post não são TODAS!Graças aos céus o mundo ainda possui ótimas fãs sensatas! 

 

Fontes:

Wikipédia, para algumas pequenas confirmações e parte da teoria Lilith.

Livro Drácula, edição adaptada, especial Ilustrada com conteúdo explicativo, ed. Companhia das Letrinhas, 1997 (Lilith, Estrige, Loogaroo, a origem das lendas, teorias sobre Drácula e suas origens, e teorias de Vlad Tepes.)

Biblioteca dos Vampiros, para o Loogaroo.

Interessados para mais informações sobre Lilith:

http://www.rosanevolpatto.trd.br/lilith.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lilith