2 Anos trazendo a lógica!!

Stephen King x Twilight Fãs

https://i2.wp.com/images.eonline.com/eol_images/Entire_Site/20090204/425.twilight.meyer.king.020409.jpg

O grande escritor de livros fictícios, Stephen King, concedeu uma entrevista ao USA Weekend onde nela, o escritor fala da carreira das duas escritorias do momento, J.K. Rowling e Stephenie Meyer (escritora da saga Crepúsculo), que atualmente são reconhecidas mundialmente, assim como Stephen.

Stephen disse na entrevista que não sabe a sua influência que teve em Meyer, mas que ele já sabe que Rowling lia seus livros quando ela era mais jovem, o escritor elogia o trabalho da autora mas diz não gostar dos livros de Stephenie:

“Eu acho que sirvo como fonte para alguns escritores, e isso é muito bom. Tanto Rowling e Meyer são direcionadas a jovens, a diferença é que Jo é uma escritora maravilhosa e Stephenie Meyer não consegue escrever algo que vale a ser tão merecedor. Ela não é muito boa.”

Na entrevista, King também falou mal de outros escritores além de Meyer, mas ele disse que eles fazem sucesso devido ao assunto dos livros, como Crepúsculo, por ser “uma história de uma geração de garotas que querem participar numa jornada de amor e sexo e um cara que as ame e as proteja como Edward”. Stephen já teve seus livros exibido nas telonas, um exemplo é O Apanhador de Sonhos, lançado em 2003.

Reação das Fangirls

(tudo real tirado no ctrl-C e ctrl-V)

Luu C.: INVEJOSO, NOJENTO, RIDÍCULO, SEM NOÇÃO, VÁ ESCREVER UM LIVRO E VENHA FALAR MAU DE QUEM QUER QUE SEJA.

• ana c! (: É o prazer que essa gente tem de criticar o trabalho de alguém. Se ele acha o livro de Meyer ruim, porque não vai ele mesmo escrever algum? Dae ele vai ver a frustração de ver um trabalho pra que você se esforçou sendo criticado por algum BABACA que não faz merda nenhuma :)

• ana c! (: Sim, mas continuo achando, que a opnião dele pouco importa para fãs que realmente amam Twilight.
Eles não entendem, sabe? Todos os livros que o Stephen King fez, não tem o mesmo objetivo de Twilight.
Crepúsculo é um livro para teenagers, jovens, e claro que todos podem ler mas os livros dele, são feitos para observar casos da vida, coisas lindas. Twilight não tem esse objetivo, ele conta amor e aventura.
Os livros de Stephen são feitos para a vida ;)

Luu C.: O fato dele ser escritor também só torna a inveja mais pronunciada, tipo ‘ela é melhor que eu, vou esculachar ela.’ Louco, frustrado só por que os livros dele não fazem tanto sucesso, bjs.

ஒ Dєbbiє: fora q isso neeem deve ter a vr com o fato d q ele é um escritor q atualmente mta gente nao conhece (como eu o/) e ela tbm é escritora e d mto sucesso

‘ Teleco~/:  Stephen King? quem é este mesmo…? é a mesma coisa das Rouges vir falar que acha a Madonna muito fraca ¬¬
Nem sabia da existencia da pessoa :~ tsc ²

Giselly: Quem é esse SER chamado Stephen King (?) Minha opinião: Só falou mal da Stephenie Meyer pq ela conseguiu fazer em pouco tempo o q ele não deve ter conseguido fazer em ANOS de carreira!

Fê: Concordo com a kamila.. Esses criticoos se achaam neh.. Pelo amor de deus.. A opinião desse cara num importa..Talvez ele deva checar o tamanho do sucessoo do livro..pra depoiis ficar falando :S

яααphαєℓ: ciceramente king é ridiculo…fala mal dos outros e fica famoso é facil…faze melhor que eles é meio complicado…mayer é uma das melhores escritoras que eu ja lii, e seus livros estão em 1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!

diana corti.: Q ridiculo isso!!!

Stephan King ta é cm inveja da Stephanie pq ele nao tm criatividade e habilidade suficiente pra chega aos pés dela.
Esses criticos se acham mtoo neh…eu nao me importo cm a opinião dele, pra mim a Stephanie sempre vai ser uma das escritoras mais s destaca no mundo inteiroo!!
p.s.: tambem gosto da J.K.

Katherine: eu nem sei se essa criatura é homem ou mulher… mais na real ela ou ele é mto sonso….. (ou sonsa)

FONTE: Bignadaquasar

Este vídeo é uma resposta à opinião de uma fã de Crepúsculo, que tentou desacreditar Stephen King e sua crítica que dizia que Stephenie Meyer não consegue escrever nada que preste.

O vídeo foi feito por auraldemolition, e as legendas em português foram adicionadas depois por smithsony23.

Vídeo usado com permissão do autor.

Anúncios

195 Respostas

  1. Vanessa

    Ai o meu Coração…

    depois estas criaturas querem ser levadas a sério…então elas gabam-se de não saberem quem é o S.K. como se isso fosse algo incrível? só mostra a grande ignorância delas…

    “Vá escrever um livro e depois venha falar”…escrever mais um ainda?!

    06/09/2010 às 7:57 pm

  2. Bernardo

    Porque a Stephanie teve um filme do Kubrik com o Jack Nicholson, né?

    Há, segundo comentário *-*

    06/09/2010 às 8:04 pm

  3. Veh Klein

    De todos os “argumentos”, o que mais me choca é este:

    ” fora q isso neeem deve ter a vr com o fato d q ele é um escritor q atualmente mta gente nao conhece (como eu o/) e ela tbm é escritora e d mto sucesso”

    A menina sente ORGULHO de não conhecer Stephen King. Se orgulhar por não saber algo é muito idiota.

    06/09/2010 às 8:09 pm

  4. CintiA

    Gzuis…
    Não poderia esperar nada além de boas risadas com os comentários dessas fangirls acéfalas. “Quem é esse SER chamado Stephen King (?)”. É muita ignorância. Acho que além da Meyer só conhecem o Paulo Coelho.

    06/09/2010 às 8:19 pm

  5. Parei de ler os comentários quando vi: “ciceramente”. PQP.
    Vamos lá, Em relação à cinema temos, de Stephen King, O Apanhador de Sonhos e A espera de um Milagre. Comparem as reações gerais desses dois filmes com a “saga” de Meyer. Em livros, po, “Escreve um livro e vem falar” (ou seja lá oq está pessoa disse), procurem por “A Torre Negra” e vc verá “um” livro.
    “the new york times um dos + renomados programas de tv americano!” Bom, eu jurava que era um jornal, mas…
    E outra, os livros da Meyer estão no top da literatura infantil, chega a ser desprezivel.
    Mas enfim, eu ainda me divirto muito vendo a capacidade intlectual desses fãs. É revigorante.

    06/09/2010 às 8:28 pm

  6. dani

    “ciceramente king (…)…mayer é uma das melhores escritoras que eu ja lii, e seus livros estão em 1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!” – uma pessoa que escreve sinceramenet com C deve ter lido muito mesmo… e em que canal passa The New York Times mesmo? XD

    é um pior que o outro, que nem a Veh Klein disse, elas sentem orgulho por não conhecer Stephen King… Pelos que elas dizem, percebe que são completamente egocentricas, o mundo só existe com o que elas conhecem e o que elas acham bom…

    06/09/2010 às 8:32 pm

  7. dani

    sobre o video: Stephen King OWNED… “amazing book” XD. mas acho que as fãs não vão captar a ironia do que ele falou. queria ver o que a meyer disse sobre isso.

    06/09/2010 às 8:38 pm

  8. sobre o video: Stephen King OWNED[2] Mesmo q ñ tenha sido ele falando, pq ñ acho q o Stephen fosse se rebaixar para uma escritorazinha de 5° categoria, todos os argumentos são válidos.

    06/09/2010 às 8:57 pm

  9. Guilherme

    1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!

    HAUHAUAHUAHUAUAHUAUHAUHAHAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAAHUHAUAHUAHAUHAUHAUAUAHHUAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAHAHAUUAUAUAHUAHUAHAHAHUUAUAUAUAHHAUHAUAHUAHUHAHAHUAUAUUAHUHAUHAAHHAUAUAHAHUHUAAHUHAUHAUAHUAHUAUAHUAUHAUHAHAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAAHUHAUAHUAHAUHAUHAUAUAHHUAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAHAHAUUAUAUAHUAHUAHAHAHUUAUAUAUAHHAUHAUAHUAHUHAHAHUAUAUUAHUHAUHAAHHAUAUAHAHUHUAAHUHAUHAUAHUAHUAUAHUAUHAUHAHAHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAAHUHAUAHUAHAUHAUHAUAUAHHUAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAHAHAUUAUAUAHUAHUAHAHAHUUAUAUAUAHHAUHAUAHUAHUHAHAHUAUAUUAHUHAUHAAHHAUAUAHAHUHUAAHU

    06/09/2010 às 9:00 pm

  10. nath

    tava demorando para fazer um post tao bem humorado feito esse.
    sério, nao desmerecendo os outros artigos, mas eu realmente achava que o twilight haters havia perdido a sua identidade e aguardava mais uma analise profunda comparando twilight com alguma obra classica qualquer.

    06/09/2010 às 9:07 pm

  11. Zigga

    Quando você manda um cara conhecido como “Máquina de Escrever” ir ler um livro de verdade pra ver como se faz, tem alguma MUITO errada contigo. Way to go, fãs de Crepúsculo! Continuem assim e vão ganhar uma estrelinha dourada no caderno!

    E manolo, eu tenho que começar a ler A Torre Negra…

    06/09/2010 às 9:41 pm

  12. Giovanna

    Owned foi pouco agora XD!!
    King…vc é…O-CARA. O CARA!Meu, vc pode falar o que quiser, quando quiser, de quem quiser XD!!

    Comprei Christine na Bienal, sempre foi meu filme favorito dele, não duvido que o livro tb seja. Eu e mamis somos mto in love por ele, hahahaha.

    E manolo, eu tenho que começar a ler A Torre Negra…[2] eu tenho e não li ainda!

    06/09/2010 às 11:13 pm

  13. Juliana

    /rindo.

    07/09/2010 às 12:21 am

  14. Cynthia

    Profundamente chocada com a ignorância desse povo. As vezes acho que eles fazem de propósito sabe? É muita burrice pra ser verdade, minha gente… E eles é que são o futuro do país? Espero morrer logo, então.

    07/09/2010 às 12:46 am

  15. Cynthia

    SK, we love you!! Você mora no meu coração :)

    07/09/2010 às 12:51 am

  16. Bela E.

    “1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!”, não saber quem é SK não é nenhuma novidade vinda de fãs de Crepúsculo, mas não saber que o The New York Times é um JORNAL, ah! Isso é arrancar meus rins. ¬¬

    De qualquer forma: amazing book! xD

    07/09/2010 às 1:11 am

  17. Earinë

    é mto triste ver o nível das fangirls,realmente, ignorância é uma bênção… quanto ao vídeo é excelente, maaaaas, não é o Stephen King, o vídeo é fake, não deixa de ter razão absoluta em todas as suas palavras, mas n foi o mestre dos livros de terror quem falou isso, a voz dele é muito diferente, é só procurar entrevistas dele pra ver :)

    07/09/2010 às 11:55 am

  18. Roberta

    HA HA HA adorei o video dele, deixou aquela mulher no chinelo!
    E que comentário são esses? Povim sem noçãos, gosta da saga? Então não a envergonha tanto que já é. Acredito que esse povo sem noção que xingou um dos caras mais fodas da literatura vivo deve que só leu os livros do vampirinho-gay e a garota-masoquista na vida.
    Ignorância define essas fãns.

    07/09/2010 às 1:57 pm

  19. Sophia

    Verdade, Earinë, esse não é o próprio King – embora o que é dito seja verdade. Na página do original [/watch?v=zb72V_4N5ko] o auraldemolition diz que: “NB: This video is meant for entertainment purposes, and may not represent Mr. King’s actual views.”

    Ou seja, “Este vídeo objetiva apenas o entretenimento, e talvez não represente os reais pontos de vista do Sr. King.” Bem, de um jeito ou de outro… AMAZING BOOK!

    Genial. Tenho certeza que o nosso bom King concorda ><"

    07/09/2010 às 2:44 pm

  20. Giovanna

    Sophia, mesmo não sendo o King, pode-se concordar que isso owna facinho as fãs da Meyer =D!E com certeza elas devem estar querendo morrer agora.
    Dude, queria ver a opinião delas agora!!

    07/09/2010 às 3:03 pm

  21. Nuriko

    Amooo o Stephen! Ele é digno, é um escritor e tanto e agora…Ele só ganhou mais ainda esse respeito. Há algum tempo eu já havia visto esse vídeo e eu só pude rir das reações das fãs e ficar #dazzle# pelo Stephen King!

    07/09/2010 às 3:07 pm

  22. Aline e Laura Tonks

    Santa ignorância!!! nem sei por onde começar.
    primeiro,como já disseram, eles sentem orgulho de não conhecer Stephen King,” VÁ ESCREVER UM LIVRO E VENHA FALAR MAU DE QUEM QUER QUE SEJA”
    COMO ASSIM???? MAIS AINDA????
    Meu Merlin, dizer que ele tem inveja dessa songa monga, ele, decididamente sem dúvida nenhuma é muito melhor que ela, nem comparação!!!É horrível comparar isso!!
    Se vocês não conhecem ele nem apenas pelo nome, me desculpa, mas precisam urgetemente melhorar o seu nível cultural!!!
    P.S”que canal passa o the New York times”????
    UAIHSUAHSUAHSUAHSUASIUAHSASUIHA

    07/09/2010 às 3:26 pm

  23. Twilight Haters

    Acho que o programa New York Timer é depois dos filmes eróticos da Multishow…

    07/09/2010 às 3:35 pm

  24. Mariana

    AUHUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAAUHAUHA TOTALLY OWNED, sério… nossa Stephen King é o cara mais fo-da, fala sério… que crítica, por isso eu o venero tanto!

    07/09/2010 às 4:18 pm

  25. HAHAHA! A-DO-REI a resposta do King ;; muito FODA!ushasuhas ;; ele falou tudo!<3

    07/09/2010 às 5:03 pm

  26. July

    Quem foi que colocou esse post MARA?

    07/09/2010 às 5:19 pm

  27. Renata. R

    Essas lovers retardadas cagam pelos dedos, cara
    Gente, é tanta burrice que me dá até medo. o.0
    EU não sei nem de qual comentário imbecil delas, eu ri mais.kkkkkkkkk
    Racha a minha cara de vergonha alheia, lovers malditas!

    07/09/2010 às 7:23 pm

  28. J.L

    O que me adimira e q essas lovers nunca leram um livro de qualidade,e falam q meyer e uma das melhores escritoras do mundo.
    Lovers:leiam primeiro algum livro de jane austen,stephen king,machado de assis,dostoievski que depois nos podemos discutir sobre literatura.

    07/09/2010 às 7:56 pm

  29. Earinë

    Boto fé que a maioria desses comentários de lovers deve ser de umas três pessoas no máximo, que usam outros nicks e e-mails, pq n é possível que 90% delas escrevam da mesma maneira, parecendo analfabetas. E além de não saber escrever ou interpretar o que leem a falta de cultura é grande. Se elas não sabem quem é o S King, n devem nem saber quem são os candidatos à presidência… muito triste, dá até dó… só um pouquinho xD

    07/09/2010 às 8:10 pm

  30. Jucinéia

    Raxei de rir aqui, com ese: “seus livros estão em 1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!”

    shsushsuashaua
    Isso não existe! o.O

    07/09/2010 às 10:58 pm

  31. Tamara, sem acento

    яααphαєℓ: ciceramente king é ridiculo…fala mal dos outros e fica famoso é facil…faze melhor que eles é meio complicado…mayer é uma das melhores escritoras que eu ja lii, e seus livros estão em 1º loguar na lista de best sellers do the new york times um dos + renomados programas de tv americano!

    ——–

    USAUSHUSHAUEHUSAHUEHUSAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHAUSHUAEHUSHAUEHUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAEHUHSUAHEUHUSAHEUHUSAHEHUSAHEUHSUAHEUHSUAEHUSHUAEHUSUAEHUSHAUEHUSHAUEHUSAHEUHSUAHEUSHUAHEAUHUAEHUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUHSUAHEUSUAHEUSHAUEH

    Se ele disse que o programa de TV NEW YORK TIMES disse que a MAYER é melhor, então tá falado!

    Olha… ‘Cinceramente’, sem mais.

    07/09/2010 às 11:29 pm

  32. Isabela Arantes

    HAIOEHAIOEHAOEHAOIEHAIOEHAIOEHAIOHEIOAHEIOHA , tenso! Stephen, depois disso sou sua fangirlzinha hardcore :D

    07/09/2010 às 11:57 pm

  33. priscilinha

    aff esse stefen king eh um tosco igual vcs eu comcordo com tudo o q as fas de twilindo disseram ele eh um estupido nojento e frustado q nao sabe escreve um livro decente e de sucesso entao fika criticando a titia steph linda…..desocupado fdp!!!!! e vcs tbm twilight haters (q tao + pra lovers) brasil!!!! bando de mau amados sem amor no coracao…..nao eh culpa de twilindo vcs nao terem sentimentos e bom gosto…..carentes loukos!!!!!! kkkkkkkk’ ridikulooooooooooos

    08/09/2010 às 12:01 am

  34. priscilinha

    e eskeci de flar q alen de td isso vcs soh sao uns fans de hery poter q nao admitem q twi eh melhor e tah desbancando hp……sem contar q a steph eh bem mais inteligente e melhor q a jk rowling veia!!!!

    08/09/2010 às 12:03 am

  35. É Stephen King! Vai escrever um livro, seu boboca! ;(

    (/mentira oeeeeeeeeeee)

    08/09/2010 às 12:41 am

  36. Aê, começou a aparecer as fãs babacas, agora sim fica animado!!!
    Vamos lá seus sem cerebro, nos deem mais motivos pra rir =D

    08/09/2010 às 1:04 am

  37. Ah, por favor, pesquisem quem fez mais sucesso em livros e filmes. Assistam o video resposta ou usem o google mesmo, ai vcs vão ver se Stephen precisa ser invejoso.

    08/09/2010 às 1:06 am

  38. Guilherme

    Sinto que priscilinha é um troll querendo ver se irrita alguém.

    08/09/2010 às 3:23 am

  39. Vanessa

    Sinto que priscilinha é um troll querendo ver se irrita alguém. (+1)

    08/09/2010 às 8:33 am

  40. Twilight Haters

    Aii comé kih vuxeis perdem tmpo flando mal dih Crehpuxhculo neh?! Kohmuhn vuxXxex perdeim temp0 odiaNduh umah coixhsah ki vuxeinxs odeiao!?!?! sabe oki eu achu ki isso eh!??!!? INVEJA!!!! aheiaheiaheiaueghaieahai!!111 INVEJA MATA!!!!!1111111 Maish tuduh bem purquê noish tehmuxshhr nossa SAGA!!11UM

    Pronto. Agora vou pegar minha carteirinha de Fangirl Legítima de Twilight™, certeza que vocês vão todos acreditar. Sutileza pra que?

    (Anísio)

    08/09/2010 às 1:58 pm

  41. Marininha Potter

    O Stephen King parece o Voldemort/Michael Jackson #random
    AMAZING BOOK #morribjs
    Cinceramente? Axo qe vosses tem qe parah de perdeh seus tempo coom eça m*rda di blog ih aranjah uqe fazeh da vida!!!11!

    08/09/2010 às 3:00 pm

  42. Kamy

    CinCeramentI?
    Leio Paulo Coelho -q!, mas não leio Twilight.
    O primeiro livro já foi SUFICIENTE!

    08/09/2010 às 3:06 pm

  43. Surya C.

    Lovers vocês tem TODA a razão. Sério!

    Concordo com seus maravilhosos e amadurecidos argumentos que protegem com unhas e dentes o amor que sentem pelo tão luminoso globo platinado Edward Cullen.

    Também concordo ao dizerem que NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PLANETA ouve um casal tão sintonizado como o que S.Meyer “desenvolveu” em sua saga vampiresca. Perto dela, quem é Jane Austen? V. Wolf? C. ou E. Bronte?

    E digo mais. Prometo por todas as minhas células, como brasileira fiel a meus princípios, que: No dia em que Twilight aparecer novamente como um dos mais explosivos romances best-sellers no “programa de TV” New York Times, sairei pela Avenida Paulista, gritando o quanto desejo sentir minhas coxas umedecidas de tanta excitação ao imaginar Ed.Cullen brilhando para mim e dizendo que me levará para o inacreditável mundo da imortalidade!

    08/09/2010 às 3:16 pm

  44. Lavínia

    O video é fake, mas mesmo assim é ótimo. Só achei um erro terem esquecido de citar o Brian de Palma como uns dos diretores a adaptarem os livros do SK(mas isso é opinião pessoal XD)

    E como essas lovers são alheias ao mundo, sério. New York Time programa de tv? Fora os erros completamente grotescos na escrita, prova de que realmente elas lêem muito mesmo para sair por ai criticando.

    Quanto a essa menina que disse que Twilight foi o melhor livro que ela já leu, me pergunto se ela já leu outra coisa que não fosse Capricho e a droga da saga da SM.

    Ótimo post e amazing book/tô rindo até agora

    08/09/2010 às 3:40 pm

  45. Taty

    EU AMO O SK!!! ELE É DEMAIS!! RI MUITO COM ELE!! “OHH, MAZING BOOK” HAHAHAHAHAHAHA!!!

    08/09/2010 às 7:36 pm

  46. Taty

    não, não não, não e não priscilinha!!
    Por Favor, volta pra escola, aprende a escrever, e começa pelo básico. É HARRY POTTER!! BURRA!!!
    Gente ignorante é foda… Vc viu o vídeo né?? Não entra na cabeça oca das fãs de Cremerda que NINGUÈM TEM motivo pra ter um pingo de inveja de Cremerda?? Pq qualquer coisa é melhor. Eu escreve melhor que a Meyer, Digimon é melhor que Cremerda, Naruto, Dragon Ball Z, Hannah Montana (odeio), Avatar (odiei esse filme), entre tudo no mundo.
    E num vem falando que Crepúsculo é melhor que Harry Potter pq até filme brasileiro é melhor que essa merda de Crepúsculo….
    E NÃO TEM OUTRO ARGUMENTO NÃO?? É SEMPRE INVEJA??? VAI CATA COQUINHO… VAI CAGAR EM CIMA DOS SEUS LIVROS PRA COMPLETAR A COLEÇÃO!!

    08/09/2010 às 7:45 pm

  47. J.L

    Por favor alguem me responda:Por que algumas pessoas tem essa mania de chamar meyer de titia,fãs de bandas coloridas de familia não sei o quê?
    Nem comento esses comentarios de pessoas que apenas leram crepusculo e livros serie vaga-leme em sua triste vida.
    S.K. e um gênio do terror.

    08/09/2010 às 7:47 pm

  48. J.L

    “Cinceramente” pricilinha,vai ler alguma coisa que traga mais cultura para sua vida.
    Adorei esse “cinceramente”.

    08/09/2010 às 7:49 pm

  49. Twilight Haters

    Gente, até o Dança com Smurfs meteram no meio.

    (Anísio)

    08/09/2010 às 10:00 pm

  50. priscilinha

    anizio vc fik ai pensando q eh o inteligente da ekipe mas vc eh um merda q nao fala koisa com koisa e ninguen gosta de vc seu mal amado

    08/09/2010 às 10:03 pm

  51. Eu não sei o que mais me divertiu, essas fãs loucas dizendo que ele tem ciumes da Meyer, ou SK dizendo que elas tem razão. E pra melhorar ainda mais meu humor depois de um dia cansativo de trabalho vem mais uma lover aqui no blog dos haters concordando com tudo o q foi dito antes… Vou trabalhar feliz amanhã.

    Twilight fãs… se encherguem…. ou pelo menos arrumem algum argumento decente, essa historia do ciume já cansou. Pra que SK vai ter ciume da Meyer? Ele tem mais o que fazer.

    08/09/2010 às 10:06 pm

  52. priscilinha

    enxergar eh com x. idiota.

    08/09/2010 às 10:08 pm

  53. Twilight Haters

    Que é isso priscilinha, você é que não entende meu super intelecto dadaísta pós moderno. Junto Neston com Guacamole todos os dias :*

    (Anísio)

    08/09/2010 às 10:09 pm

  54. lylikouga

    Eu sei priscilinha mas se seu computador estivesse quebrado e vc não tivesse uma letra em questão vc escreveria como? Sem o chis fica dificil escrever direito.
    Não insulte amor, é feio. Se não tiver argumento não diga nada… a gente aprende isso no Bambi, com a mãe do tambor.

    08/09/2010 às 10:24 pm

  55. priscilinha

    e o qq a poha do guacamole tem a ve com isso?? por isso q eu disse q vc naum fala nada com nada…..loko

    08/09/2010 às 10:25 pm

  56. Twilight Haters

    Ah priscilinha, você é forçada demais, não tem a mínima graça. Dê uma apimentadinha nessa trollagem, vai. Recomendo olhar o forum do imdb pra achar inspiração. Beijos.

    (Anísio)

    08/09/2010 às 10:30 pm

  57. Violette

    Faço minhas as palavras da Ly
    “Não insulte amor, é feio. Se não tiver argumento não diga nada… a gente aprende isso no Bambi, com a mãe do tambor.”

    Isso, é lógico, se você tem um mínimo conhecimento do que quer que signifique “argumentar” hehe

    É por essas, e outras, que amo cada vez mais o tio King, e dou cada vez mais razão ao meu antes repúdio instintivo a Twilight Lovers =]
    Obrigada a vocês, Twilight lovers, por me dar sempre mais razões para desconsiderá-los como gente ^^

    08/09/2010 às 10:47 pm

  58. O Andarilho Negro

    Sinceramente, concordo com “priscilinha” (?). Nunca vi mais lógica no mundo do que vampiros que vivem para ir a escola e se formar repetidamente durante a eternidade, e incrivelmente, nunca são reconhecidos por ninguém como as pessoas da turma de 1985 ou mesmo como os da turma de 2004. Além do mais, C-inceramente, se vampiros realmente existissem, se alimentariam de animais, um sangue muito rico e que deve ter um sabor maravilhoso quando comparado ao humano (y), não sairiam em dias ensolarados, pois nos humilhariam com sua incrível beleza e palidez que de tão insonsa, refletiria os raios solares e fragmentaria o espectro de luz branca, criando assim os espectros de cores, a exemplo de um prisma.
    Senhor Stephen King, por favor, vá realmente escrever um novo livro como o Torre Negra volume 8 para seus fãs bitolados e ignorantes que leem seus livros desde o Torre Negra volume 1, publicado quando o senhor detinha 19 anos, sendo o livro vendido até hoje, e continue dando palestras, entrevistas e outras coisas que vocês escritores bem sucedidos, e por isso insonsos e invejosos, pois todos nós sentido inveja da “tia” Meyer (é assim que se escreve meus primos (?) fãs de Twilight, fica a dica ;]) e deixe o palco da literatura para esses ótimos escritores que sabem muito bem o que fazem, tem ideias totalmente originais como desenvolver a psique vampirica em um nível que deixa Anne Rice, famigerada e indigna Rainha dos contos vampirescos, pois é claro que ela é invejosa e copiou Crepúsculo, vertendo lágrimas de sangue por conta da tão comum inveja.
    Amo A-M-A-Z-I-N-G B-O-O-K-S!!!
    Continuemos assim galera, mais alienação cultural e mais bandas coloridas e coraçõezinhos feito com as mãos. Votem, Tiririca 2222, nosso patrono e inventor das calças coloridas ;).

    /Ironic mode off

    08/09/2010 às 11:42 pm

  59. O Andarilho Negro

    Áh, acabou de passar no New York Times, no canal Folha de São Paulo junto com o Diário do Grande ABC, tia Meyer disse que ama todos vocês e que S.K. é feio e bobo.

    Pronto, já posso vender meu cérebro, vestir roupas estranhas, repetir argumentos e pegar minha carteirinha do clube de Twilight?

    08/09/2010 às 11:47 pm

  60. Tamara, sem acento

    Sim, vamos votar no Tiririca porque é como ele disse, né, pior do que tá NÃO FICA =D

    —–

    Argh, a propaganda dele me dá nó no estômago toda vez que passa na tevê. E a do Maguila, do Netinho, da Marta, de um cara vestido de palhaço… Enfim.

    E as fangirls de antes eram TÃO mais legais. Elas sabiam responder, tinham mais garra…Priscilinha-whats-her-face is kinda depressing, really :P
    Trollagem é tão 2006, amikãn. Não soube que a modinha agora é ser super cult? Até seu Eduardo-Gatchenho-Cullen mostra isso em sua coleção clássica de obras e azaz.

    Bah.

    08/09/2010 às 11:51 pm

  61. O Andarilho Negro

    Eu fiquei surpreso esse ano, com tantas bizarrices, como nenhuma fãgirl de 30 anos não se candidatou? Poxa, se tem até a campanha corinthino vota em corinthiano, poderia ter fãgirl bitolada vota em fãgirl bitolada. Certeza que venceriam… Essa praga se espalhou mais rápido que a gripe do The Stand ¬¬…

    Eh, tava sempre lendo os tópicos esperando uma trollagem, ai quando zás, vem uma, não me respondeu e usa seu rico e incrível vocabulário pra escrever sua obra prima e incrível argumento “enxergar eh com x. idiota.”… Realmente, muito bem observado. Isso é um ótimo exercício… Pensar… Continue assim champs, um dia você vira uma boa troll (y).

    09/09/2010 às 12:00 am

  62. Bela E.

    Eu estou amando essas respostas da priscilinha, mesmo eu morrendo de vergonha alheia. HAHAHAH…

    09/09/2010 às 1:38 am

  63. Renata.R

    .

    09/09/2010 às 4:20 am

  64. Tenshi - Gabrielle

    o.o *momento não-creio-no-que-meus-olhos-viram-por-isso-estou-petrificada*
    Essas meninas realmente se orgulham de NÃO SABER quem é Stephen King?! Caramba… Eu ainda não li muitos livros dele, mas amei os que li! E amo as adaptações que fizeram! A série “Pesadelos e Paisagens Noturnas” Está entre as minhas favoritas pq são episódios independentes que são adaptações das histórias do S.K.!
    Sim, fangirls, Stephen King está morreeeeeeeeendo de inveja da Meyer ¬¬’
    É nessa hora que eu quero chamar o Deidara-kun pra explodir essas… Esses… Seres. Vai ser a melhor coisa que elas vão fazer pela humanidade: Explodirem! Vão poupar o mundo de tanta ignorância u.u

    09/09/2010 às 10:39 am

  65. TENSO, VERY VERY TENSO. Os que eu mais ri foram da Giselly, e da tal da diana. Vergonha alheia a mil aqui!

    09/09/2010 às 11:11 am

  66. Tudo o que pensei em dizer já foi dito. O que eu adoraria expor publicamente é que esses comentários são tão, mas tão imbecis que é difícil pra mim realmente entender que vieram de um ser humano com cérebro.

    Dá pena, muita pena.

    09/09/2010 às 11:20 am

  67. …sem contar q a steph eh bem mais inteligente e melhor q a jk rowling veia!!!!” VELHA É TUA VÓ SEU IDIOTA! NÃO XINGA A TIA JO NÃO! No dia que a Meyer vender mais de 100 milhoes de cópias com seus 4 livrinhos (sim, mas 100 milhoes de cópias foi apenas UM livro da J.K., Pedra Filosofal)fale mal dela.

    Gente, é tanta burrice que me dá até medo. o.0 +1

    09/09/2010 às 11:26 am

  68. Gente, é tanta burrice que me dá até medo. o.0 +1

    Legal foi ver a troll que escreveu milhões de coisas erradas no post dela vir falar da Lyly que so trocou um “x” por um “ch”. Interessante isso ne?

    09/09/2010 às 12:38 pm

  69. Paula

    Eu amo você Anísio :D
    Pricilinha minha flor…
    quantos anos você tem??? Se é que você tem idade suficiente pra saber contar porque ler e escrever já dá pra ver que não sabe…
    Amorzinho… eu não vou discutir com você porque seu nivel de intelectualidade reflete o da nossa amada titia Meyer.Vocês são geniais demais pra mim, me sinto até envergonhada em me comparar a vocês! Me dá uma vontade de brilhar no sol e beber sangue de coelho! E concordo plenamente com você…como somos mal amados! Nunca amamos na vida, somos seres incapazes de sentir qualquer coisa boa porque não amamos a tão gloriosa saga Twiliht.Vamos morrer na miséria escombrosa que é o abismo da inveja constante. Desculpe por odiar sua tão perfeita saga e me enojar ao olhar a cara de bebado drogado do R Patzz>
    Sorry :D

    09/09/2010 às 1:58 pm

  70. priscilinha

    aff bando de idiota ¬¬’
    mislene eu xingo ela do q eu kiser tah e eu soh flei isso pq a jk rolling eh veia mesmo ¬¬’
    e como vcs mesmos disem sucesso naum eh qualidade…..vc estah se contradizendo kuando joga na minha kra os numeros da sua amada tia veia rowling ¬¬’

    09/09/2010 às 1:58 pm

  71. priscilinha

    tenho 16 anos guria ¬¬

    09/09/2010 às 1:59 pm

  72. Paula

    Google tradutor plys???
    Pelo jeito agente vai prescisar de um dicionário troll pra poder entender o que essas meninas falam.

    09/09/2010 às 2:03 pm

  73. Paula

    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    ~Meu Deus!!
    É diante disso que eu me pergunto se o mundo tem salvação!Uma menina de 16 anos escrevendo como uma anã de jardim e ainda por cima com uma mentalidade brochante.
    No dia que você tiver 16 anos a Meyer pode se tornar uma boa escritora :D

    09/09/2010 às 2:07 pm

  74. Earinë

    Essa priscilinha deve ter sofrido algum brain damage. É impossível alguém escrever assim normalmente o_O’ como ela consegue??? Minha querida, vc já leu alguma coisa do S King? Aliás, vc já leu algo além do seu amado Twilight? Acho que não né… Se vc gosta tanto da “Saga”, acho que tem todo o direito de defender, mas ao menos arrume argumentos coerentes, vc soa como uma criancinha mimada fazendo birra. Pára de mimimi, estude, informe-se. Se vc continuar gostando de Crepúsculo, tudo bem, mas n venha me dizer essas barbaridades sem pé nem cabeça sobre Stephen King.

    09/09/2010 às 2:07 pm

  75. Earinë

    #EpicWin pra quem falou do dicionário Troll!! xD lol

    09/09/2010 às 2:09 pm

  76. Aya

    Uma palavra: FODÁSTICO!!!!

    Stephen is the real KING!!!!! XDDDD

    09/09/2010 às 2:28 pm

  77. DUDA

    Deus,q falta de cultura tem essas fas de Crepusculo.
    Nao saber quem e Sthepen King e ainda dizer q tem orgulho de nao saber????
    Isso q da ficar lendo esses livros q nao levam a lugar nenhum,tira todos os neuronios q tem na cabeca e so quer saber de acreditar q uma pessoa com o jeito de pensar,o jeito de agir do Edward existe de verdade.
    Se vcs estao esperando q alguem igual a ele apareca,entao esperem sentadas,porque ele e cheio de qualidades,mas kde os defeitos?Porque um ser humano normal tem defeitos.Claro,ele e um vampiro,nao um humano,mas acontece q muitas garotas estao se iludindo e realmente esperam q conhaca alguem igual a ele.
    Por isso q eu prefiro todos os defeitos do Harry do q todas as qualidades do Edward,q nao existem em uma pessoa normal.
    O Harry sim,tem suas qualidades mas tambem tem seus defeitos,a primeira vista diriam q esse personagem nao existe de verdade,pelo fato de ser bruxo,claro,mas se perceber ele e bastante humano,porque erra,faz coisas injustas as vezes,o q no comeco nos ficamos ate surpresos com isso,porque logo o heroi e assim.
    Todos os personagens de HP tem suas qualidades e seus defeitos,podemos conhecer qualquer pessoa com as mesmas qualidades e defeitos deles,mas agora,se vcs acreditam q vao conhecer alguem sem defeitos,so com qualidades como o Edward,Jacob,Bella e cia,entao esperem sentadas,e eu sugiro q esperem em um lugar bastante confortavel,para nao se encomodarem na cadeira e cansarem logo.

    09/09/2010 às 2:38 pm

  78. DUDA

    E pra completar nao e so uma pessoa como o Edward q nao existe,um vampiro como o Edward tambem nao existe,porque todo vampiro q ouvi falar voa e vira po no sol,mas o Edward nao voa e brilha?
    Por isso da pra ver q a autora nao sabe muito nem sobre o proprio personagem q escreveu,aonde ja se viu isso?

    09/09/2010 às 2:48 pm

  79. Luísa

    veia flei kiser tah naum… são tantas as palavras que dá para criar um novo dicionário.

    priscilinha és genial! Onde adquiriste um léxico tão avançado? Na saga Twilight? Só pode… E esses argumentos!!!

    Tens 16? Wow! Espero que ainda estejas na infantil ou então és o modelo do que o Sócrates quer para o nosso país.

    Santa ignorância!

    09/09/2010 às 2:57 pm

  80. Janaina

    Eu continuo lendo esses comentários, mas tudo isso me dá um desânimo tão grande…são esses patetas que farão parte dos adultos de amanhã? Sei que é engraçado e tudo mais, mas não dá pra ignorar que grande parte dos jovens são um bando de ignorantes que sentem orgulho em ser ignorantes. É gente colorida, é fangirl alucinada…tô sentindo muita saudade da época em que eu acreditava que gostar de Calypso era o fundo do poço.
    Mas agora, ignorar Stephen King? ISSO sim é o fundo do poço. Carrie, a Estranha, A Espera de um Milagre, A Maldição, O Iluminado…CÉUS, O ILUMINADO! Além de não ler, eles também só assistem a filmes que mostram garotos pálidos, cintilantes e seminus? Eu pensava que todo mundo já havia assistido a, pelo menos, um filme baseado em alguma grande obra de Stephen King.

    Acho que estou perdendo minha fé no futuro.

    09/09/2010 às 3:32 pm

  81. Roberta

    Voto em Stephen King fazer um livro de vampiro e mostrar o que é uma história de verdade entre um Vampiro – vam-pir-ro não uma fada – e uma humana. Romance sombriu não aquela merda. Eu gosto desse estilo de história por isso que parei para ler crepúsculo mas…A escritora diz que a história é de vampiro mas só esqueceu de coloca-los na história.
    Unico personagem principal que ela ‘acertou’ foi Jacob pois além de um lobo-homem bizarro tem uma explicação clara para ele ser assim.

    09/09/2010 às 3:35 pm

  82. Taty

    Voto em Stephen King fazer um livro de vampiro e mostrar o que é uma história de verdade entre um Vampiro – vam-pi-ro não uma fada – e uma humana. +1
    Se o King escrever um livro sobre vampiros, vou correndo comprar e esfregar na cara de quem gosta de Cremerda, gritando: “Tá vendo?? ISSO é escritor, ISSO é vampiro!!! Ignorante!!”

    priscilinha, pô menina, você tem 16 anos, mais velha do que eu, e tem a idade cerebral de 5 anos!! Qual é o seu problema??
    NÃO XINGA A TIA JÔ NÃO!! Primeiro que vc mesma disse com esse “sucesso não é qualidade” que a bosta dessa “Saga” nojenta de vampiros brilhantes não tem qualidade nenhuma, só fama!! Se você quiser ouvir eu digo TODAS as qualidades de Harry Potter, que são muitas!! Segundo que a Meyer é uma ignorante e burra. Ela podia ter feito OUTRAS criaturas (se ela queria tanto que brilhassem no sol), podia pelo menos ter colocado UMA justificativa pra esse idiota do EdFadinha brilhar no sol, assim como os outros mutantes, mas NÃO, não, ela quer ser fodona, quer mudar a história dos vampiros… Ahh, vai catar coquinho. Drácula aqui e agora!!! Aiii, se o Drácula existisse, sua amada tia Meyer já estaria morta, pq ISSO (brilhar no sol, ter filhinhos monstrinhos, se apaixonar por mortal, etc e tal) é insulto á história dos vampiros!!
    Senta lá, priscilinha!!

    Ahh, um OBS: SE MATA, MEYER!!! Pelo amor de Afrodite, se mata!!

    09/09/2010 às 4:57 pm

  83. priscilinha

    trols sao vcs seus desokupados ¬¬’

    09/09/2010 às 5:31 pm

  84. Isabela Arantes

    amazing book. sem mais.

    09/09/2010 às 5:38 pm

  85. Luísa

    priscilinha, se nós somos “trols desokupados” então o que és tu? Vens aqui perder o teu tempo se pensas que consegues afectar-nos com ofensas infantis.

    09/09/2010 às 5:51 pm

  86. Renata. R

    Sinto que priscilinha é um troll querendo ver se irrita alguém.+1

    09/09/2010 às 6:06 pm

  87. Ah, temos que agradecer às fangirlssemcerebro pot nos propiciarem tantas risadas… =D

    09/09/2010 às 6:08 pm

  88. O Andarilho Negro

    Recomendação: Leia A Hora do Vampiro do S.K.
    Leu?
    Assim… Agora pega o seus 4 AMAZING BOOKS e pega uma cena mais incrível do que a do Padre contra o vampiro, ou mais macabra do que o bebê vampiro, ou melhor, do alastramento dos vampiros na cidade.
    Ou melhor, leia Torre Negra, volume 7. Me de uma cena mais épica do que a do padre contra a massa de vampiros sedentos.
    Difícil comparar seus AMAZING BOOKS com esses né? Fazer o que se o S.K. não sabe escrever e tem vivido até hoje de doações né?
    OMFG! 16 ANOS! Parabéns guria, incrível! Um exemplo assaz notável de maturidade e inteligência.

    09/09/2010 às 6:17 pm

  89. Paula

    Vamos abrir um fórum infantil especial para as fangirls.E eu acho engraçado que agente acaba com a garota e ela só ver as coisinhas mais patéticas! Me sinto até uma idiota em insultar uma pessoa tão burra assim, que nem ao menos sabe do que está sendo chingada. Talvez seja porque ela não saiba o que significa ironia.Eu sinto uma peninha tãããão grande de você Priscilinha… tão burrinha…tão inocente…tão aprendiz de troll…me sinto até culpada em imaginar que posso está falando de uma criança de 10 anos… :|
    E é nas mãos de gente assim que o nosso país vai crescer…

    Puta merda

    09/09/2010 às 6:20 pm

  90. Isabela Arantes

    prefiro morrer de tédio do que saber que esse é o futuro do país.

    09/09/2010 às 6:25 pm

  91. Paula

    O Andarilho Negro…
    Não adianta dar indicações de livros pra elas lerem não…é um lixo cultural muito grande para as cabecinhas intelectuais delas. Eu, por exemplo, me intelectualizava lendo Crepusculo e hoje limpo a bunda com as porpurinadas paginas do belíssimo livro negro e ainda pude ensinar meu amiguinho la de tras a jogar xadrez com aquele estupendo tabuleiro da capa.
    Mas as coisas são assim mesmo…os fãs refletem a obra adorada.
    Se os fãs são assim, burros, retardados, idiotas, infantis, imaturos, birrentos, insuportáveis, intojáveis e mongolóides, isso apenas reflete na obra que eles tanto amam. :D

    Fangirls…querem comentar?? Vão lá no word do seu computador e escreve todas as miguxezas que voces querem depois Ctrl+C e Ctrl+V aqui pra pelo menos agente saber do que estão falando…

    09/09/2010 às 6:31 pm

  92. Earinë

    nós somos “trols desokupados”??? WHAAAT? Vc entra num site que critica algo que vc gosta e perde seu tempo comentando e NÓS somos os desocupados? Get a life! Vc é uma vergonha, é a prova que a nossa educação está defasada. Se as coisas continuarem assim… que venha 2012! lol xD

    09/09/2010 às 6:34 pm

  93. Vanessa

    algo que não tem nada a ver com o post: já ouviram a música linda que os Muse fizeram para o Eclipse? que desperdício de banda e de música…

    09/09/2010 às 7:12 pm

  94. Tamara, sem acento

    Gente, desestressem, deixa a menina de 16 anos (Uau! Super velha! Super madura! Com um vocabulário revolucionário!) falar o que ela quiser, isso é necessidade de atenção xD

    Imagino o que seria de vocês ano passado, que as fangirls conseguiam incomodar a equipe inteira, quase HSUAHEUHSAUHSE
    Priscilinha precisa de muito arroz com feijão para chegar nos pés do Pollito. Enquanto isso ela nem faz parte dos nossos cordeirinhos e -q
    Sem contar àquela época de uma fangirl que descia o cacete sobre a gente num fórum (que a gente viu, detalhe) e aqui tentava se passar como super educada e bacana. Era EN.GRA.ÇA.DO! Sem mais e

    09/09/2010 às 8:09 pm

  95. Twilight Haters

    http://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Main/HateDumb

    (Anísio)

    09/09/2010 às 8:16 pm

  96. Paula

    Ah vei…
    a Priscilinha nem veio mais comentar….
    Não tem mais graça :(

    09/09/2010 às 8:38 pm

  97. Ok *respira* da medo saber que as pessoas nunca ouviram falar de Stephen King, qual é o cara é um dos melhores escritores do mundo inteiro (Meu preferido).
    Você pode nuncar ter ouvido falar dele, mas já deve ter visto pelo menos um desses: A espera de um Milagre (estreado por nada mais nada menos que Tom Hanks), Conta Comigo, Um sonho de Liberdade, Carrie a estranha, Cujo e Christine. Adivinha? Todos esses filmes foram inspirados em obras dele.
    Já viu por acaso a série “The Dead Zone” (No Brasil passou como “O Vidente). Essa série foi baseada no livro “The Dead Zone”, adivinha quem escreveu esse livro?
    Já ouviu falar em Tim Burton? (Se você sabe, pense em Noiva Cadaver, Alice, etc). Um dos motivos dele ser tão famoso é que Stephen King disse “Esse cara é bom”. Em pouco tempo a carreira de Tim arrancou.
    Sem contar as outras obras do rei, que são maravilhosas. Fui na Bienal e fiz a festa na Objetiva \o\

    Agora no dia que Stephen King for um escritorzinho mediocre (Provavelmente vão anunciar isso no canal da NYT *O___O*) Eu saio nua pela rua gritando amor a Meyer e seus Vampiros que brilham a luz do Sol.

    OBS: Carai, trollz nem sabem mais como trollar.

    09/09/2010 às 11:34 pm

  98. DUDA

    Nao adianta Rin Sohma,depois q elas comecaram a ler os livros e ver os filmes de Gaypusculo,alias Gaypusculo nao q os gays nao merecem serem xingados desse jeito,mas enfim,depois q as fas comecaram a gostar disso q chamam de saga,elas nao conseguem mais ter a capacidade de distinguir o q e cultura e o q e besteirol,e elas comecam a prestar a atencao de qualquer historiazinha mal contada e mal feita e nao ligam mais para o q realmente tem qualidade.

    Agora,no dia que Stephen King for um escritorzinho mediocre(provavelmente vao anunciar isso no canal da NYT)eu saio nua pela rua gritando amor a Meyer e seua vampiros que brilham a luz do sol. +100000000

    10/09/2010 às 2:25 am

  99. priscilinha meu amor, mas claro que existem execeções, ou você acha que tudo que faz sucesso não tem qualidade como sua querida saga ?

    Harry Potter tem mt qualidade sim, diferente de Crepusculo. Por isso que somente um livro vendeu mais do que sua saguinha de lixo inteira. E a J.K. tem 45 anos se não me engano… isso não é velha.

    10/09/2010 às 11:54 am

  100. ana camila

    Ai o meu Coração…

    depois estas criaturas querem ser levadas a sério…então elas gabam-se de não saberem quem é o S.K. como se isso fosse algo incrível? só mostra a grande ignorância delas… + 11111

    Caramba,tinha que ser fã de crepúsculo mesmo,como assim não conhecem??Santa ignorância,em?!Concordo plenamente com o S.k.,disse tudoooo e mais um pouco,amo ele agora *—–*

    10/09/2010 às 12:00 pm

  101. “…a música linda que os Muse fizeram para o Eclipse? que desperdício de banda e de música…” +1000000

    Com certeza, uma das melhores bandas atuais desperdiçando seu talento com a saga. Mas pelo menos eles admitiram que só fizeram isso pra aumentar seus fãs nos EUA :/

    10/09/2010 às 12:02 pm

  102. An

    Não sei se já comentaram (admito, preguiça de ler todos), mas também tem o “Secret Window – Secret Garden”, que eu acho super foda (o livro e a adaptação para o cinema). Mort Rainey fodástico.

    E aliás, nem posso falar de Twilight. Quem sou eu para falar algo sobre um AMAZING BOOK?

    XD

    E para os que não leram ainda “A Torre Negra”, é ótimo! *-* (Tá que eu só li o volume um, mas lerei o resto das mais de 4 mil páginas! Arduamente irei)

    10/09/2010 às 1:09 pm

  103. Vanessa

    Acho que deixei de gostar dos Muse agora…só para ganhar mais fãs? que motivo tão lamentável…

    10/09/2010 às 1:53 pm

  104. Narcisa Le Fay

    Eu não sei o que é mais surpreendente: elas admitirem que não conheçem S.King, elas gritarem “escreve UM livro” ou acharem que ele é apenas um críticos.
    CINCIRAMENTE eu acho que algumas pessoas precisam de aulas de literatura e infomação * e sim, o sinceramente foi escrito erradi de propósito*

    10/09/2010 às 5:00 pm

  105. Narcisa Le Fay

    Não, espera, o pior comentário foi esse:
    “Crepúsculo é um livro para teenagers, jovens, e claro que todos podem ler mas os livros dele, são feitos para observar casos da vida, coisas lindas. Twilight não tem esse objetivo, ele conta amor e aventura.
    Os livros de Stephen são feitos para a vida”.
    Não por ser mentira e simporque o ser não ENTENDEU o que escreveu. Vou traduzir o comentário:
    “Os AMAZING BOOOOKS” da SMeyer são, na verdade, fantasias sexuais para meninas pré-puberes, que nunca viram ou tocaram, de fato, em um homem e por isso têm que ficar apenas imaginando. Como a imaginação é uma coisa potente e bizarra, nada impede que, durante o seu sonho erótico, sejo introduzido – em todos os sentidos – algo brilhante e duro.
    Meyer se propõe a isso e nada mais.
    S.King, por outro lado, escreve livro “para a vida”. O que isso significa: os livros dele tratam de assuntos profundos e conflitos complexos que atigem a todas camadas sociais, mostrando que todos são passíveis se sentir as maiores frustações e torturas e,ao mesmo tempo, os maiores milagres e injustiças da vida.
    SKing escreve para ensinar sobre a vida e suas dificuldades; SMeyer escreve um fraco manual de “como ter seu primeiro sonho erótico”.
    E foi isso que o lover disse sem querer^^. Quem mais ama um ato falho?!

    10/09/2010 às 5:15 pm

  106. Vanessa

    Cisa, desde que escreves-te: “algo brilhante e duro” que me apaixonei por ti!

    10/09/2010 às 5:58 pm

  107. priscilinha

    ah ker saber vao tudo toma no cu. e vc pensa q eh super fodona neh tamara, mas vc eh uma sonsa!!! nao vo volta nessa concentracao de tapados ¬¬’

    10/09/2010 às 7:49 pm

  108. Zigga

    Priscilinha, eu não tou te entendendo muito bem. Já é a terceira vez que você vem aqui comentar falando mal. Você sabe que a maioria aqui não gosta de Twilight, e que nós vamos zoar e falar mal e reclamar e falar de Harry Potter e de outras séries…

    Você gosta de ver a gente e pensar: “Nossa, esses bando de idiotas não sabemo que é bom, vou rir da cara deles e tentar colocar um pouco de juízo na cabeça desses imbecis.”? Porque se sim, você tá dando murro em ponta de faca.

    E seus argumentos serão levados um pouco mais a sério se você não escrever errado e não ter a pachorra de reclamar dos erros dos outros… Mas isso é só uma dica.

    10/09/2010 às 8:20 pm

  109. Vanessa

    Alguém me pode traduzir o que essa Priscilinha escreve? esse é o novo idioma dos trolls?!

    10/09/2010 às 8:34 pm

  110. ana camila

    Ah por favor,né?!Vocês tão precisando é acordar pra vida e não ficar nesses ”sonhos molhados de adolescência” da Meyer,indico pra vocês onze minutos com o Felipe Neto- minutos é a durãção de *Não faz sentido-Crepúsculo8do Felipe…

    10/09/2010 às 9:38 pm

  111. DUDA… Eh verdade nem sei porque eu tento, mas sabe, ainda existem fãs sensatas ^^

    An… Torre Negra é mara… obra prima, vale apena encarar aquela montanha pra chegar no “final” do livro xD

    10/09/2010 às 9:58 pm

  112. Tamara, sem acento

    É Priscilinha, eu sou uma sonsa, ai de mim! Boo you! D:
    Pff.

    E eu não me canso de rir desse AMAZING BOOK. Sério.

    10/09/2010 às 10:33 pm

  113. Natália Holtz

    prefiro morrer de tédio do que saber que esse é o futuro do país +1

    10/09/2010 às 11:59 pm

  114. Bruna

    Bom, realmente Stephen King é um ótimo escritor, mas nem por isso ele tem o direito de ficar falando mal da Stephenie Meyer, ele pode ter a opinião dele, mas eu acho desnecessário ele ficar falando mal da Stephenie e não digo isso por ser fã da Saga Crepúsculo, pois podem ter certeza que eu falaria isso se ele falasse mal de outro escritor, mas porque essa é a minha opinião

    11/09/2010 às 12:32 am

  115. Tamara, sem acento.

    Bruna, essa resposta é fake, tem uma descrição disso na pagina do vídeo.

    11/09/2010 às 7:18 am

  116. ingra

    prefiro morrer de tédio do que saber que esse é o futuro do país +1

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk’ muito boa essa….

    11/09/2010 às 10:41 am

  117. Mula GaGa

    EURI com os coments das fãs KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Santa ingenuidade Batman, quem é Stephen King comparado com SMeyer, QUEM ? u__u

    11/09/2010 às 12:43 pm

  118. Gabrielle

    “Fê: Concordo com a kamila.. Esses criticoos se achaam neh.. Pelo amor de deus.. A opinião desse cara num importa..Talvez ele deva checar o tamanho do sucessoo do livro..pra depoiis ficar falando :S”
    Realmente, esse crítico devia se enxergar. Só porque a opinião dele alavancou um dos maiores diretores cinematográficos atuais? Me poupe, como se isso significasse alguma coisa. E também concordo plenamente quando dizem que ele devia ir checar o tamanho do sucesso dessa “saga”. Daí, depois que ele gargalhasse oceanos, ele poderia falar com mais convicção ainda sobre o quão medíocre é essa porcaria.
    Não sei se tenho medo de aceitar que pessoas desse tipo são futuros adultos do nosso país, ou se fico totalmente apavorada por pensar que a situação da educação está tão alarmante .-.

    11/09/2010 às 1:23 pm

  119. Twilight Haters

    Bom, o argumento da Bruna não deixa de ser válido, uma vez que o Stephen King falou mesmo mal da Meyer, independente dessa entrevista aí ser fake ou não. Mas então, Bruna, você também acha que a Stephenie Meyer não devia falar mal do Shakespeare, da Emily Bronte e da Jane Austen? Fiquei curioso.

    (Anísio)

    11/09/2010 às 2:08 pm

  120. Twilight Haters

    Só acho que a gente é mais legal que o Felipe Neto, tá :(
    E mais inteligente, também.

    Ana

    11/09/2010 às 2:33 pm

  121. DUDA

    Eu q ri do seu comentario Mula Gaga,nao tem vergonha nenhuma de mostrar a sua ignorancia,porque a sua pergunta esta errada,tinha q ser o contrario,quem e Meyer perto de Stepen King!!!!
    Uma dica,procure saber mais sobre ele,pesquise o nome dele no Google e veja filmes q foram baseados nas historias q ele criou,ai vc vai enteder porque a sua pergunta estava errada!
    Agora,se vc nao enteder,entao realmente essa,hum,saga,tem o poder de fechar a cabeca das pessoas pra nao gostarem de coisas q tem sentido na historia,qualidade.
    Agora vou fazer uma pergunta q esta martelando na mimha cabeca.Sera q os,hum,atores(se e q pode chamar de atores,porque eu juro,sem exagero,ja vi criancas de 10 anos dando um show perto desses ai),se os atores nao fossem considerados bonitos,sera q Crepusculo faria o mesmo sucesso?Acho q nao preciso nem responder,nao e?
    HP,e muito mais do q so atores bonitinhos,o elenco masculino de HP nao precisa passar o filme intero sem camisa pra ganhar bilheteria e fas fieis!
    E Sthepeng King nao precisa abaixar o seu nivel e apelar escrevendo personagens q ficam com pouca roupa e um romance q nao existe e nao tem nenhuma chance de existir no mundo real e doentio como do Edward e da Bella pra as garotas ficarem se iludindo com isso e ganhar mais leitores para os livros e bilheteria para os filmes!

    11/09/2010 às 6:55 pm

  122. Isabela

    No dia que SKing estiver com inveja da Meyer, o Edward é vampiro e as fãs de bandas coloridas admitem que gostam do estilo do Tiririca.
    Ai, às vezes tenho vergonha de ter 14 anos. A maioria das fãs de Crepúsculo e bandas coloridas estão nessa faixa etária.
    Bons tempos em que galãs eram Brad Pitt, Johnny Depp e Christian Bale; filmes bons eram O Sexto Sentido e Entrevista com o Vampiro; vampiros eram Drácula, Lestat, Louis e Armand; bandas e ídolos da música eram Nirvana – Kurt Cobain, The Doors – Jim Morisson e Queen – Freddie Mercury (como músicoa principalmente, porque eles faziam bastante besteira na vida, por mais geniais que fossem) e mais ainda as pessoas que gostavam de Stephen King e Anne Rice eram respeitadas… Pelo menos ainda temos J.K. e Eoin Colfer na nova geração *-*

    11/09/2010 às 7:04 pm

  123. taty

    Nem vem,como assim os fãs de twilixo são mais inteligentes que que o Felipe Neto,por favor,pra gostar de crep. é preciso não ter cérebro,por que aquilo é uma porcaria,é lavagem cerebral,já o Felipe amores,aquilo é um deus,inteligentíssimo,ainda bem que pessoas como ele enchergam a verdade e tentam mostrar isso pro mundo,uma pena ter gente que não encherga a verdade e acorda pra vida,né?1 ;)

    11/09/2010 às 7:37 pm

  124. Bruna

    Oi Tamara, eu sei que o vídeo é fake, eu me referi a entrevista mesmo que ele ficou falando mal da Meyer, tipo, acho que é desnecessário ele ficar falando mal dela nas entrevistas quando ele pode falar de outras coisas

    Anísio, eu realmente não sabia que a S. Meyer tinha falado mal de Shakespeare, da Emily Bronte e da Jane Austen, mas se ela falou mal mesmo, também acho essa atitude dela desnecessária, cada um tem sua opinião mas falar mal eu acho estupidez

    11/09/2010 às 8:10 pm

  125. Bruna

    Taty, quer dizer que só porque uma pessoa gosta de Crepúsculo ela não tem cérebro ? você conhece todos os fãs para afirmar isso ? você não pode julgar os fãs da Saga de uma maneira geral, você deve respeitar os gostos das pessoas, eu mesmo não gosto de Harry Potter, mas não é por isso que vou dizer que todos eles são idiotas e que não tem cérebro
    Você pode ter a sua opinião, mas ficar desrespeitando as pessoas que gosta da Saga eu acho uma grande estupidez

    11/09/2010 às 8:31 pm

  126. Bruna, vc não sabia que SM falou mal de Shakespeare ? Sério, vc leu a merda do livro dessa saga Crepusculo ? Tá lá. Acho qe vc é uma poser hihi

    11/09/2010 às 8:36 pm

  127. Tamara, sem acento.

    Bruna, você tem que considerar também as perguntas dos jornalistas. Ás vezes, dependendo da pergunta, eles pedem por uma opinião pessoal das pessoas – ela incomodando os outros ou não.

    Ah, mas sei lá. Ele pode ter errado ou não, mas ele não está de todo errado ao falar que a Meyer não escreve algo que preste. Mas isso é opinião minha.

    11/09/2010 às 8:44 pm

  128. Vanessa

    Eu acho que um escritor falar mal da escrita de outro não é um grande drama…ele deu a opinião dele, baseado na sua visão da literatura…

    quem pode discordar do que ele disse? além de que a Meyer não é tipo de pessoa que mereça o nosso respeito…

    11/09/2010 às 8:52 pm

  129. Isabela

    Nada a ver isso de “Ah, falar mal dos outros, mesmo sendo expressando sua opinião, não é coisa que se faça.” Vai dizer que você nunca falou mal de ninguém? Mesmo de alguém famoso? Se fosse assim não existiriam críticos de cinema, porque então seria errado falar mal da atuação do elenco ou do filme, ou críticos de qualquer outra coisa.
    Desde que não se fale “Essa é minha opinião, só ela deve ser aceita.”, não há problema em criticar. Vivemos numa democracia, certo? Ditadura já foi – ainda bem…

    11/09/2010 às 9:13 pm

  130. Twilight Haters

    Taty, quer dizer que só porque uma pessoa gosta de Crepúsculo ela não tem cérebro ? você conhece todos os fãs para afirmar isso ? você não pode julgar os fãs da Saga de uma maneira geral [2]

    (Anísio)

    11/09/2010 às 9:13 pm

  131. Bruna

    Flak, sim, eu li todos os livros da Saga e realmente eu não sabia que a Meyer tinha falado mal de Shakespeare, mas o que uma coisa tem a ver com a outra ?

    Tamara, eu entendo o que você quis dizer, seu argumento realmente faz sentido

    11/09/2010 às 9:28 pm

  132. ingra

    bruna, pela primeira vez concordo com vc *-*

    11/09/2010 às 10:44 pm

  133. ingra

    anísio, casa comigo? -N

    11/09/2010 às 10:44 pm

  134. Surya

    A única coisa que o Felipe Neto faz é pegar argumentações clichês dos raivosos de direita e colocar no ar com um ar “intelectual”. O que ele faz não é SER inteligente, e sim PLÁGIO de desabafo popular.

    O Felipe seria realmente inteligente se não falasse uma única frase que eu já não tenha ouvido milhares e milhares de vezes.

    12/09/2010 às 12:05 pm

  135. eduarda

    eu gosto do felipe neto. mas isso não deixa ele menos idiota.

    12/09/2010 às 12:53 pm

  136. ingra

    eu gosto do felipe neto. mas isso não deixa ele menos idiota. +1

    12/09/2010 às 10:39 pm

  137. Marco Willen

    Ana, não há nenhuma, nenhuma comparação possível entre vocês e o Felipe Neto, vocês tem argumentos inteligentes e plausíveis, ele só tem interpretações maldosas, engraçadas: fato, mas incrivelmente maldosas. O THB é muito mais que isso. Pelo menos para mim.

    E também falarei uma frase do grande Alan Moore:
    “Se não criticarmos o ruim, alimentaremos a mediocridade.”

    E Bruna, sinto dizer, mas principalmente o Brasil, lutou anos para fugirmos da censura, para falarmos bem ou mal do que quisermos sem sermos presos ou taxados de alguma forma, eu honrarei a luta da minha mãe, que viveu sua adolescência ainda na Ditadura.

    Eu falo com orgulho, Crepúsculo é algo ruim, e a Meyer foi uma das piores escritoras que eu já li [confesso que sou jovem e não li tanto, mas gosto muito de ler]. E comparada a Shakespeare e Jane Austin ela é uma estudante de terceira série, escrevendo uma redação para as coleguinhas de sala.

    Quanto ao que o Stephen falou, não se atenham a versões resumidas das notícias, se fossem buscar mesmo, saberiam que ele foi PERGUNTADO sobre isso, e era uma entrevista, ele fez a gentileza de responder. A pergunta foi até simples: “Você acha que as autoras como Rownling e Meyer se inspiraram em você? E o que acha delas.” [tradução pessoal].

    13/09/2010 às 10:03 am

  138. Twilight Haters

    Eu juro que não entendi qual é a dessa Taty o.O
    Acho que nenhuma fã veio aqui falando que é melhor que o Felipe Neto, ou veio e eu não vi?
    Porque quem disse isso fui eu e eu não sou fã :( falo nada, falo NADA. =X

    Marco, também acho isso do Felipe Neto =P não nego que achei o video dele engraçado (o de Crepúsculo), porque aquela imitação do Edward dele foi impecável, hahah. Mas, em termos de argumentos… mais do mesmo, mais do mesmo. Ele não disse NADA que a gente não tenha repetido à exaustão (será que leu o blog antes de gravar? hahaha brincadeira), mas aquelas coisas, né… tem quem goste. o.O

    E gente, ainda bem que vocês não têm acesso ao painel de comentários pra ver o tamanho do FAIL que eu cometi, viu. Estou com vergonha de mim mesma HAUHAIUHAIUHAIUHA

    Um comentário que foi em post errado e devia ter sido nesse (só vi hoje porque achei esquisito que ele tivesse sumido):

    Eu não me apavoro nem me impressiono. Claro que uns 7/8 de todas essas pessoas vão crescer imbecis, mas, sejamos sinceros, desde que o mundo é mundo e o homem se organiza em sociedade existem 7/8 de imbecis (é claro que eu inventei um número, se alguém for miar por isso).

    Acho mais revoltante pensar que essas pessoas – ia dizer meninas, mas existem meninos também – nem se deram ao trabalho de jogar Stephen King no Google pra saber quem é do que o fato de não saberem quem é, sabe. Digo, eu falo por mim mesma. Qualquer um aqui que tivesse me conhecido na adolescência apostaria todas as fichas que eu seria mais idiota do que realmente sou, porque eu de certo teria gostado de Crepúsculo naquela época e, shame on me, fui emo (em minha defesa, eu fui emo naquela época que isso era cool e alternativo, e não quando o emo chegou no povão, tá). E desconhecia MUITA, MUITA coisa que hoje acho que só alienígena é que não conhece… acharia preocupante se fosse gente na faixa dos 20-25 anos dizendo essas coisas, sério.

    E eu nunca li nada do Stephen King e confesso que tenho medo de ler porque TODO MUNDO fala que é ótimo e tenho medo de achar superestimado e ficar implicada. HAHAHAHAH

    Ana

    13/09/2010 às 12:11 pm

  139. Twilight Haters

    Poxa, todo mundo tá falando mal do Felipe Neto agora? Bem que eu achei que ele atirou no próprio pé com aquele video horrível sobre política, mas não sabia que já tinha chegado a essa ponto. Vou começar a defender o cara, só pra ser do contra, agora -n.

    e Ingra, caso sim. Vamos pra Vegas.

    (Anísio)

    13/09/2010 às 12:24 pm

  140. Marco Willen

    Ana, não tenha medo, sugiro que comece com ‘Carry, A Estranha’, ou ‘O Iluminado’, mas se pretende acompanhar uma história sequencial dele, nada melhor que ‘A Torre Negra’, [tente pelo menos o primeiro volume: ‘O Pistoleiro’, ou os quadrinhos, que também são fantásticos]. O King é um autor de sucesso, ele escreveu verdadeiras maravilhas literárias, assim como ele também escreveu [isso até ele mesmo concorda] verdadeiras bombas. Todos falam que ele é o Mestre do Terror e tudo mais, porém os melhores livros dele, na minha opinião, são de aventura [Série ‘A Torre Negra’], drama [‘À Espera de Um Milagre’], e literatura Infanto-Juvenil [‘As Quatro Estações’, onde pode ser encontrado o fabuloso texto, que deu origem ao filme homônimo, ‘Conta Comigo’].

    King é um autor cheio de altos e baixos, pode até ler muita coisa dele, mas nem tudo dele é realmente bom, na verdade, tem umas histórias dele que são ridículas, assim como há contos dele de pouquíssimas páginas [‘1408’, ‘The Mist’] que superam e muito todos os livros da Saga Twilight. Estou dando uma chance a Harry Potter, é quase obrigada a dar uma chance ao King. =]

    Achei que o post foi bem interessante, mas eu já tinha rido horrores disso dois meses atrás, todavia achei muito legal isso também estar postado aqui, e eu tinha visto o vídeo em Inglês, é fabuloso, incrível, queria que o próprio King tivesse feito, seria muita prepotência, mas seria no mínimo, um irônico tapa na cara.

    13/09/2010 às 12:26 pm

  141. Marco Willen

    Eu não estou falando mal do Felipe Neto, ele é engraçadíssimo, mas ele é um ator, e só usou argumentos maldosos, estereotipou eles para ser engraçado, isso não indica necessariamente inteligência, talvez, talento interpretativo, mas inteligência, não. E sou até fã dele, acho os vídeos dele engraçados e bem escritos, mas não são geniais.

    E quanto ao vídeo sobre política, realmente, foi um belo tiro no pé, ele fala umas verdades [também estereotipadas], mas ele se exalta e acaba por desmerecer muito seu próprio comentário.

    Campanha: Critovan Buarque para presidente [pena que ele não se candidatou de novo, agora, estou sem candidato].

    13/09/2010 às 12:29 pm

  142. Twilight Haters

    “O Iluminado” é ótimo mesmo. Tanto o livro, quanto a adaptação pro cinema do Kubrick, e principalmente a minissérie cujo roteiro o próprio King escreveu. Essa última porque é muito, muito engraçada mesmo =P

    (Anísio)

    13/09/2010 às 12:30 pm

  143. Marco Willen

    Cara, ouvi lendas de que quando o Kubrick estava adaptando o livro para o cinema, ele ligava para o King de madrugada só para encher o saco dele falando que faria algo melhor, pedia opinião dele para com o filme e simplesmente fazia o oposto. Não sei se é verdade, mas pelo pouco que conheço do Kubrick, é bem a cara dele.

    ‘O Iluminado’ roteirizado e dirigido pelo King ficou no mínimo bizarro, acho que ele está bem escrevendo no lugar dele.

    13/09/2010 às 1:26 pm

  144. Twilight Haters

    Pois é, o mais divertido são os fãs do King falando mal do filme do Kubrick, como se a minissérie fosse uma grande obra prima. Kkkk. Me divirto com essas pessoas.

    E isso não ficou nem um pouco off-topic, né?

    (Anísio)

    13/09/2010 às 2:08 pm

  145. Marco Willen

    Desculpe se for muito “off”, sei lá, só que foi para esse assunto e faz tempo que não discuto essas coisas com mais alguém, além da minha namorada que, como eu, é fã de King e Kubrick, mas com certeza sabemos ver que o livro é muito bom, mas a adaptação cinematográfica do Kubrick ficou muito melhor que a cinessérie do King. [Infinitamente].

    13/09/2010 às 2:12 pm

  146. ingra

    ah, vegas não, anísio, vamos pra san francisco. é mais agradável.

    14/09/2010 às 7:35 pm

  147. TFF

    em primeireo lugar ddesculpa a mudança de assunto.
    bom em segundo lugar naum estou aquir para jugar apenas para falar alguns observaçoes.
    bom cada pessoa tem sua opniao, eu gostei do seu site por um lado e por outro naum.
    eu sou apaixonada por livros, dos classicos ao sobrenatural.
    sou apaixonada por Harry Potter e Crepusculo, e ate Dracula.
    você acha que as (os) adolecentes devem passar longe de crepusculo, bom naum sei seus motivos, mas acho que elas devem ler sim.
    eu tenho apenas 16 anos e estou no termino de um livro escreto por mim e fui inspirada por todos esses livros que li, e digo escrever naum é facilentaum admiro qualquer escritor, e sim, li crepusculo antes de virar filme e antes de saber que teria um filme.
    pense em quantas pessoas criaram vontade de ler depois que leraum crepusculo, como diz minha tia professora de portugues, mas antes ler algo do que naum ler.
    bom a historia de crepusculo pode ser irrelevante mas o livro em si passa muita apredizagem, vc sabe porque ter habito de leitura? entaum o que acha? naum mudou de opniaum? naum importa sei que fiz minha parte e vc?

    14/09/2010 às 11:32 pm

  148. Twilight Haters

    TFF… olha, da próxima vez, posso SÓ pedir pra você tomar cuidado com o post que vai postar? Tipo, aquele post é SÓ pro sorteio… então, por favor, se for comentar… sei lá, comenta em “O que é melhor que Twilight”, “Meyer não é a dona da verdade”, “Romance – o que nós já sabíamos” ou qualquer outra coisa que, sei lá… critica os livros, entende?

    Mas só pra responder: OLHA, não sei se realmente ler QUALQUER coisa realmente ajuda. Porque é realmente legal quando a pessoa começa com algo pequeno e aí vai aprimorando e ganhando senso crítico. Mas te pergunto: Twilight FAZ isso com as pessoas? Olha, digo pela minha mãe: ela lê há dez anos o mesmo tipo de livros (os de auto-ajuda), e nem vou dizer se é bom ou ruim, mas fato, ela não passou a ler outras coisas. Ela não consegue ainda ler textos um pouco mais complexo (tipo O Conde de Monte Cristo, que eu acho um “clássico” bem fácil até), ela fica dez anos lendo SÓ O MESMO TIPO DE LIVRO. Será que o hábito de ler vale a pena pra ela? Será que é bom ela ter hábito só de um livro?

    Vou dar MINHA opinião: se o livro não te ajuda a aprimorar senso crítico ou não passa alguma coisa que preste, então prefiro que a pessoa não tenha hábito de ler. Antes não ler do que ler coisa ruim. E como considero Twilight ruim, que não vai te levar a nada (mesmo que ela fale de uma porrada de livros na série, que os fãs leem e não entendem TCHONGAS), então acho que ainda não vale a pena. Prefiro Cruzadinhas.

    (e se tiver alguém que começou com Twilight e foi pra coisa melhor, parabéns, você teve uma boa formação. Mas o que EU ando vendo é que a maior parte dos leitores da saga… bem, continuam naquele patamar BEM fraco).

    E eu estou fazendo a minha parte. Pelo menos o que eu acredito ser certo.

    Lily

    14/09/2010 às 11:37 pm

  149. Marco Willen

    Concordo com a Lily, e falarei mais:

    Essa história de que ler até bula de remédio é bom, é um ditado para incitar as pessoas a lerem. Tudo, e quando eu digo tudo, é tudo mesmo deve ser pesado, peneirado e selecionado, mesmo a leitura. E acreditem, um dia eu acreditei em Twilight [é uma longa história], mas quando eu finalmente li o tal livro [apenas o primeiro, eu ainda não estou rasgando dinheiro e sou contra ‘scans’] me arrependi muito de ter lido, pois foi um livro que não me acrescentou nada, e quando eu digo nada, é nada mesmo.

    Talvez eu por eu ter começado com ‘O Mundo de Sofia’ [que não entendi a primeira vez que li] e ‘O Pequeno Príncipe’ [que considero infinitamente melhor que Crepúsculo] e depois já tenha partido para ‘O Hobbit’ e ‘O Senhor dos Anéis’, esse tipo de literatura pobre e sem enredo da Meyer não consiga mais me pegar, me prender. Não consigo ler uma página em que a autora coloca QUINZE advérbios para tentar descrever o sentimento da protagonista… e o que é pior, ela não consegue.

    Então minha cara TFF, se você consegue colocar Twilight e Drácula [Bram Stoker] na mesma prateleira, parabéns, me fez finalmente entender o sentido da palavra ‘eclética’.

    E TFF, desculpe se estou parecendo petulante [já me acusaram disso aqui], mas se a história de Crepúsculo te passou algo, me diga exatamente… O QUÊ?

    15/09/2010 às 9:22 am

  150. Marco Willen

    Onde: “Talvez eu por eu”, leia-se: “Talvez por eu”.

    15/09/2010 às 9:24 am

  151. Twilight Haters

    Eu acho esse tipo de incentivo à leitura uma verdadeira faca de dois gumes. Quer dizer, entendo que em um país como o Brasil, onde infelizmente ainda temos uma maioria de analfabetos funcionais, é MUITO complicado querer que eles leiam, sei lá, Kafka ou até mesmo o Saramago (mais recente, mas que eu também adoro), ou até mesmo enfiar os livros do Tolkien, que saem um pouco do ramo “sério” da coisa (não digo que Tolkien não é sério, mas sabemos o preconceito danada que algumas pessoas tem pelos livros do gênero aventura ou fantasia – e até mesmo sendo parte desse gênero, o cara foi respeitado, olha só), mas que exigem uma concentração danada. Aí vem esse ditado de que “ler até bula de remédio é bom”, porque você tem que fazer eles lerem ALGUMA coisa. Mas aí tem o revés, de que você rebaixa TANTO o critério de seleção, que aí até coisa ruim entra no caminho, e acontece exatamente o contrário: a pessoa não aprende a ter boa interpretação de texto, por muitas vezes continua analfabeto funcional (já que não lê nada que realmente o desafie a PENSAR e ENTENDER, fica recebendo essas coisas mastigadas que não acrescentam em NADA, e acomoda achando que já é muita coisa) e continuamos na mesma situação. A única diferença é que, agora, vendemos mais livros e brasileiros “leem” mais, em questão de números. Oh, grande coisa.

    MAS isso eu falo sobre uma massa da população que, realmente, tem pouquíssimas condições de pegar os “fodões” (e não digo só os clássicos da escola, fique claro) e realmente precisam de um processo de iniciação e acompanhamento (bem feito, pelo amor de Deus). O público alvo de Twilight NÃO é esse. Boa parte (BOA parte, não todos) são, geralmente, adolescentes na faixa entre 12 e 18 anos, que geralmente tem boa formação escolar, e que em tese tiveram esse processo de acompanhamento. Pessoas que, em tese, já tem condições de pegar livros MUITO melhores e MUITO mais interessantes (e estou usando a palavra em todos os seus significados), mas não o fazem por pura PREGUIÇA. É aquele papo “Ah, não gosto dessas coisas chatas, são muito complicadas, pra mim o autor tá viajando/frescurando/enfia o que você achar melhor aqui”, quando na verdade nem TENTOU entender o contexto e a mensagem do livro, ou o trabalho que o autor teve e quis passar para o público. Sabe aquela aula de literatura ou redação que o professor faz uma força DANADA pra explicar os livros ou as intenções do movimento literário, e muitas vezes a pessoa não presta atenção porque “ah, não vou usar isso no futuro”, “ah, isso é chato”, “ah, tô de saco cheio, podia tá fazendo coisa melhor?”. Tem MUITO disso também.

    (não vou dizer que é tudo perfeito e todos os professores dão uma exímia aula, porque também não é verdade, tem muito professor mal preparado que não consegue dar aula na área… mas que rola MUITA má vontade do outro lado – principalmente com adolescentes, bichinhos complicados em sua maioria… ah, isso rola. Palavra de quem já foi adolescente, já conviveu com adolescentes de TODAS as faixas etárias, níveis sociais e níveis de escolaridade; que já teve TODOS os tipos de professores e que, por um acaso, também já foi professora de Literatura e viu que boa parte dos alunos sequer QUERIAM TER a aula, quem dirá se esforçar para ler um bom livro).

    Pra esse tipo de pessoa… que pode ler coisa melhor, que tem condição e que já foi apresentada, mas não o faz por ser “díficil”, que fica em Twilight porque “ah, eu entendo fácil, não preciso pensar, eu já sou absorvida e viajo”… pra essa gente, eu digo “Deixa de preguiça e má vontade e VAI ler algo que preste” MESMO. E isso não quer dizer que a pessoa não pode GOSTAR de coisa fácil de ler, como Twilight, Harry Potter, Diário da Princesa, Onze Minutos, Código da Vinci ou qualquer coisa que seja. Ela PODE. Eu gosto de coisa MUITO fácil e que não oferece desafio nenhum, mas até aí dizer que a coisa é BOA e que leva a ler coisas melhores… ah, aí é OUTRA história. Não vamos confundir ovo de galinha com ovo de codorna.

    (e aos fãs de HP, o fato de eu colocá-lo como livro fácil de ler – o que ele realmente É, e não é uma obra prima – não significa que EU não ache que ele leve a ler coisas melhores. Mas isso também é OUTRA história)

    Lily

    15/09/2010 às 12:02 pm

  152. Marco Willen

    O princípio básico da leitura, na minha singela opinião, é que ela te acrescente algo, seja no vocabulário, seja te colocando em situações que se integrem ao personagem, como uma identificação plena, ou mesmo apenas uma breve introdução a base da filosofia: ‘O questionamento’. Como diria outro, também importante, ditado: ‘O importante, muitas vezes, é a qualidade, e não a quantidade.’. A leitura tende a formar cidadão mais conscientes e com um senso crítico mais apurado, fazendo as pessoas se destacarem do “povão”, como disse a Lily – ‘do analfabetismo funcional’, porém o que se vê no caso dos fãs de Twilight é justamente o oposto, eles se integraram e se entregaram a um senso comum que beira o ‘estúpido’ [ainda bem que não são todos, mas pelo menos a maioria, com certeza].

    Eles acham a Meyer a melhor autora do mundo, ou acham os livros os melhores do mundo, ou consideram os filmes, os mais bem feitos. E mesmo os que não confessam isso, ainda dizem que os itens citados acima são de extrema qualidade, quando na verdade não são. E o que se vê é justamente o contrário do objetivo básico da leitura.

    15/09/2010 às 12:39 pm

  153. Twilight Haters

    Acrescento ao comentário da Lils: a leitura de livro de autoajuda, Paulo Coelho e Twilight pode ser interessante, porém, em outras situações.

    Minha faculdade fica num bairro popular daqui da cidade. É periferia, mas não no sentido pejorativo (a periferia da bandidagem fica pro outro lado, hahaha). É bairro simples, onde mora muita gente que a gente sabe que não teve acesso a boas escolas nem nada do tipo. Digo isso pra justificar, então, que eu peguei ônibus praqueles lados por uns anos (inclusive porque trabalhei na faculdade) e via muita gente que mora por lá lendo essas coisas. Inclusive Twilight. Nesses casos, eu nem torcia muito o nariz, sabe, ainda mais quando era gente com mais idade… aí, é interessante ver a pessoa tendo a curiosidade de ler um livro porque provavelmente é algo atípico na vida dela, mas, ainda assim, é pouco provável que ela vá ter algum ganho com essa leitura. Infelizmente, nessas horas a gente precisa considerar a realidade de cada um. Eu tenho uma amiga de faculdade que veio dum mundo totalmente outro do meu, nunca teve incentivo pra nada e de ninguém, mas ainda assim acabou num curso de Letras e, se bobear, lê mais do que eu (ou lia, porque agora ela tem casa, marido e filho pra cuidar e isso toma um tempão, né). Ela é alguém que saiu duma vida sem perspectiva de nada maior do que ser auxiliar de limpeza pra ser professora e ler o que for, de Nárnia a Guimarães Rosa. Mas eu tenho ciência de que ela é uma pra infinitos outros sem perspectiva que nunca vão atrás de nada.

    Mas gente que teve a chance de estudar e nunca precisou pensar em nada que não fosse o dever de casa a vida inteira, não tem desculpa pra ser leitor de SMeyer, não. É preguiça pura, como disse a Lils. Pra mim, nada justifica uma pessoa chegar numa faculdade e ter bagagem de leitura só Twilight e Paulo Coelho. Engraçado é que tava numa comunidade do orkut esses dias (que não tem nada a ver com o blog, com o tema, nada) e perguntaram pras meninas lá quais eram o escritor e escritora preferidos dela. A maioria respondia Paulo Coelho e Dan Brown e nem sabia citar uma mulher. Ok, não citavam a Meyer, mas falamos de meninas com mais de 20 anos, que já passaram, então, da “faixa etária” de Crepúsculo. E muitas cursam faculdades, inclusive em cursos de Humanas. Eu sinceramente não sei como alguém que acha difícil a leitura de José de Alencar no Ensino Médio dá conta das leituras de faculdade num curso de Humanas.

    E to dizendo isso, mas eu mesma fui muito preguiçosa com leitura, eu mesma vivi e entendi na marra que não adianta só LER se a gente não lê alguma coisa que sirva pra mais do que só imaginar a história. De repente, eu tava tendo a disciplina de teoria literária e era incapaz de entender o quanto os textos tinham mais do que mostravam, porque passei praticamente a vida toda correndo das coisas muito complexas, ainda que lesse tipo 2, 3 livros por semana. Kafka era o auge da complexidade, e só lia porque eu era APAIXONADA por ele (ainda sou, fato). Sempre fui incentivada a ler pelo meu pai, mas quando ele percebeu que eu lia, mas não lia direito, já era meio tarde demais. E apanhei MUITO de todas as disciplinas de literatura na faculdade pela falta de hábito de leitura mais complexa, veja bem. Isso porque eu até lia lá os clássicos, só não com frequência, só quando a escola pedia (exceto A Moreninha, amo A Moreninha desde sempre).

    Como disse a Lils, é uma faca de dois gumes.

    E outra opinião minha, pra fechar, é que o hábito de ler é superestimado DEMAIS. Quando eu tive problema de visão, há 4 anos, e precisei cortar bruscamente o ritmo de leitura porque não dava conta sem ficar extremamente cansada (sim, é), achei que ia ser o fim do mundo, ia emburrecer, etc. Mas aí é que percebi como é que a gente pode ganhar intelectualmente de outras formas e comecei a me interessar por cinema, veja só. Claro que ainda sou meio imbecil pra tudo porque é meio novidade pra mim, só de uns dois anos pra cá é que comecei a tomar gosto de fato e a gente não aprende sobre de repente e panz, mas também um caminho pra desenvolver percepção crítica, por exemplo. Talvez não sirva pra vocabulário, mas pode trazer outros benefícios que a leitura não traz… entãoo… num deviam fazer campanha pro povo ler mais, mas fazer campanha pro povo PENSAR, da forma que seja, porque uma coisa é diferente da outra e tudo.

    Digo, filme é um negócio a que todo mundo assiste. E quem é que sabe dizer o que tá assistindo de fato? Com leitura, é a mesma coisa. Livro é uma coisa que qualquer um pode ler, mas quem é que sabe o que tá lendo? Algo por aí.

    Ana

    15/09/2010 às 3:11 pm

  154. Débora

    QUEM É STEPHEN KING? STEPHEN KING TEM INVEJA DA MEYER PORQUE NÃO É CONHECIDO? NÃO FAZ SUCESSO? *arranca os cabelos* Em que mundo imaginário essas lovers vivem? Stephen King é um dos maiores escritores de terror/suspense que existe. Quem nunca ouviu falar de Carrie, A Estranha? Tem uma infindade de contos dele adaptados pro cinema. Ele escreve e escreve MUITO. Tudo bem que aqui no Brasil ele pode até não fazer tanto sucesso, mas a grande maioria dos livros dele são ótimos e a narração dele é absolutamente fascinante. A Meyer teria que nascer de novo pra conseguir chegar aos pés dele. Só mais uma coisinha, ver os filmes da saga me fazem rir. A história é fraca e carece de apelativo (desconsiderando o vampiro sedutor (-n) sem camisa e suas frases de efeito), agora tenta ver 1.408 que é um filme adaptado de um conto de Stephen King que tinha TUDO pra ser um fracasso considerando o clichê de quarto amaldiçoado, e que ele conseguiu fazer um sucesso absoluto – e é isso lovers, que caracteriza um escritor como EXCELENTE.

    15/09/2010 às 8:47 pm

  155. TFF

    Bom pessoal desculpa pelo post naquele lugar mil perdões, vou prestar mais atenção.
    Gostei da opinião de vocês e me ajudaram a fazer um ponto:
    Crepúsculo atinge a todos ate mesmo aqueles que não gostam como vocês do blog, por exemplo, vocês discutem aquilo que acham melhor, ou pior, e é isso que importa (pelo menos para mim) em ler um livro, saber se aquilo é bom ou ruim, ler e souber criticar, o raciocínio de cada um é diferente.
    Vocês já repararam em quantas linhas vocês já escreveram sobre um livro ( ou serie ) não lido? Quantos de vocês leram ate o ultimo livro?
    Muitos dos comentários sobre crepúsculo falam que não devíamos perder tempo lendo crepúsculo, pois não tratava sobre o verdadeiro “vampiro”, como Drácula, bom pessoas que afirmam isso não devem ter lido o mesmo Drácula que eu, ou tiveram preguiça de compreender o livro ( ficou meio sem sentido porque estou me referindo a pessoas de outros comentários).
    Em nenhum momento citei que crepúsculo é o melhor livro, não esta na minha lista dos dez melhores.
    E eu consigo lista o aprendizado que tirei de crepúsculo, como do básico ao complexo, como palavras novas e amizade, respectivamente, aprendi que o amor não é tudo, bom não sei a idade de vocês mais para as adolescentes de hoje ( em geral, para tudo existe exceções) isso é uma grande descoberta, e lembrando que em Primo Basílio há a mesma historia ou ate mesmo a dama das camélias, o verdadeiro amor de uma mãe por um filho, que em nenhum momento a bíblia cita a maça como o fruto proibido ( bom isso foi devido a uma atividade de filosofia onde expliquei o fato das capas dos livros serem como são, e fiquem com um excelente.), aprendi o que realmente a religião interessa na minha vida, que não é porque o mal existe signifique que não há um ser superior olhando por nos, que o príncipe de cavalo branco não aparecera em seu lindo cavalo e me salvara de meus problemas, aprendi que com o tempo tudo passa ate mesmo a dor por uma perda e aprendi que a saudade é algo que faz parte da vida e do desenvolvimento, que devemos lutar pelos nossos sonhos (eu lutei e fui para os EUA.), mas tenho que lutar justamente e continuar a viver, ter os pés nos chão, que às vezes o que pensamos ser o certo pode ser o errado e que temos que raciocinar antes de agi, para não cometermos erros, pode ser coisas simples mais que mudaram minha vida de alguma forma sendo mudanças marcantes ou não. Bom esses exemplos aqui foram tirados apenas dos dois primeiros livros e foi apenas uma base.
    Há pouco tempo minha sala estava apresentando um trabalho com finalidade de conhecer mais os livros da literatura brasileira, e um dos pontos importantes do trabalho era a intertextualidade, muitos dos grupos conseguiram mais que uma relação, e houve varias variedades de poemas, livros e ate mesmo ao cinema(aproveitando o comentário de Ana).
    E o que é interessante é que de 13 livros listados pela professora 8 (se não me esqueci de algum) conseguiram encontra a intertextualidade do livro apresentado e Crepúsculo ou Harry Potter, como por exemplo Macário que alem de Crepúsculo colocaram também Constantine, o que me fez raciocina já que nunca tinha visto por esse ângulo, também ouve em Inocência entre outros livros como Iracema, bom uma boa escola daqui da minha cidade teve uma prova sobre Crepúsculo e me decepcionei de fato, um ponto vocês tem muitos lêem o livro por ser uma simples “modinha” ou por terem sidos obrigados por causa da avaliação, mas muitos compreenderam.
    Bom o que estou tentando dizer: só compreende quem quer do jeito que acha melhor a culpa não seria de Stephenie Meyer, quem tem que tirar qual o significado do livro para a sua vida é o leitor, ler é fácil, difícil ( claro que tem exceções) é compreender, Meyer já tem sua vida garantida (no aspecto econômico) com 6 livros (que eu conheço pelo menos) escritos e bem vendidos.

    Bjos.

    OBS: Tive que fazer rápido pelo Horário então não liguem se estiver sem coesão.

    16/09/2010 às 12:15 am

  156. Marco Willen

    Bem, quero tentar explanar seu comentário TFF, não sei se conseguirei a altura, mas sinceramente achei que você foi um pouco exagerada nas avaliações e aprendizados, e principalmente, nas comparações:

    “Muitos dos comentários sobre crepúsculo falam que não devíamos perder tempo lendo crepúsculo, pois não tratava sobre o verdadeiro “vampiro”, como Drácula, bom pessoas que afirmam isso não devem ter lido o mesmo Drácula que eu, ou tiveram preguiça de compreender o livro ( ficou meio sem sentido porque estou me referindo a pessoas de outros comentários).”

    Sinceramente, eu até brinco com o Vampiro da Meyer, mas acredite, esse, dos males é o menor. Ela conseguiu apenas ridicularizá-lo, mas se há pessoas que gostam dessa nova roupagem, ponto pra ela. Mas não tente achar comparações entre Drácula e Edward, você só vai encontrar se forçar muito a barra, e se forçar a barra é necessário, significa apenas que os dois são muito diferentes. [Ambos tem a mesma parte branca no globo ocular?]

    “[…]como palavras novas e amizade, respectivamente, aprendi que o amor não é tudo, bom não sei a idade de vocês mais para as adolescentes de hoje ( em geral, para tudo existe exceções) isso é uma grande descoberta […]”

    Como você conseguiu em descobrir que o amor não é tudo, em um livro que CITA que o amor é tudo? Afinal, se bem me lembro, desde o primeiro livro, Bela sempre cita que sem Edward ela não vive, ela tenta um claro suicídio em Lua Nova porque ela perdeu seu amado, e ele tenta o mesmo quando descobre que ela morreu. Você é do contra? Me desculpe, mas além desse exagero romântico, ser para mim, desinteressante, ainda é altamente estúpido, e é EXATAMENTE isso que o livro demonstra, mas sem a beleza e a lição de moral que Shakespeare faz em “Romeu e Julieta”.

    “[…] e lembrando que em Primo Basílio há a mesma historia ou ate mesmo a dama das camélias, o verdadeiro amor de uma mãe por um filho, que em nenhum momento a bíblia cita a maça como o fruto proibido […]”

    Me desculpe, mas nem deveria citar Eça de Queiroz para justificar Crepúsculo, em primeiro lugar são livros TOTALMENTE diferentes, mesmo porque Crepúsculo é um livro tipicamente ‘Romântico’, já Primo Basílio é ‘Realista’, em todas as suas características, e sinceramente não consigo enxergar comparações entre os mesmos:

    Crepúsculo: Namoro, sonhador, apaixonado, bobo, pré-casamento.
    Primo Basílio: Companheirismo, Dúvida, Distância, Falta de Carinho, Pós-casamento.

    Crepúsculo: Linguagem simples, cheia de repetições e altamente bobo e exagerado, cheio de referências [muito mal inseridas] à ‘Romeu e Julieta’, ‘Orgulho e Preconceito’, ‘Monte dos Ventos Uivantes’ [escritores que por sinal a própria Meyer criticou e insinuou ter aprimorado].

    Primo Basílio: Linguagem atemporal, propositalmente dúbia, com grandes referências a ‘Dama das Camélias’ e ‘Madame Bovary’.

    Crepúsculo: Os personagens são mal construídos e mal trabalhados, como se não tivesse esforço da autora em construir personagens que REALMENTE parecessem críveis, todos eles soam meio soltos no mundo sem nenhuma objetividade além do AMOR. [quanto aos outros personagens, a impressão que dá é que eles não tem vida além de ajudar ou atrapalhar o amor dos protagonistas].

    “aprendi o que realmente a religião interessa na minha vida, que não é porque o mal existe signifique que não há um ser superior olhando por nos, que o príncipe de cavalo branco não aparecera em seu lindo cavalo e me salvara de meus problemas, aprendi que com o tempo tudo passa ate mesmo a dor por uma perda e aprendi que a saudade é algo que faz parte da vida e do desenvolvimento, que devemos lutar pelos nossos sonhos (eu lutei e fui para os EUA.)”

    Me desculpe, mas até a inserção de religião na história de Crepúsculo está mascarada, tão mascarada que só consegui enxergar os leves preconceitos da Meyer [e acredite, eu achava que o livro poderia ser interessante]. Tenho um texto escrito que compara ‘Daniele de Barbarra’ [Para Sempre Cinderela] com Isabela Swan [Crepúsculo], e a principal diferença das duas é exatamente essa: Daniele não espera o Príncipe, ela consegue ser forte, inteligente, sem perder o romantismo e o charme, o que só monstra que ela é bem construída e tem personalidade. Enquanto Bela só fica em pé esperando ser salva pelos homens, que inexplicavelmente estão apaixonados por ela.

    “[…] 13 livros listados pela professora 8 (se não me esqueci de algum) conseguiram encontra a intertextualidade do livro apresentado e Crepúsculo ou Harry Potter, como por exemplo Macário que alem de Crepúsculo colocaram também Constantine, o que me fez raciocina já que nunca tinha visto por esse ângulo, também ouve em Inocência entre outros livros como Iracema […]”

    Essa sua colocação é dúbia, e pode colocar mal a interpretação, assim como pode significar que os livros que gosta tem referências com os clássicos citados, pode também significar que as pessoas não tem muita carga literária além de literatura infanto-juvenil, e que esses livros foram mais citados porque os jovens que estavam fazendo o trabalho não haviam lido livros suficientes para usar como base… Claro, estou tendo uma visão pejorativa de tudo, pois consegui enxergar pouquíssimas coisas realmente boas em Harry Potter [já falei que lerei de novo] e Crepúsculo [não me atrevo a passar do primeiro livro, até li metade do segundo, mas me dava náuseas, e estou falando sério].

    Novamente me perdoe se parecer petulante, mas só quero participar da discussão e dar a minha visão dos fatos citados por você.

    16/09/2010 às 9:53 am

  157. Marco Willen

    Bem… só queria complementar o comentário da Ana.

    Acredite, sou cinéfilo assumido, e apesar de gostar mais de ler, que ver filmes, ler no Brasil é caro, isso é ruim, por isso me tornei fã de cinema, infelizmente, e principalmente no Brasil, as pessoas só vão ao cinema quanto o filme é ALTAMENTE “publicionado”, e filmes REALMENTE inteligentes acabam ficando para trás sem conhecimento das pessoas [KAPAX?].

    16/09/2010 às 9:55 am

  158. Twilight Haters

    Marco, isso que vc disse dos filmes é uma verdade triste.

    O povo quer filme hypado e efeito visual, não importa se é bom. Me espanta ver que bastante gente foi atrás de A Origem, por exemplo, ou até Ilha do Medo, porque são filmes interessantíssimos (eu achei) e acima do nível imbecilidade predominante no cinema comercial. Mas tá que achei impressionante muita gente achar A Origem o que há de difícil de entender, digo, eu saí do cinema pensando que talvez eu não tivesse entendido absolutamente nada porque não achei que ele tem 1/3 da complexidade que falaram… não digo que foi OMG QUE FÁCIL, mas sei lá, a complexidade é a mesma de Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembrança, só assistir com atenção que não tem como ter dúvida. Ilha do Medo, idem, mas esse foi algo como ficar puta com as reações das pessoas. “Ah, acabou? Mas ele tava delirando ou não? Que bosta de filme!” Puááá.

    Enfim, ultimamente só vem coisa de Tarantino, Tim Burton e Scorsese que valem a pena ser vistas em cinema comercial. Eu não vejo nada do primeiro porque ainda tenho frescura com sangue jorrando e membros voando, não sou SUPER FÃ do Tim Burton (me processem) e Scorsese, confesso, só conheci esse ano com Ilha do Medo. De toda forma, o resto do que passa, pelo menos aqui, é só lixo, lixo e lixo. Às vezes até vejo críticas de estreias boas, mas essas nunca chegam até aqui. As Melhores Coisas do Mundo é um desses casos. Aí eu fico triste, porque os filmes com potencial mais badalados (especialmente nacionais) não chegam no cinema comercial porque não tem público pra eles, mas não chegam no cinema da facul porque lá, além de não ter a qualidade de um cinema comercial, é tudo grátis, aí eles não têm como custear. Não que nunca chegue, O Cheiro do Ralo passou lá enquanto ainda era novidade, mas de resto… 2, 3 anos depois a gente vê :( acho triste. Tenho uma puta lista de filme que estreiou entre 2008 e 2010 (nacionais, é) e eu não vi ainda porque não passou em cinema nenhum ainda, não tem em locadora ace$$ível nenhuma e eu não baixo hahahah.

    Mas, como disse, eu ainda to aprendendo da coisa. Nem me atrevo a conversar de igual pra igual com alguém que realmente manja de cinema… só se fosse “você fala pra eu ir aprendendo”, porque ainda entendo pouco. Só sei diferenciar hoje um filme bom dum filme que eu gostei, mas nem é tão bom, e ainda não sei dizer porque ele é bom. hahahah

    Só discordo que ler é caro no Brasil. É caro pra quem faz questão de ter livros, ainda mais em edições novas e bonitas. Digo, biblioteca é de graça, e se você mora em cidade com universidade, provavelmente tem acesso a uma biblioteca bem completa. Na da faculdade, a gente encontra de tudo, até Harry Potter e Dan Brown. Na biblioteca municipal também. E sempre existem as alternativas mais baratas, como sebos e livros de bolso. Eu tenho bastante coisa adquirida assim… e não faço conta. A menos que seja livro de coleção. Mas aí é igual CD original. Só faço questão de ter aqueles que mais gosto. Tenho em edições bonitas, por exemplo, Harry Potter, os do Tolkien e os do Marcelino Freire. Também as tirinhas do Bill Watterson. Mesmo Kafka, que é um dos meus preferidos, não faço questão de ter em edições iguais e colecionáveis. Tanto que cada livro que tenho é de uma editora (e A Metamorfose é o único realmente bonito da Companhia das Letras, Carta ao Pai e O Castelo são livros de bolso e O Processo é uma edição velhíssima, encadernada em couro ainda; e já me interessei por outros que não comprei só por serem caros e eu não encontrar em edições mais em conta).

    Em síntese, ler nem é tão caro. O que é caro são os livros novos. Se bem que nem isso ultimamente, porque né… Submarino praticamente deu todo o estoque deles recentemente. o_O’ eu comprei O Silmarillion e ganhei O Hobbit e As Crônicas de Nárnia nessa de “tudo por 9,90” (se bem que Nárnia foi 15,90).

    Ana

    16/09/2010 às 12:34 pm

  159. Twilight Haters

    Ok, confesso que o seu texto, TFF, está realmente confuso. Corrija-me se eu estiver errada em minha interpretação…

    Você primeiro diz que o lado positivo de Twilight é que ele incita discussões, e prega como exemplo o nosso blog. Ok, concordo. Mas pensa… QUANTOS discutem Twilight? Somos uma extrema minoria, a maior parte simplesmente engole tudo que o livro diz, e muitos se comportam exatamente como os personagens, alguns querendo ser EXATAMENTE como eles, com a vida deles (porque sim, isso existe). Isso preocupa, e MUITO. Ou seja, será MESMO que podemos agradecer a Twilight por gerar discussões saudáveis sobre muitas coisas, ou será que devemos é ter mais uma razão para nos preocupar, porque as pessoas não o veem com olhos críticos? Meu, na maior parte do tempo, parecemos que falamos com as paredes. Quando lover entra aqui (ou a maior parte deles), não é pra discutir, é pra nos mandar calar a boca porque estamos errados e ponto, sem nem dizer POR QUE eles acham isso. Tipo, é uma preocupação A MAIS do que realmente um mérito por gerar discussões porque… não gera. Quando gera, é unilateral.

    E a gente não tá falando que você colocou Twilight como livro bom. Mas é que você citou esse livro como incentivo à leitura, e a gente discutiu incentivo à leitura, oras. Mas você deixou claro o seu ponto. Ou pelo menos eu acho que entendi.

    Com o resto do que você disse, eu concordo com o Marco. Aliás, também devo dizer que não entendi os seus exemplos, na maioria. O da religião, bem e mal e tudo mais… o que realmente isso tem a ver com incentivo à leitura, ou Twilight? Do jeito que você falou, foi mais uma atitude pessoal sua, advinda da sua personalidade (na qual te parabenizo, aliás), e não da sua experiência literária ou de qualquer outro meio de comunicação, por assim dizer. Do resto, entendi que foram conhecimentos que você adquiriu, mas a maior parte deles… desculpa, é como o Marco falou, como você aprendeu que o amor não é tudo quando Twilight prega o oposto? Que o amor de uma mãe pelo filho é importante, quando Bella acha Edward mais importante que Renesmee? (não significa que ela não ama a Renesmee, mas se entendi o livro corretamente, Edward ainda está acima da pobre criança-vampira-coisa-indefinida). Não faz muito sentido.

    (sem contar que a colocação do Primo Basílio foi realmente infeliz, não só porque são histórias com propostas TOTALMENTE diferentes, como também você colocou Primo Basílio no mesmo patamar de Dama das Camélias, quando um CRITICA FORTEMENTE o outro. Tipo, Primo Basílio é CONTRA o romantismo – movimento literário, digo – e a Luíza sofre o que sofre exatamente por ser ultra-romântica e achar que a vida dela era igual aos livros que ela lia – mais ou menos o que acontece com muitos fãs de Twilight hoje, aliás. Não tem MESMO como comparar, a não ser para dizer que um é o total oposto do outro).

    E desculpa, discordo de você. Meyer tem culpa SIM. Não digo que foi um ato consciente, mas TODO autor tem uma mensagem a ser passada, e a Meyer passou VÁRIAS, que estão sendo absorvidas. Concordo que o leitor realmente pode entender de qualquer forma, mas isso não diminui a responsabilidade do escritor – muito pelo contrário, AUMENTA. Se for do jeito que você colocou, ótimo, Hitler não teve culpa nenhuma pelo que falou – a culpa foram só dos alemães, que entenderam o discurso dele daquela forma e o seguiram. Discurso é carregado de intenções e objetivos, e as pessoas devem saber compreender textos exatamente para não serem manipuladas ou apreenderem significados errados do texto. Ou é isso ou eu tive uma disciplina chamada “Língua Portuguesa IV – Teorias do Discurso” para nada.

    Lily

    16/09/2010 às 12:52 pm

  160. Marco Willen

    Ana, devo discordar de você. SIM, livros são caro.

    Aqui em Manaus há biblioteca pública, e tem universidade Federal [mas a mesma possui tão pouco títulos, e quase todos didáticos, não estou falando que isso é ruim, mas o que está sendo proposto aqui são livros paradidáticos, certo?]. E tem mais, para alguém que trabalha em horário comercial e estuda a noite, como pegar livros na Biblioteca? Fica extremamente complicado, falta tempo para o mesmo [Não consegui tempo nem para correr atrás de um estágio na minha área]. Infelizmente sou fascinando por leitura, mas tenho um acervo ridículo em casa e a maioria dos livros que li foi a base do “empresta”, e uma vez quase queimei o Senhor dos Anéis de um amigos em um “empresta para releitura”.

    Sobre cinema, comecei a me fascinar pelo mesmo quando assisti ‘Para Sempre Cinderela’ e ‘Clockwork Orange’, depois disso fiz um cursinho de cinema, queria aprender a fazer aquilo, infelizmente o curso era caro e não pude terminá-lo, mas aquilo se tornou tão importante na minha vida que, acredite, a maioria das vezes eu e minha namorada [que obrigo a ir comigo] já assistimos todos os filmes em cartaz [Ontem assisti Solomon Kane, baseado no livro homônimo de Robert. E. Roward, um dos meus autores favoritos. Infelizmente, o filme peca muito].

    E Ana, o que mais me frustrou foi qwe ao sair da sessão de ‘Eclipse’ eu vi pessoas GRITANDO: “Esse é o melhor filme do mundo.”, e ao sair da sessão de ‘Inception’ vi pessoas parecidas falando: “Que filme lixo, entendi nada.” What? O filme, como filme não é simples, mas também não é tão complicado, dá para entender tudo, e é um blockbuster, eu diria que a obra-prima do Cristopher Nolan, mas o que torna o filme especial são justamente os detalhes, os pormenores, o filme foi pensado para gerar discussões [E ele sim, gera discussões fantásticas], quer um exemplo? Sabia que toda vez que Coby está sonhando ele aparece com aliança, e quando está acordado aparece sem? E na última cena, ele está com, ou sem aliança? [Tudo isso pode gerar burburinhos absurdos, tive que ver o filme duas vezes e eu comprarei o DVD, pois ainda há detalhes que eu não percebi, para mim, A Origem é o que Watchmen deveria ter sido: centenas de referências em pouco mais de duas horas de filme, poderia ficar divagando horas sobre o mesmo, mas isso já está ficando muito ‘off’.

    E Ana, assista filmes do Scorcese, eu aconselho alguns, que para mim, são os melhores:

    • Cabo do Medo [Esse tem uma das cenas mais simples e fortes que já vi]
    • Bons Companheiros
    • Cassino
    • Os Infiltrados
    • Gangues de Nova York

    Sem falar no, forte concorrente a Oscar, Ilha do Medo, que você já viu, mas não custa comentar. =]

    Desculpe se o post ficou muito off.

    16/09/2010 às 1:27 pm

  161. Isabela Arantes

    Sabe, esse assunto merece um post. Eu concordo com a Lily, e matenho a pergunta: o que religião tem a ver com isso?

    16/09/2010 às 3:36 pm

  162. Isabela Arantes

    mantenho, teclado ruim.

    16/09/2010 às 3:36 pm

  163. Marco Willen

    Não tinha lido o comentário da Débora. Eu sou um dos maiores fãs de 1408, acho um filme que consegue ser fantástico, mesmo sendo um monólogo simples, e apesar de terem mudado um pouco, justamente para dar um ar de novidade ao conto, ainda conseguiu ser belíssimo, parabéns ao GRANDE elenco [John Cusack e Samuel L. Jackson], e ao maravilhoso original do King.

    E infelizmente ele está atrás nessa lista da Forbes, mas depois da Forbes ter declarado ‘Carlisle’ como o homem mais rico da ficção com uma justificativa ridícula. A Forbes, para mim, perdeu a credibilidade. =P

    16/09/2010 às 3:38 pm

  164. Twilight Haters

    Sem querer me meter na discussão da Ana com o Marco, mas já me metendo, eu acho que o grande problema é que a indústria cinematográfica (e por isso leia-se Hollywood) tá passando por uma fase muito, muito deprimente mesmo. Até os filmes mais “inteligentes” que vocês comentaram aqui eu, particularmente, acho ofensivamente medíocres. Confesso que morri um pouquinho por dentro quando disseram que A Origem é a obra prima do Christopher Nolan (não que os outros esforços dele sejam coisas revolucionárias, mas porra, a Origem é muito fraco, quase ruim. Amnésia, Insônia e O Grande Truque cagam em cima desse, pardon my french). Já Ilha do Medo é uma bela de uma bosta também, apesar de não ser muito fã do Scorsese, fiquei decepcionado quando assisti (aliás, como é que se faz uma lista de filmes essenciais dele e não se coloca Taxi Driver? Faz favor, né?). Não entendo como é que alguém ganha jardas de dinheiro e não percebe que final com surpresinha por si só já não choca mais ninguém. Ou choca, né? Já que tem crítico que chamou Ilha do Medo de “O Iluminado de Martin Scorsese”, por aí.

    Mas enfim, me perdi. O que eu queria dizer é que acho que em partes a culpa dessa enxurrada de ruindades é o quão cínicos e exigentes nós, como espectadores, ficamos. Se um filme tem viés político, nós reclamamos que é uma pregação. Se tem um apelo emocional forte demais, nós achamos piegas. Efeitos especiais ruins são quase que inadmissíveis. Qualquer proposta que se distancie demais da “realidade” (ou de uma construção hiper-real de realidade, pelo menos) numa produção que não seja obviamente de fantasia, é necessariamente ruim. O advento de novas tecnologias e principalmente da internet propiciou muito isso.

    No fim das contas, a gente acaba com “não-filmes”: filmes que deveriam ser sobre personagens, sentimentos e situações identificáveis mas são tão politicamente corretos, tão competentes, tão comedidos, tão “sóbrios” e “reais” e esterilizados que acabam não sendo absolutamente porra nenhuma.

    16/09/2010 às 3:42 pm

  165. Twilight Haters

    Ah, e é o Anísio ali em cima.

    16/09/2010 às 3:43 pm

  166. Marco Willen

    Calma aê Anísio, não é assim não. Concordo que eu esqueci de Taxi Driver… mas sinceramente, eu prefiro Cabo do Medo, e como dei mais valor aos que EU gostava, sei lá, achei que a lista de referência fosse ser minha.

    ‘Inception’ é sim uma Obra-prima, querendo ou não, o filme é vertente, pode parecer um ‘Matrix’ com sonhos, mas o filme é um show a parte no quesito referências e filosofia, não é um simples filme, e na minha humilde e simples opinião, é um dos melhores filmes desse ano. Do Nolan, eu ainda acho ‘Amnésia’ melhor, e ‘O Grande Truque’ [mas por ser o primeiro filme do Nolan que vi] melhor elaborado. Mas Inception faz o que os outros filmes no Nolan [Mesmo ‘Fowling’ e ‘Insômnia’] não conseguiram, conseguirem ser um BlockBuster e um filme ‘cabeça’ ao mesmo tempo, ponto para ele. Você conhece Fowling, você conhece Amnésia, e apesar de ‘O Grande Truque’ ter sido BlockBuster, ele é infinitamente mais mais simples que ‘A Origem’.

    É Anísio, Kubrick morreu, e com ele, ‘2001’, ‘Clockwork Orange’ e ‘Full Metal Jacket’, mas não significa que o novo cinema não seja interessante, só não é como os antigos. Eu sou fascinado por Coppola, mas tenho plena consciência que nada que ele faça supere a trilogia ‘O Poderoso Chefão’, mas isso não significa que eu não goste de ‘Drácula’, ou mesmo ‘Supernova’… São apenas filmes diferentes, que falam coisas diferentes, mas na minha opinião são quase tão inteligentes quanto.

    Os filmes de hoje em dia estão ficando cada vez mais simples, e quando um filme tem a coragem de ser um pouco mais cabeça, e gerar discussões pós filme, quando um diretor cria uma vilã que simplesmente não existe, mas consegue influenciar toda uma história, você fica boicotando, por que queria reviver ‘O Grande Truque’?

    16/09/2010 às 4:00 pm

  167. Twilight Haters

    Eu não quero reviver O Grande Truque. Acho aquele filme bom, mas nada despirocante. Um dos problemas de Inception (que não, não acho uma obra prima, e assim como você tem o direito de fazer a sua lista, eu tenho o direito de achar que o filme é um cocô, muito obrigado) é justamente esse de não se definir como um filme cabeça, ou como um blockbuster. Claro, não que eu ache que todo Blockbuster é imbecil, longe disso, (aliás, a recíproca é verdadeira, tem muito filme indie metidinho a “cabeça” que é mais raso que Efeito-Borboleta), mas a partir do momento que você faz um filme tão sério em tom quanto qualquer coisa do Ingmar Bergman e enfia uma cena de perseguição de carros no meio do diálogo porque as pesquisas de marketing dizem que o público médio que consome cinema gosta de ter uma perseguição ou uma explosão a cada 5 minutos, o choque das duas coisas invalida a proposta. Tanto da seriedade, quanto da perseguição.

    Enfim, me preocupa o quanto as pessoas confundem “ser inteligente” com ser sério e pretensioso. Quais são as discussões instigantes que Inception causa? Sério, quero saber. Acho esse filme tão sobre nada quanto Twilight. Aliás, Twilight tem um subtexto muito mais forte, inclusive, apesar de não ser intencional e ter sido colocado ali por pura incompetência da Stephenie Meyer.

    E não me interprete mal, não sou chato. Só com filmes chatos =P

    (Anísio)

    16/09/2010 às 4:09 pm

  168. Marco Willen

    Eu entendo, é seu ponto de vista, só acho que você está em um patamar de cinema que ele é tem que ser exclusivamente interessante e instigante, se não: ‘É uma merda.’, e acho isso no mínimo radical.

    Ele conseguiu unir sim, características de Blockbuster em um filme que possui um roteiro MUITO maior que “mocinha encontra mocinho, se apaixona, vilão quer matar mocinha, mocinho mata vilão.”, pois até onde eu sei, essa é toda a plot de Crepúsculo, é esse nível de densidade que está comparando ‘Inception?’. E a perseguição de carros tem muito mais do que apenas uma quebra de diálogos para aumentar o nível da bilheteria (consigo fazer no mínimo três perguntas intrigantes sobre a perseguição de carros em um cena que deveria apenas ser de ação e pegar mais telespectadores, mas para quem realmente queria apreciar o filme, era bem mais que aquilo. E se você é daqueles Cine Indies que não gostou de Tubarão, ou Jurassic Park porque eram blockbuster, está sendo bem “cabeça-fechada.”

    Coby estava dormindo ao final do filme, ou não?

    Se não, como ele saiu do limbo?

    Se ele estava dormindo, em que parte do filme isso aconteceu?

    Quanto tempo Coby passou longe da família, a resposta dessa pergunta pode dizer muito sobre o final do filme.

    Qual a real intenção, qual a metáfora por trás da tal falada ‘Inserção’? Acredite há VÁRIAS ideias sobre isso.

    E acredite, se Maurício Saldanha conseguiu divagar sobre desenvolvimento humano, usando Crepúsculo como base, dá para fazer muito mais com ‘Inception’.

    Revoluções de ‘Inception’, Nolan conseguiu fazer um filme longo, que conseguiu fazer com que uma perseguição de carros tivesse utilidade de fato para o roteiro.

    Ele conseguiu fazer com que A Câmera lenta fizesse parte do desenvolvimento da trama, e não apenas fosse uma forma de caracterização para ganhar mais dinheiro.

    E também não me leve a mal, mas essa é a minha opinião… E nem de longe, o filme é chato.

    16/09/2010 às 4:25 pm

  169. Twilight Haters

    Marco, é engraçado, você me acusa de ser cabeça-fechada e radical demais quando você mesmo se fecha numa escadinha evolutiva de “clichês de hollywood são ruins, tramas complexas são boas”. Não estou defendendo Crepúsculo, longe disso, só acho que mesmo em toda a sua simplicidade, o filme conseguiu, sem querer, me deixar muito desconfortável com toda a política de gêneros que tem, do que Inception, que é claramente um filme feito com o objetivo de instigar, fazer pensar, e tal. É um filme complicado? É, isso é indiscutível. É “inteligente”? Reflexivo? Tem insights genuínos sobre a condição-humana? Aí já dá pra se abrir à discussão. Acho que o filme é um cocô porque não funciona muito bem como filme de ação, nem como drama, nem como *mindfuck*. Mas veja só, o filme é tão um construto superficial que todas as perguntas que você fez são inerentemente sobre as maquinações da própria trama, com exceção de uma. E confesso, vou dormir hoje pensando em que metáforas alguém pode ter atribuído à tão inserção aí.

    Aliás, concordo com você que a parte da perseguição de carros tem relevância pro desenvolvimento da história. Me confundi aqui. Tava falando de uma perseguição a pé com armas ( ! ) de antes deles começarem a sonhar. A questão da câmera lenta já é complicada, né? Você fala em empregar câmera lenta como tendo utilidade pra trama como se fosse uma novidade narrativa, o que me faz imaginar que o único filme com câmera lenta que você viu antes desse foi Resident Evil 3. Mas não, não levei a mal, nunca levo.

    Ah, e eu adoro Tubarão e Jurassic Park. Acho ambos muito, muito melhores que Inception.

    (Anísio)

    16/09/2010 às 4:43 pm

  170. Marco Willen

    Na verdade, as duas perseguições tem uma ligação fantástica que gera essa discussão, os atores que o perseguem na África são os mesmo atores que os perseguem de carro logo que eles entram no sonho do Fischer, esse pequeno detalhe, que mais parece falta de dinheiro para figurante, pode na verdade abrir uma gama de discussões, o fato de serem as mesmas pessoas poderia indicar que ele já estava sonhando na África.

    Mas assim, como quase tudo vindo do filme, é apenas uma teoria.

    E eu nunca falei que clichês Hollywodianos são ruins, podem ser bons se forem bem trabalhados, isso foi justamente o que vi em ‘Inception’, e já vi tramas que deveriam ser fantásticas, ficarem horríveis quando mal trabalhadas. [21 gramas, Ponto de Vista]…

    Mas vejo que sua opinião está tão enraizada… então, whatever, foi uma boa discussão.

    16/09/2010 às 6:38 pm

  171. TFF

    Bom Marco Willen a essa parte: “Muitos dos comentários sobre crepúsculo falam que não devíamos perder tempo lendo crepúsculo, pois não tratava sobre o verdadeiro “vampiro”, como Drácula, bom pessoas que afirmam isso não devem ter lido o mesmo Drácula que eu, ou tiveram preguiça de compreender o livro ( ficou meio sem sentido porque estou me referindo a pessoas de outros comentários).”
    Esta que passar: que a maioria das pessoas apenas assistiram o filme e nunca leram o livro, o livro é muito diferente do filme.
    E não faria comparação entre “O vampiro de Meyer” (do romance principal) e O Conde Drácula, mas poderia fazer entre os Volturis e Drácula, bom a família Cullen é apenas uma “realidade alternativa” para os vampiros de crepúsculo diferente dos Volturis que são os “vilões”, aqueles que matam se precisarem.
    “Como você conseguiu em descobrir que o amor não é tudo, em um livro que CITA que o amor é tudo? Afinal, se bem me lembro, desde o primeiro livro, Bela sempre cita que sem Edward ela não vive, ela tenta um claro suicídio em Lua Nova porque ela perdeu seu amado, e ele tenta o mesmo quando descobre que ela morreu. Você é do contra? Me desculpe, mas além desse exagero romântico, ser para mim, desinteressante, ainda é altamente estúpido, e é EXATAMENTE isso que o livro demonstra, mas sem a beleza e a lição de moral que Shakespeare faz em “Romeu e Julieta”.” :
    Bom não me referia ao casal Bella e Edward, mas sim a mãe e pai da Bella que se casaram e logo se separaram, porque eram muito novos e sem responsabilidade, agiram por impulso por causa de seu amor. Reparei que você não é muito chegado em livros do romantismo, você mesmo se contradisse, primeiro disse que eu era do contra porque diz que no livro cita que o amor é tudo e logo após afirma: “mas além desse exagero romântico, ser para mim, desinteressante, ainda é altamente estúpido, e é EXATAMENTE isso que o livro demonstra”, reveja sua afirmação. E não a nenhuma tentativa de suicídio em Lua Nova (O livro), mesmo que o filme “demonstre” isso o que me deixou triste.
    E Bom concordo com você nessa parte “sem a beleza e a lição de moral que Shakespeare faz em “Romeu e Julieta”.” Para mim Shakespeare é uma inspiração na minha vida.
    Bom a referencia a Primo Basílio e a Dama das camélias seria a essa parte: “aprendi que o amor não é tudo”. Repetindo desculpa pela falta de coerência. E sim a uma ligação, Luisa estava querendo a alguem que a fizesse senti-se amada, ela era sonhadora enquanto Basílio não, tanto que quando Juliana a chantageia e Luisa recorre a Basílio ele fala que quem era casada era ela, então ela que tinha que arca com a conseqüência, ele não ligou para o amor. A mesma coisa em Dama das Camélias se você leu pode reparar nisso ( se não leu aconselho é um livro muito bom, mas não vem ao caso).

    “Crepúsculo: Namoro, sonhador, apaixonado, bobo, pré-casamento.
    Primo Basílio: Companheirismo, Dúvida, Distância, Falta de Carinho, Pós-casamento.”
    Se você reparar Luisa também é sonhadora, boba e quando Basílio chega ela relembra sua paixao por ele, e em amanhecer logo no começo ela se casa.

    “Crepúsculo: Linguagem simples, cheia de repetições e altamente bobo e exagerado, cheio de referências [muito mal inseridas] à ‘Romeu e Julieta’, ‘Orgulho e Preconceito’, ‘Monte dos Ventos Uivantes’ [escritores que por sinal a própria Meyer criticou e insinuou ter aprimorado].
    Primo Basílio: Linguagem atemporal, propositalmente dúbia, com grandes referências a ‘Dama das Camélias’ e ‘Madame Bovary’.”
    Sou de um estado pobre, Maranhão, escolaridade baixa, muitas das garotas de 14, 15 anos, faixa etária das leitoras daqui, não sabem o que é irrevogável e incondicional, então não concordo que seja uma linguagem simples (pelo menos aqui).
    É e sobre a repetição é verdade para uma expressão: “franzir o cenho”, mas alem dessa qual é outra repetição? Não recordo.
    Li O morro dos ventos uivastes muito nova, quando uma prima minha me deu de presente, e mesmo sendo nova tive raiva da Catherine, pelo mesmo motivo da Bella, acho que foi por isso que me identifiquei com ela, a Bella não a Catherine. Não entendi muito sua seguinte afirmação: “muito mal inseridas”.
    Crepúsculo: Os personagens são mal construídos e mal trabalhados, como se não tivesse esforço da autora em construir personagens que REALMENTE parecessem críveis, todos eles soam meio soltos no mundo sem nenhuma objetividade além do AMOR. [quanto aos outros personagens, a impressão que dá é que eles não tem vida além de ajudar ou atrapalhar o amor dos protagonistas].
    Uma vez estava vendo uma critica a respeito de crepúsculo e disseram que um dos motivos para a moda de crepúsculo é o caso de Meyer ter colocado todas as inseguranças de uma mulher, o que acho que é verdade, ou seja, você quer disser que a maioria das mulheres tem como objetividades nada alem do amor? E não sei se você reparou que o livro tratasse de uma ficção. O livro é em primeira pessoa e (com exceção de amanhecer o único narrado é a Bella, o que significa, que o livro trata apenas dela, não se apega a outros personagens, mas tem personagens que não tem apenas essa finalidade como por exemplo a amiga humana Ângela, o Cullen, Emmet, ou a historia da única loba no clã dos lobos, esses citados não tem muito haver com o romance, são “elementos neutros”.
    Eu não acho que a religião esta mascarada nos livros, tanto que tem duas partes onde o Edward e a Bella, discutem sobre o assunto, a também uma discussão (sobre religião) entre a personagem principal e Carlisle Cullen.
    “Bela só fica em pé esperando ser salva pelos homens, que inexplicavelmente estão apaixonados por ela.”
    As vezes Bella pode ser egoísta (mas quem não é?), mas ela não fica só sentada, tanto que em eclipse ela se corta para distrair o inimigo e assim Edward e Seth ganharem a luta. Ou em crepúsculo quando ela vai atrás do James para salvar sua mãe.
    Bom para não entra em outra discussão de como é (péssimo por assim disser) o ensino médio aqui no maranhão, considere anulado meu argumento: “[…] 13 livros listados pela professora 8 (se não me esqueci de algum) conseguiram encontra a intertextualidade do livro apresentado e Crepúsculo ou Harry Potter, como por exemplo Macário que alem de Crepúsculo colocaram também Constantine, o que me fez raciocina já que nunca tinha visto por esse ângulo, também ouve em Inocência entre outros livros como Iracema […]”
    Mas não que disser que os alunos não estavam preparados, tinha equipes que apresentaram mais que uma intertextualidade e a referencia em crepúsculo era apenas um acrescento, acha que um aluno chegaria com crepúsculo ou Harry Potter sem ter receio, já que muitos adultos (mas não todos) têm a mesma idéia sobre Crepúsculo como vocês.
    Sobre Harry Potter, acho que você deveria ler de novo, mas com a mente mais aberta, pois acho que a autora foi incrível em conseguir criar um mundo (ate um jogo), muita criatividade, o que eu aprecio em uma pessoa. Sobre Crepúsculo prefiro não comentar.
    E não se preocupe em ser petulante (ou parecer), eu gosto de discutir temas, e pelo menos pela primeira vez encontro alguém que sabe discutir sobre Crepúsculo, sabe por argumentos plausíveis ou em vez de apenas afirma que não gosta de “Crepúsculo porque vampiro não é fada”.
    Beijocas

    16/09/2010 às 6:58 pm

  172. TFF

    Acredite, sou cinéfilo assumido, e apesar de gostar mais de ler, que ver filmes, ler no Brasil é caro, isso é ruim, por isso me tornei fã de cinema, infelizmente, e principalmente no Brasil, as pessoas só vão ao cinema quanto o filme é ALTAMENTE “publicionado”, e filmes REALMENTE inteligentes acabam ficando para trás sem conhecimento das pessoas +1

    16/09/2010 às 7:02 pm

  173. TFF

    Bom primeiro queria falar sobre a discussão sobre os livros não serem caros (comentário da Ana): dependendo da localidade sai caro ter um livro, por exemplo, aqui no Maranhão tem bibliotecas universitárias, mas estão localizadas nas periferias (longe do centro), ou seja, para uma adolescente de 16 anos pega o ônibus para essas localidades é perigoso e caro (pagar a passagem), aqui em São Luis(capital) tem os faróis da educação (bibliotecas de acesso publico), mas a maioria dos livros não presta, não prestam mesmo, com, por exemplo, estão cortados ou faltando paginas, o que volta a ter que compra os livros, aqui dificilmente você encontra na minha cidade lugares que vendam livros usados. O único recurso é comprar e para cá ainda tem frete, o que torna mais caro.
    Agora sobre cinema: não sei por onde começar o cinema de São Luis é um lixo(#fato), poderia ter pelo menos sessão da meia noite com clássicos, sei lá com algo que preste, mas o que eles se preocupam é com o lucro, por exemplo, me decepcionei com o filme eclipse, assim como muitos, mas ainda assim teve muita audiência e passou um mês em cartaz, assim como Alice No País das Maravilhas, gosto de Jonny Depp, mas totalmente quase chorei (de decepção) quando assistir Alice de Tim Burton.
    Enquanto isso há filmes que nem entraram em cartaz, ou nem chegam aqui no Brasil. Essa é a mesma realidade dos livros, tenho uma lista de livros que tenho vontade de ler mais ainda não chegaram ao Brasil e não sei nem se vai chegar =/ .
    OBS : Lily vou responder o seu comentário assim que puder (o dever me chama, o dever de casa mesmo, tenho que responde 50 questões de artes para sábado e estudar para prova, não vejo a hora de ir para a universidade.), para responder com mais calma.

    16/09/2010 às 7:59 pm

  174. Isabela Arantes

    TFF, não importa a região em que você vive, porque, se a pessoa sabe ler, ela consegue determinar a amplitude do vocabulário do autor. Aqui, no meu estado, não existe esse problema, porque 98% da população é alfabetizada (o que eu acho que precisa, no mínimo, ser para considerar a linguagem de Crepúsclo muito fraca), então, existem outros argumentos defendendo Crepúsculo, porque esse até os lovers admitem que é um ponto fraco. Só isso, porque foi o único ponto dos 3 post que eu senti necessidade de comentar. q

    16/09/2010 às 11:56 pm

  175. Isabela Arantes

    Crepúsculo e posts. *

    16/09/2010 às 11:57 pm

  176. Marco Willen

    Gostei das tréplicas TFF, e achei bastante coerentes, espero não ter sido impertinente com meus comentários.

    Mas você se enrolou de novo em Primo Basílio, e você se enganou ao falar sobre o amor. Deu a impressão de que você, na verdade, teve a convicção de que ‘o amor não é tudo’, em Primo Basílio, e não em Crepúsculo. Em Primo Basílio, Luisa fica dividida, mas ela queria um algo a mais, queria um romance de novela como comentou a Lils, e o primo, por ser alguém que vinha de um lugar diferente, era romântico e sedutor poderia proporcionar isso a ela, mas todos sabem como a história termina, no final das contas, o Realismo mostra-se com um conteúdo de maior aprendizado nesse quesito que o romantismo [Não estou falando que um é melhor que o outro, ou que um ensina mais que o outro, mas são movimentos literários com objetivos distintos].
    Sobre a mãe e o pai de Bela, há uma contradição absurda da autora aí, se ela quis passar isso que está dizendo, que o casamento por impulso deles foi um erro e isso era para ter sido interpretado como um aprendizado, além de ela ter dado pouquíssima importância a isso, ela faz com que Bela e Edward se apaixonem, com a Bela ainda adolescente [e ele mesmo com mais de 100 anos agindo como se tivesse 15], e no final das contas, eles também não se casam? Jovens? E as decisões deles implicam em mais responsabilidades que os pais de Bela… Ela não acaba engravidando adolescente? Se ela quis mostrar algo aí, nesse contexto, ela conseguiu errar de novo.

    Não, ela não tenta se matar, mas fica bem claro que as intenções dela eram essas, e ela FALA isso no livro, que ela tinha vontade de MORRER por não ter mais o seu amor. E Edward, é mais egoísta ainda que ela, o que mostra que o amor de ambos é doentio. Ele pensou em “quebrar a máscara” [quem joga Vampiros entendeu] quando tentou mostrar-se para o mundo, mas isso prejudicaria a todos, principalmente sua família, mas ele não pensou em sua família quando teve essa ideia [de jerico].

    Não sei se é por puro preconceito, mas também não gosto dos Vulturi, eles parecem não ter muita motivação para o que fazem, assim como a maioria dos outros personagens do livro, eles estão na história unicamente para ajudar ou atrapalhar o romance do casal principal, afinal, eles sempre, SEMPRE mesmo abrem regalias para o casal, mas matam outros sem nem mesmo cogitar [como fizeram com Bree em Eclipse].

    No final das contas, o livro não ensina muita coisa, o que parece ter aprendido foi com outros títulos, infinitamente melhores que este.

    P.S.: Já li a Dama das Camélias, e sou fascinado pelo livro, mas obrigado assim mesmo.

    Eu sei que o livro é em primeira pessoa e trata da perspectiva de Bela, mas isso não impede da autora ter um pouco mais de inteligência, e descrever as atitudes das outras pessoas, fazendo outras coisas que não estejam envolvidas diretamente com a protagonista, eu aprendi isso em um mini curso de desenvolvimento de cenário para poder jogar RPG, que é algo mais simples que escrever um livro, mas se a Meyer fez faculdade de letras e não sabe disso, alguma coisa está errada.

    17/09/2010 às 9:37 am

  177. Twilight Haters

    Bom, Ani, como eu disse, não me atrevo a discutir de igual pra igual com alguém que sabe de cinema porque eu sei, assim, muito básico.

    Mas aquelas coisas: se a gente considera a média dos filmes que aparecem no circuito comercial, Ilha do Medo e A Origem (to no Brasil e me recuso a usar o nome original hahahah) são fantásticos. E não acho que sejam como Efeito Borboleta, que foi só aquela enganação de filme inteligente (até porque Leonardo DiCaprio é um ator de um pouco mais de credibilidade do que o Ashton Kutcher). Digo, quando eu saí do cinema depois de ver A Origem, como disse no outro comentário, me perguntei se eu tinha entendido tudo errado ou o que, porque não achei nada do OMFG que tinha lido por aí, é verdade. Mas os dois filmes foram excelentes perto das outras coisas que vi em “cinemão” esse ano (tipo Eclipse, Caçador de Recompensas e Cartas para Julieta – que eu achei fofíssimo, mas tenho noção de que é só porque meu lado girlie imbecil ama filme água-com-açúcar)… talvez o problema sejam os outros muito ruins, e não esses muito bons, não sei dizer. Mas ACHEI Ilha do Medo um bom filme e tudo. Mais do que A Origem, confesso. Gostei desse segundo, mas não foi aquela coisa toda, não sei. Talvez porque tenham falado demais que era O FILME DO ANO COM CERTEZA ou coisa do tipo e eu esperava bem mais… sei lá. Só sei que, apesar de ter visto um bom filme, não vi um filme excelente. Não digo o mesmo de Ilha do Medo. hahahah Achei que dizer que foi O Iluminado do Scorsese pode até ter sido bem justo. Não conheço muito do Kubrick e não conheço nada do Scorsese, mas, apesar de os dois filmes só terem em comum a piração claustrofóbica, talvez seja um bom ponto pra compará-los (já que é o que move ambos os filmes, de certa forma).

    Pior que lendo agora toda essa discussão acerca de A Origem, fico ainda mais com aquela sensação de “não sei, não era tudo isso”. Mas Ilha do Medo ainda é, tá. E nem é só porque no final a gente não sabe se foi só delírio ou não, achei um todo interessante. Até acho que, depois de Machado de Assis, todo mundo pode tentar fazer uma história dúbia e sem resposta e não vai conseguir daquele jeito genial, sei lá. Apesar de ser já manjado esse papo de Capitu trair Bentinho… enfim.

    Mas me abstenho de demais comentários. Apesar de tudo, eu ainda sou mais fãzinha dos clichês pseudo-cult: Almodóvar, Amélie Poulain, Woody Allen e filme francês no geral. Talvez tenha me interessado por cinema da forma errada hahahah meu irmão diz muito que minha coleção é “pseudo-cult”, mas num vou sair assistindo a qualquer coisa que dizem que é obrigatório pra qualquer um que diz que gosta de cinema. Ainda que entenda que cinema, literatura e qualquer forma de arte sejam, junto com o sentimento, a técnica, não consigo me desvincular totalmente do sentimento, da emoção… por isso também adoro o cinema nacional. Pode nem ser o ápice da genialidade em nenhum sentido, mas muita coisa é, no mínimo, interessante. E pelo menos a trilha sonora da maioria é totalmente aproveitável, ahahah.

    Pronto, nem falo mais nada porque infelizmente sempre caio nos “achismos”…

    Só pra não ficar bagunçado, digo o resto do que quero dizer em outros comentários pq não tem nada a ver com isso o_o

    Ana

    17/09/2010 às 12:25 pm

  178. Anísio

    Ah Ana, não sei. Mesmo esses últimos anos tendo sido fraquíssimos e eu quase não tendo ido pro cinema recentemente, consigo pensar em pelo menos uns 5 filmes que foram lançados em circuito nacional em 2010 e foram experiências cinematográficas muito mais satisfatórias que esses dois daí de cima. Meu maior problema com Ilha do Medo é que tem toda aquela mania super irritante do Scorsese de enrolar até o filme ter quase três horas de duração, independente das necessidades da história. Teria sido um filme razoável, se previsível, se tivesse 90 minutos, mas do jeito que ficou, ficou cansativo demais, até porque tem muito, muito pouco realmente acontecendo na história. E eu vou te confessar, achei o Leonardo diCaprio péssimos em vários momentos, e levando em consideração que é um filme que depende quase que incondicionalmente do ator principal pra gente ter imersão, esse é um problema enorme.

    E por favor, né? Todo mundo devia ficar mais nos achismos.

    17/09/2010 às 2:12 pm

  179. Deise

    Marco, posso andar com você no recreio? ¬¬

    18/09/2010 às 12:55 pm

  180. Ranadin

    Cara, sabe uma coisa que acho paia? Todo mundo fala das grandes produções, talz, clássicos de antiguidade, “Kubrick é Rei”, “Vocês deviam assistir As Bolinhas de Seu Hermanoteu” e outras coisas mais, e ninguém nem menciona os grandes Clássicos de Sessão da Tarde em pelo menos UM de seus filmes favoritos. Cara, podem falar o que quiser, mas Curtindo a Vida Adoidado e Jurassic Park são dois dos maiores clássicos já feitos, e é massificado, mas não deixam de ser geniais em suas propostas.

    18/09/2010 às 5:34 pm

  181. Marco Willen

    Ranadin, eu citei Jurassic Park e Tubarão lá em cima, eu até gosto de Blockbuster, e com certeza esses podem não estar no meu top10, mas no meu top20, com certeza estão.

    Mas acho até meio injusto você comparar Kubrick a Spielberg, ambos tem propostas totalmente diferentes, mas são diretores incríveis, com um único trabalho juntos, e que não deu muito certo [IA].

    E acho Matthew Broderick um ator fantástico, incrivelmente divertido, tanto em ‘Curtindo a Vida Adoidado’, quanto em ‘O Feitiço de Áquila’, dois filmes que se cansaram de passar na sessão da tarde.

    [Não entendi a piadinha Deise. o.o’, acho que sou meio burro]

    20/09/2010 às 9:17 am

  182. Caroline

    Nossa,como essas fangirls e fanboys são ignorantes…Dizer que o New York Times é um programa de TV,e mandar o Stephen King escrever um livro(já leu Carrie a Estranha ou a SAGA Torre Negra para saber) é o cúmulo da burrice.Falta dizer que o Titanic é um carro e o The Sun é um programa de fofocas.”Cinceramente” com C?Não vou nem falar mais nada.

    02/10/2010 às 8:11 pm

  183. VAI ISCREVÊH ALGU KI PRESTIH STIFIN KING!11!!1!!1 RÇRÇRÇRÇR

    tem que rir pra não chorar, né :/ btw, ri muito do vídeo, porque, convenhamos, twilight é realmente um AMAZING BOOOOOOK

    04/10/2010 às 3:32 pm

  184. Gabi_ShadowNegão

    lol. realmente, lol.

    07/10/2010 às 6:27 pm

  185. Gabi_ShadowNegão

    sabe, não sei o que vocês vêem de tão errado em twilight. sério, se realmente fosse tudo isso que vocês falam, não seria tão bem criticado e tão aplaudido por milhões de pessoas. não vou falar que esse blog é perda de tempo, porque não é. eu só queria entender as raízes de tudo isso, porque é tudo muito sem sentido; não consigo captar a ideia de que vocês se perturbam tanto com uma coisa que poderiam somente ignorar a ponto de fazer um blog para expor isso. sei que vocês não são carentes, nem mal amados, muito menos burros. só acho essa inciativa um pouco exagerada. sabe, vocês tem o direito de expressão, e o caralho que quiserem colocar aqui como argumento. eu só acho um exagero. um exagero tão grande quanto aquela merda de Twilight Brasil ou NósAmamosTwilightMuitoMaisDoQueANossaSanidadeMentalEQueremosUmCaraQueBrilha. é tudo muito…doentio. sem contar todas as acusações que vocês fazem, que para mim não fazem o menor sentido; onde vocês viram, criaturas, uma linguagem pouco explorada nas obras de meyer? bem, se vocês lêem coisas do século XVII, é óbvio que a escrita será péssima. mas, se pararem para avaliar os livros atuais, twilight tem muito mais linguajar do que a maioria deles. vocês também acusam de ser obssessivo e machista, outra coisa que eu não vi na série. e, porque não inovar? ou, como disse um tal de anísio, porque fechar sua mente num círculo não-evolutivo em que você pré-julga uma determinada série só pelo sucesso que ela faz? porque vampiros não podem ter novas características? porque vocês não querem? por favor.

    07/10/2010 às 6:35 pm

  186. Gabi_ShadowNegão

    E, priscilinha, se mate.

    07/10/2010 às 6:39 pm

  187. Twilight Haters

    Gabi, não to com tempo pra te responder tudo, mas olha….

    Se você acha que perto das literaturas contemporâneas a Meyer tem um vocabulário rico, te recomendo deixar pra lá um pouco os livros infanti-juvenis. Porque, sério, Saramago deve ter revirado no túmulo agora.

    Ana

    07/10/2010 às 7:28 pm

  188. Natalia

    POW MEU!
    como assim “vai escrever um livro depois vem falar” e “esses criticos”, MEU, cadê o conhecimento dessas CRIANÇAS? Elas não tem cultura ou algo do genero? De boa cara, vão ler um livro que prest, obrigada! :]

    17/10/2010 às 7:34 pm

  189. Uma pessoa que não sabe quem é Stephen King ou o The New York Times não merece nem abrir a boca. E Crepúsculo só está na lista dos mais vendidos porque fãs babacas como eles gastam o dinheiro dos pais nessa “saga”. Por acaso, alguém avisou à eles que o único prêmio que Stephenie Meyer recebeu foi para o prêmio infantil da Nickelodean?

    24/10/2010 às 8:47 pm

  190. Gabriel

    HUAUHAUHAUHAUHUHAHAUHAUHAUHAUHASH O video fala por si só. Já é um “cala boca” pra esses merdas fãs de Crepusculo.. Se é o Stephen King ou não, não importa, tudo o que foi dito é real, então dá na mesma.

    E não poderia deixar de citar, o livreco dessa “autora” ( Stephenie Meyer ) á um “AMAZIIING BOOOOOK” *voz de retardado* UHAUAUHHUA ;*

    30/10/2010 às 10:27 pm

  191. Stephen King vc é um gênio.

    Parei de ler no segundo comentario,quando as mulas falaram q ele não escreveu um livro

    27/01/2011 às 8:46 pm

  192. a proposito

    q cavalada de video

    bem no peito dakela vagabunda da Mayer

    27/01/2011 às 8:48 pm

  193. Carolina

    Os comentários foram simplesmente ridículos das fãs da Stephanie Meyer, eu adoro o King e confesso, que até gosto da Stephanie e da J.K. também, entendo o lado dele de ter ficado indignado com ela e confesso que também fiquei pois ela mudou completamente a história dos vampiros e dos lobisomens, mudou as lendas originais que percorreram o mundo durante anos e imagino como Bram Stoker deve ter se revirado no caixão ao saber da existência do livro. O absurdo das fãs de Meyer foi “esses críticos são foda” ou algo do gênero, me recuso a copiar o que a criatura disse com um português ilegível, enfim, elas não tem ideia de quem é o Mestre do Horror, então não vejo motivo aparente para se prontificarem e virem a público ofenderem ele com argumentos inadmissivéis.

    17/02/2011 às 11:52 pm

  194. Kurt Barlow é um vampiro; Edward Cullen (é esse o nome do boyzinho?) é um morceguinho que tem que ler muito King…

    23/02/2011 às 8:13 pm

  195. Nina

    TFF, você não citou “O Primo Basílio” nem “A Dama das Camélias” no mesmo trecho de Crepúsculo. Me diga que foi um erro meu ao ler, eu lhe imploro. Heresia, heresia, heresia! (Sim, posso ter sido meio completamente parcial e meio completamente atrasada)

    22/04/2011 às 4:19 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s