2 Anos trazendo a lógica!!

Manifesto lover: como fazer um hater se cagar de rir!

Então, né? Estreia de Lua Nova, começam as críticas bombardeando o filme – como era de se esperar, e com isso começam – meio tardiamente, a nosso modo de ver – todos os ataques e pitis das lovers – como também já esperávamos.

Porém, no meio de tantos ataques repetitivos e chatos de tão iguais – exatamente os mesmos que recebemos no ano passado, com a estreia de Twilight – achamos um que mereceu destaque. Um que mereceu nossa atenção e nosso carinho em mais uma bela e divertida ripagem.

Título da matéria: Sites criticam lua nova e nós criticamos esses sites  [Lily: Claaaaaaaaaaro, porque qualquer crítica a obra perfeita de vocês, merece arder no mármore do inferno] (Anne: eles só podem elogiar?? GENTE ISSO É DITADURA? O___O) [Thay: Claro, porque criticar os sites vai fazer Lua Nova melhorar] (Anísio: que bom que vocês deram a opinião de vocês)

 Matéria by: Tsuyami, do site Portal Twilight (http://portaltwilight.com/?p=41914)

Ripadores: Ana, Anísio, Lily, Venenosa, Thay, Anne; Nuriko, Jam e Nani (que surgem no meio da conversa). Ah, e claro, uma participação especial de Tamara.

Porque a gente também não se aguenta! ^^ 

Muitos comentários nos dão a impressão de que foram feitos somente para chamar a atenção. Afinal, críticas ruins sobre um fênomeno sempre geram uma certa polêmica e mais pessoas acabam lendo. [Lily: porque criticar, segundo o Aurélio, significa querer chamar a atenção. Sim, lovers, sentem lá!] (Anne:  Meu bem,essa de chamar atenção é velha. E toda modinha fenômeno é perfeita e não pode ser criticada! [ao infinito,e além!]) [Vê: então somos todos carmens mirandas aqui? O:] (Thay: Aham, porque críticos precisam de Lua Nova para ter atenção) [Ana: é, porque fenômenos seeempre são bons , e não podem ser criticados e ¬¬] (Anísio: kkkkk, aham, eu imagino perfeitamente a crítica especializada maquinando isso. “Nós precisamos chamar a atenção das pessoas, então vamos falar mal dessa série de filmes teen que tá fazendo sucesso”. Depois eles iam rir igual ao Pinguim, o Charada e o Coringa.) [Lily: Santa Necessidade de Atenção, Batman!]

Além disso, são comentários de quem certamente foi ao cinema com a intenção de falar mal, pessoas que não tem a menor idéia de como são os livros e acabam falando besteiras simplesmente por não saberem sobre o que estão falando. [Ana: e esse comentário é de alguém que certamente não entende nada de cinema… primeiro porque acham que alguém precisa ler o livro pra entender adaptação, depois porque acham que, er, críticos de cinema não sabem o que falam sobre… cinema!] (Anne: a wahmbulance está vindo.) [Lily: mano, por que eles sempre acham que não sabem a história? Pra começar, nem tem muito o que saber. É a mesma ladainha de novela mexicana estragada mesmo] (Thay: Elas precisam entender que uma adaptação tem que ser boa o bastante para não precisar do livro) [Venenosa: Tipo… não é como se os criticos não tenham entendido a história. Eles não    gostaram    , é diferente. O.o] (Anísio: tem que ver que Twilight é complexo demais pra esse pessoal que tá acostumado a dissecar Bergman entender.) [Thay: Claro, Ani. Tenta entender o que passa na cabeça da Meyer, vai]

Surpreende saber que muitos jornalistas fazem matérias sem se aprofundarem no assunto em questão. [Lily: CARALHO, QUANDO ELAS VÃO ENTENDER QUE CRÍTICO NÃO É JORNALISTA, PRA COMEÇO DE CONVERSA?] (Venenosa: Profundidade em Crepúsculo? Asuhaushuash) [Anne: Também quero saber cadê] (Anísio: aham, daqui a pouco eles vão querer uma crítica imparcial) [Ana: e, argh, eu juro que dói meu cu pensar nessa gente falando esse tipo de coisa, e mais ainda de pensar que ESTÃO FALANDO SÉRIO] (Thay: Oh, my, que maldoso deles fazerem isso. Criticar sem analisar cada aspecto do livro, tkstks) [Ana: se analisassem cada aspecto do livro, ia ser mais OWNED ainda] (Lily: eu não acho maldoso. Maldoso seria se eles fizessem isso, aí sim a crítica seria BEM mal educada) [Venenosa: Existe um motivo para essas criticas serem feitas por criticos de cinema e não de literatura: é uma crítica de um filme, ou seja, que se dane o livro, a idéia é que o filme seja auto-suficiente para entreter quem não conhece o livro também]

Se a pessoa está num cargo de escrever para um público e formarem opiniões, o mínimo que esperamos é que se aprofundem no assunto antes de falarem do mesmo. [Lily: Então, porque os críticos estão há uns dez anos ou mais no meio, e eles não sabem criticar um filme como Lua Nova… ok, sei] (Anísio: Bem que a Meyer podia se aprofundar nos vampiros, antes de escrever pra um público e formar opiniões) [Ana: eu nem devia comentar, porque acho que ninguém que usa “mesmo” nesse contexto merece respeito. Ah, desculpa, mas a gramática nessa frase me doeu um pouco, nem consigo pensar no que comentar] (Anne: Ei,você já disse isso antes! E com esse ei,você já disse isso antes,estou falando da autora ou sei lá o que dessa joça de texto)

É normal criticarem o filme, acharem ruim e tudo mais. Mas a maioria das coisas publicadas, foram totalmente sem fundamento. Crítica de quem simplesmente não sabia sobre o que estava falando. Lamentável termos veículos de informação tão medíocres! [Ana: nossa, eu não vi NADA sem fundamento] (Anne: Sei,aham. Sem fundamento são vocês,lovers amadas!) [Thay: E onde está o fundamento dela que a crítica dele foi sem fundamento?(?)] (Ana: aliás, todas as críticas que li usaram exemplos do próprio filme pra justificarem o que diziam, comofas?) [Lily: Filha, primeiro, decida-se: ou pode ou não pode! Não venha dar uma de respeitadora quando você quer matar os críticos porque eles não pensam como você. Dois: os meios de comunicação não são medíocres. Vocês que são, por acharem que tudo tem que elogiar Lua Nova só porque você gostou] (Venenosa: Sem fundamento é a série) [Anne: O mundo não gira em torno de você,Timmy! D:] (Lily: Não envolva Timmy Turner nessa história, até ele entende que o mundo é mais que Dimmsdale) [Ana: Até fui reler o que o Pablo Villaça disse só pra ter certeza de que é tudo exemplificado com o filme, mas…] (Anne: Eu tô falando de outro Timmy, mas ok)

O portal R7 errou em comparar os lobos (que eles chamaram de lobisomem) de Lua nova, com “O lobisomem americano em Paris”, são criaturas completamente diferentes, com propostas diferentes. Será que eles esperavam assistir um filme de lobisomem assustador que ataca as pessoas quando se transforma? [Lily: Hum… quando eu leio “Lobisomem” eu espero isso. Vocês não?] (Thay: Sim, né. Para mim isso são lobisomens) [Ana: erraram, mesmo, eu acho. Pablo Villaça foi bem mais certeiro os comparando ao Incrível Hulk] (Thay: Até porque a crença de lobisomens é a que todo mundo conhece, mas a Meyer fez todo o favor de deixar eles como filhotes de cachorros) [Anísio: qual é a proposta dos lobisomens de Lua Nova? ficar sem camisa e mostrar o tanquinho? acho válido] (Venenosa: Quem seria capaz de pensar em um lobisomen como uma criatura assustadora? Que absurdo! È como dizer que vampiros não brilham no sol. *horrorizada com O Portal R7) [Lily: Ah, claro, porque é a Meyer que sabe o que é lobisomem e vampiro de verdade, portanto não podemos esperar os lobisomens que aprendemos na escola, sabe?] (Ana: eu gosto de lobisomens e vampiros do bem, é tão inovador /ironia)

O Portal R7 chamou o triângulo amoroso de “fracasso”. Conclusão absurda, pois ainda restam 2 filmes, ou seja, um suposto triângulo foi apenas introduzido na história, não dando margem para qualquer avaliação final. [Lily: … er, só eu acho isso um defeito da série?] (Anne: mas vai ser um fracasso,te garanto. E o Jacob vai virar pedo) [Thay: Um “suposto” triângulo. Ela que não deve ter lido o livro] (Ana: …e não é um fracasso? Se em algum momento de Lua Nova dá a entender que existe um triâgulo, o filme foi realmente FAIL, porque eu tive a impressão, lendo o livro, de que só existe Edward pra Bella e vice-versa. ou seja, nada de triângulos. Jacobjeto é só estepe) [Anísio: eu acho os capítulos seguintes um fracasso também. Mas tudo bem, isso é porque a gente não entende a magnitude da Renesmee. Um dia teremos a maturidade emocional pra amar Gremlins] (Venenosa: Como assim não dá margem para uma avaliação final? Então só poderemos criticar Lua Nova depois que sair Amanhecer? Oxe) [Ana: é, tipo, até Matrix Reloaded, que terminou sem fim, pôde ser criticado, mas Twilight é um nível acima]

Além disso, em Lua Nova, a Bella não sente dúvidas sobre estar apaixonada por Jacob, o filme mostrou exatamente o que deveria mostrar. O R7 critica a adaptação, sendo que não conhece o original. [Thay: NÃO PRECISA CONHECER O ORIGINAL!] (Lily: PERAE! Você não acabou de dizer que existia o trio? Agora me diz que não existe porque Bella não ama Jacob? DECIDA-SE) [Thay: Não sente dúvidas, mas o triângulo é “suposto”? Perdida] (Nuriko caindo de para-quedas na ripagem: É tão ruim que nem precisa conhecer o original para achar ruim) [Anne: você vai falar isso quantas vezes mais,filha? é lavagem miolal?? D:] (Anísio: Sim, e se o que a personagem principal sente é tão óbvio assim, é porque é uma bosta mesmo) [Venenosa: Se o filme mostrou EXATAMENTE o que deveria mostrar, porque cargas d’água os críticos precisam conhecer o original?] (Tamara surgindo do compartimento inundado da arca de 2012: You and I, we were born to fly….) [Lily: LOLE, TAMARA FLOODANDO A RIPAGEM, COMOFAS?]

O site também citou a “sumida de Edward” como algo que se deu somente para prolongar a trama. Foi isso que Lua Nova demonstrou? Ok, pode ser. Mas o filme não acabou, tem continuação, mais uma vez o jornalista se equivocou muito em querer criticar sem saber do assunto. [Lily: Primeiro: o que tem a ver o fato de ter continuação com a enrolação da história? Segundo: CARALHO, NÃO ENVOLVAM JORNALISTAS NISSO, ANTES DE DIZEREM QUE ELES NÃO SABEM NADA, SAIBAM QUE NEM SÃO ELES QUE CRITICAM!] (Thay: Porque normalmente em séries, cada livro/filme tem um ‘final’, mas Crepúsculo é especial) [Venenosa: ela concorda que ‘pode ser’, mas o fato de ter continuação explica tudo. (Q)] (Nuriko: Mas não é só em Lua Nova. A série INTERIA é pura enrolação) [Thay: Eu ainda não achei o final nem de Amanhecer] (Lily: Eu ainda não achei o começo, pra ser sincera)

R7 tirou sarro da cena do cinema, dizendo que era completamente alheio ao foco da história. Mais um equivoco para a enorme lista do portal R7, essa cena não foi alheia, pois foi exatamente como no livro, os fãs precisavam disso. [Lily: declarou que precisava de uma ceninha mela cueca, né amiga? Foda-se a qualidade, tem que ir apenas o que te agrada] (Ana: Nossa, pelo que tão falando dessa cena, ela foi totalmente aleatória ali, não importa se tá no livro ou não) [Nuriko: Os fãs precisam de MUITA coisa desnecessária, note] (Nani também caindo de para-quedas na ripagem: que cena é?) [Lily: não sei, também não entendi essa parte, pra ser sincera] (Anísio: Os fãs precisam de tanta coisa imbecil, tipo lobisomem sem camisa, e vampiro purpurinado com batom. Gente que faz filme de verdade faz o que quer, e não o que os fãs querem, beijos) [Thay: Ani, isso não se aplica em filmes teen destinados à adolescente sem cérebro ;D] (Jam, mais uma pra completar a festa do para-quedas: minha irmã me diz que a melhor parte é o final, e eu: é porque aparecem os créditos, né?)

Já a MTV Brasil deu a entender que o amor entre Bella e Edward é plágio de Romeu e Julieta. Está ai um comentário que tem apenas a intenção de desmerecer a Stephenie Meyer. Romeu e Julieta é uma história de amor, assim como muitas outras posteriores, só porque eles foram os pioneiros, todo o resto são cópias? [Lily: NOSSA, AGORA DIZER QUE É IGUAL A ROMEU E JULIETA É DESMERECER? Wow] (Thay: E não é um plágio?) [Lily: Claro que não, Thay. É uma tentativa, é diferente] (Anísio: Eu não acho que seja um plágio, é ruim demais pra isso) [Anne: Nossa,ELES ESTÃO XINGANDO ROMEU E JULIETA,OK?] (Thay: Quase comparar Meyer com Tio Will é desmerecer! Crítico maldoso u_U) [Jam: coitado de Shakespeare…] (Nuriko: Shakespeare acaba de chorar lágrimas de sangue em seu túmulo)

O site Terra por sua vez, chamou a Dakota Fanning de “inexpressiva” quando incorporou a Jane. O que há de errado? Era exatamente assim que ela devia ser. Outra crítica de quem se mete a avaliar, sem conhecer o assunto. [Lily: O que eu li é que ela parecia que tinha colocado botox, e isso é verdade. Andaram lendo errado, lovers?] (Thay: Eu acho que o crítico quis dizer outro tipo de inexpressivo, não o inexpressivo da personagem) [Nani: pelo que vi no trailer, a Dakota mandou muito bem o.O] (Ana: nossa, eu não lembro de Jane inexpressiva… “fria”, “malvada”, “cruel”, etc, é diferente de inexpressivo) [Nuriko: Twilight tem o dom de deixar os atores inexpressivos. É o choque deles enquanto pensam: “Merda! É aqui que minha carreira termina.”]

Já Pablo Vilhaça, criticou o fato do Jacob ficar sem camisa na maior parte do tempo. Como ele não notou que os lobos tem a temperatura mais quente do que o resto dos humanos? Por isso, sentem calor. [Ana: VILHAÇA. TOME NO CU, MENINA] (Thay: Ele tem que NOTAR! SOZINHO!) [Ana: NOOOOOSSA, COMO ELE NÃO NOTOU?] (Nuriko: HSUAHHUSHAUHSUAHUSHUAHUSHUAHUSHUAHUSHUAHUSHUAHUSAHUS Como será que ele NÃO notou?) [Thay: Ele é crítico, não mágico] (Lily: CONCORDO COM A CRÍTICA! Como Pablinho pode reclamar de Jacó sem camisa? Foi tudo que prestou no filme!) [Ana: Provavelmente ninguém DESENHOU isso no filme, né? porque pelo jeito precisa ler o livro pra entender] (Anísio: Detalhe que se eles tivessem a temperatura mais quente mesmo, eles sentiriam frio. E o Pablo Villaça deu 3 fucking estrelas pro filme. Bem mais do que ele merecia) [Anne: Ani,estamos falando da lógica Meyer] (Jam: Pablinho precisa ser mais esperto) [Ana: Precisa ler o livro, coitado. Só ele acha que tudo se explica no filme…não entende nada, pobre Pablito]

O mesmo crítico chamou Robert de “um dos intérpretes mais inexpressivos da nova geração”. Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Certamente, Pablo não sabe que os vampiros de Meyer tem pouca expressão. [Ana: E todo mundo é frustrado porque nunca vai ter um cara como ele!] (Nani: ééé… sou uma mal-amada invejosa, daria tudo pra ter um gelinho me dando um filho!) [Thay: Ele tem saber, tem que notar, tem que ser um gênio para entender esse filme] (Anne: eu não quero uma estátua de gelo como filho) [Lily: COITADO DO PABLITO, não sabe que Meyer criou personagens sem expressão… porque, sabe, ele ESPERA que filmes de sucesso tenham personagem de expressão, sabe?] (Nuriko: Pablo, meu amor…A moda agora é ser inexpressivo, não entendeu?) [Jam: Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Pior frase EVER. E a culpa é do Pablito! que não sabe que as expressões do Edward se limitam às sobrancelhas… tsc, tsc… acho que ele e a Emma Watson são amiguinhos]

Lily: e aí a crítica acabou

Todo o chat: QQQQQQQQ!

Tsc tsc tsc, a mente lover, vai entender….

Anúncios

63 Respostas

  1. Ana

    Ai, teve alguma coisa de SUMA IMPORTÂNCIA que eu disse e foi cortada. Mas era tão sinceramente importante que esqueci.

    HAUHAUHA adorei, oks.

    22/11/2009 às 1:42 am

  2. [Anísio: qual é a proposta dos lobisomens de Lua Nova? ficar sem camisa e mostrar o tanquinho? acho válido]
    [2]
    Enfim, considerando a saga, seus livros, filmes, personagens e intérpretes tão profundos quando uma tábua, acho até que Crepúsculo foi um bom filme e aposto que Lua Nova segue o mesmo princípio. Antes do apedrejamento, deixem-me explicar: uma lover quando vai ao cinema ver alguns desses filmes, a sua única intenção é gritar pelo tanquinho do Jacob, ou achar o auge da boa atuação dos olhos de Edward parecendo cheios de areia. As lovers que vão ao cinema ver o filme só esperam uma coisa: satisfazer uma fantasia. Elas não buscam qualidade, elas não buscam expressividade ou profundidade.
    Um crítico de cinema não vai dizer em sua explanação o quanto o Jacob ficou gostoso com seu corpo esculpido por anabolizantes nem vai perceber que inexpressividade é fidelidade ao texto porque em geral, inexpressividade é puramente sinal de incompetência.
    Como roteirista, me sentiria profundamente ofendida se alguém precisasse do texto original para entender um roteiro meu, se isso de fato aconteceu, coloquemos o roteirista no mesmo pacote de pseudo-profissionais que idealizaram isso tudo. Até acredito que sejam bons, mas, sabendo que se viessem com uma apresentação de slides contando a história não mudaria o sucesso do filme entre as lovers, por que diabos iriam eles gastar energia pra fazer um troço bem feito?
    Além disso, se para entender o filme precisa ter lido o livro, o fime já perde toda a credibilidade aí. E outra, não vi em lugar nenhum o aviso: leia o livro antes de assistir.
    Até porque como foi comentado na ripagem, a complexidade da saga não precisava de 4 livros e muito menos 4 (ou 5) filmes. Como roteirista, escritora e alguém que já gostou da saga, afirmo sem medo de cair em erro: toda a história poderia ser contada em um livro médio e num único filme. Média metragem por sinal.

    22/11/2009 às 2:33 am

  3. É demais pedir para um crítico de CINEMA ler o livro no qual o filme foi baseado. Adaptação, OEOEOE. Só faltava essas lovers chamarem os críticos de “posers” também, tsk tsk… Bela ripagem, adorei! XD

    Sobre a temperatura do Jacob, eles até chegaram a mencionar no filme (“Está 40º graus aqui” *aponta para os peitchos*), mas mais pareceu uma cantada fail do que uma explicação…

    Mas não achei o filme ruim. /SPOILER, oe oe/ Bizarrices não faltaram, mas entreteu bem mais do que o livro. Algumas passagens foram melhor transportadas para as telas, a roteirista fumou menos e a qualidade da imagem melhorou 100%. Os efeitos especiais, apesar de abusarem DEMAIS da câmera lenta, ficaram muito bons. Ah, e a Bella fazia tipinho de mulher macho que gosta de “adrenalina e filme com armas”, segundo a própria fala da personagem (e ela até chega a descer a porrada no Paul… QQQ). Na outra cena ela aparecia gritando alokamente num daqueles pesadelos wtf dela,chorando pelo Edward e escrevendo e-mails imaginários para a Alice… Tipinho de mulher macho FAIL.

    Enfim: o filme me entreteu, gostei. Agora, atuações e maquiagens a la Michael Jackson já são outra história, haha.

    E tentem fazer mais ripagens, ficam ÓTIMAS! :D

    22/11/2009 às 2:39 am

  4. “entreteu”, haha. Acho que o certo seria “entreteve”, não sei… Bateu a dúvida agora! x)

    22/11/2009 às 2:45 am

  5. Acho que é “entreteve”
    e uma correção do meu: “tão profundos quanTo uma tábua” -> antes que venha uma lover desmerecer todo meu comentário por um erro de digitação…

    22/11/2009 às 2:48 am

  6. Nossa, rachei de rir com a ripagem de vocês *-*
    Eu fui ver o filme na estréia, e rachei de rir também. Além da expressiva atuação, que nenhum ator consegue fazer melhor, eu ATORON o jeito que o Robert parece ter vento próprio quando caminha XD Mas no todo, não achei um mal filme. Superou minhas expectativas(até porque não esperava muito mesmo). Kyah, e continuem com as ripagens xD

    22/11/2009 às 3:40 am

  7. Shimbo Walker

    Ok, já andei twittando meus comentários sobre essa ripagem, mas tinha que deixar registrado aqui!

    Primeiro a minha “defesa” a favor da Meyer: ela disse no Breaking Dawn que os lobos anabolizados não eram lobisomens, graças ao Lupin… maaaaaaaas, contudo, todavia, no entanto… ela não explicou o que diabos eles eram (FAIL 1) e também não admitiu que aqueles “projetos mal-feitos de x-men banhados de purpurina” também não são vampiros (FAIL 2)!

    E tenho que repudiar a criatura que acha que todo crítico é jornalista! Tudo bem que tem jornalistas que tem carreira de crítico em paralelo, mas JORNALISTA NÃO É O MESMO QUE CRÍTICO (FAIL 3)!

    Outra coisa: um filme, mais do que qualquer coisa, deve, além de agradar os fãs, passar um entendimento completo para aqueles que só querem assistir um filme sem ter que ler livros e gritar para atores… (FAIL 4)

    E mais: Falar das inconsistências na narrativa da Meyer, ressaltando suas deficiências de continuidade é simples: ela deixou pontas soltas demais, que se fosse escritora de verdade, teria evitado (FAIL 5) e ela deixou a trama em aberto de um jeito que ninguém deixa, mesmo nos livros anteriores ao final de uma série, quanto mais no final (FAIL 6)!

    E quanto À formação de opinião, bem… Meyer destruiu a possibilidade de continuação do público do vampirismo nessa década (FAIL 7)!

    E ela chegou a pesquisar sobre vampiros sim, aposto! Ela deve ter visto o livro de referência sobre vampiros modernos da atualidade, o manual de RPG Vampiro: A Máscara… Só que na primeira página vem dizendo que para ler o livro é recomendado um QI acima de 80… aí ela fechou o livro sem ler e fez qualquer merda mesmo (FAIL 8)!

    E sobre chamarem a Renesmee de gremlin, eu protesto! Gremlins não merecem ser tão insultados!

    E sobre cenas desnecessárias… bem, falar da produção geral de Twilight é falar de um grande FAIL (FAIL 9)!

    E a criatura que escreveu a “crítica” foi realmente equívocada a achar que, sendo amadora, poderia criticar críticos profissionais (FAIL 10)! A tentativa de criticar é risível! É como ver um estiligue tentando combater uma bazuca!

    Sério, a construção do texto é cheio de inconsistências, incoerências, contradições e falhas argumentativas! Sem contar que quem não sabia o que tava criticando era a criatura, que não sabe ao menos o que é uma crítica séria e profissional (FAIL 11)!

    E sobre comparar com Romeu & Julieta, bem, a Meyer acha que é melhor que Shakespeare, é de se entender que as débeis mentes que são lovers de Twilight também achem… (FAIL 12) Mas o fato é que Twilight precisa comer muito feijão antes de chegar ao nível “plágio de R&J”…

    E peloamordedeus, Romeu & Julieta “pioneiro” do gênero é “mozovos” (FAIL 13), R&J é o marco do gênero amor proibido/impossível, e a obra-prima eternizada por Shakespeare, mas pioneiro de fato foi “Tristão & Isolda”, a obra mais antiga do gênero, de autor desconhecido, que serviu de predecessor das histórias de amor impedido de acontecer.

    E agora sobre a inexpressividade da Dakota.. bem, todos os personagens de Twilight são inexpressivos, e isso se deve ao fato de os personagens serem tão mal-construidos que não há nada para interpretar, é só passar texto (FAIL 14)!

    [Pequena pausa para um comentário completamente descontextualizado e fora de coesão sobre o fato de um crítico ter que saber a temperatura corporal de um ator só por vê-lo sem camisa numa tela de cinema] (FAIL 15)

    Voltando do nada ao tema “inexpressividade”, vão me perdoar, mas como é cara-de-pau dizer que o personagem é lindo, perfeito, romântico, um homem ideal, e depois dizer que é inexpressivo (FAIL 16)? Ainda querem ser consideradas sãs e coerentes?

    E se Robert Pattinson foi inexpressivo, dou a mesma justificativa que para Dakota: o personagem não dá qualquer margem de interpretação expressiva… E “interprete mais inexpressivo da nova geração” é, coinscidentemente, alguém de Twilight (FAIL 17), a nossa querida Kristen Stewart, que vem sendo a “garota sem expressão” desde The Messengers…

    E… peraí… Acabou?! Não dá para acreditar… Você quer que eu considere isso um texto sério? Essa criatura faltou todas as aulas de redação falando de produção textual! Já não bastasse ser péssima argumentadora e risível na hora de tentar criticar, ainda terminar com essa gafe da produção de textos foi pra ser FAIL (FAIL 18)!

    Enfim, o “fenômeno” que não passa de modinha (FAIL 19) está merecendo todas as críticas negativas que esse texto fútil tenta rebater inutilmente, com suas perspectivas fechadas às opiniões divergentes (FAIL 20), então, esse texto com certeza só serviu para rir e ler ótimos comentários haters!

    Espero ler outro post em breve, porque agora que começei a comentar, pretendo continuar!

    Abraços,
    Shimbo Walker.

    P.S.: Por incrível que pareça, eu curto Twilight, “gosto” até, mas uma coisa é gostar, outra é ser burro (*cof*lover*cof*)!

    P.P.S.: “Curto” foi nos dois sentidos: acho legal, e “curto com a cara”! xD

    22/11/2009 às 3:51 am

  8. Ana

    Ah, lembrei o que era importante HAUAHUA foi esse negócio de “não conhece o original”. Fique claro que eu falei que original pra mim é o próprio filme, porque não ouvi falar nunca que é um remake de algum que já existe õ_o mas o comentário ficou mil vezes mais enorme que esse e teve que ser cortado .__. *fala demais*

    Enfim, é isso: eu condeno pessoas que acham que adaptações precisam ser fiéis ao livro e acho a maior estupidez do mundo alguém dizer que precisa conhecer o livro pra entender o filme. ¬¬

    22/11/2009 às 10:10 am

  9. amenaske

    Eu acho válido colocar nossa explicação para o Edward ter ereção, oks. Foi bem mais explicada que a da Meyer u_u -n

    E eu também achei preconceito não terem colocado minha frase lover aí. Mas foi muito divertido fazer HDUAHDSUHDAUDA

    22/11/2009 às 10:13 am

  10. Eu estou aqui, consideravelmente atordoada com o nível da “crítica” que vocês riparam. É tanto erro de concordância e tantas contradições na argumentação dela (porra! Ela falava uma coisa e se contradizia no parágrafo seguinte!) que se não fosse pelo contexto geral da coisa não daria pra saber qual é o objetivo dela com esse texto horroroso.

    Não sinto a menor necessidade de fazer mais comentários. Os que foram feitos na ripagem e nas respostas dizem tudo o que penso sobre essa série cujo o maior defeito, depois de transformar vampiros em fadas, é não ter um enredo.

    ADOREI a ripagem.

    Esse site tem o melhor conteúdo anti-twilight em português. Parabéns.

    22/11/2009 às 11:21 am

  11. Aibell

    Ótima ripagem!

    22/11/2009 às 12:18 pm

  12. Meldels, e cada dia mais eu me envergonho de ser lover. PUTA QUEO PARIU, burras!
    Eu estava ontem com umas amigas, a Ingrid, a Bianca e a Bibiana e todas são lovers. Velho, eu falei TODOS os argumentos ruins sobre Twilight, na maior calma, sem querer ofende-la, e els me chamam de louca! Que eu tenho problema, que eu me deixo levar pelos outros! Eu estou esperando, porque a Ingrid daqui a pouco vem aqui em casa e eu vou mostrar pra ela esse site. TOAMARA que ela vire uma lover sensata (como eu), porque, senão, ela vai se tornar que nem essa da ripagem, e eu tenho MEDO de que isso aconteça.

    22/11/2009 às 12:29 pm

  13. Bi!

    Eu até gostei do filme, mas essa garota que fez essa crítica realmente não tem cérebro, ou então nunca frequentou uma escola, porque se com isso ela quer defender Twilight e New Moon o máximo que ela conseguiu foi piorar ainda mais a imagem que as lovers tem… ¬¬
    Uma pessoa que não aceita críticas não está em condições de fazer uma.
    E quem é a anta que escreve um livro em que a retardada da personagem principal pula de sei lá quantos metros, numa agua congelante, bate a cabeça numa pedra e no isntante seguinte está andando como se nada tivesse acontecido? Só a Meyer mesmo…
    Isso é tudo o que eu tenho a dizer, o resto vocês já falaram muito bem.

    22/11/2009 às 12:45 pm

  14. Dunaz

    Olá.
    Eu infelizmente não li tudo… Estou com pouco tempo, mas o que li foi realmente impressionante…
    Lua Nova nada mais é do que um Crepúsculo com outros atores… Li, confesso que chorei que nem louca no término de namoro dos protagonistas (mas isso porque sou uma Romântica por natureza e choro por qualquer coisa besta…), mas o livro em si… SENHOR… é horrível… (Sem contar os erros de grafia; *morre*)
    Sabe, estou numa comunidade chamada “Edward Cullen… Lestat te despreza!”… Vocês deveriam entrar XD…. Enfim…
    Ainda não assisti ao filme por motivos financeiros, mas assisti ao Crepúsculo no começo desse ano… Eu, como estudante de Cinema (sim, serei uma roteirista fodona!) devo dizer que o filme é um excelente “Dogma 95” (estilo de filme alemão pós-expressionista que visa mostrar como REALMENTE se faz um filme, ou seja: sem efeitos especiais, luz ambiente, câmera – 35mm – na mão, sem tripés, sem refletores… Em suma: Filmes caseiros!!!), e que a atuação é MEDONHA!!!!!
    Bom… Adorei esse blog, queria lê-lo inteiro, mas com mais tempo…
    Se cuidem^^

    22/11/2009 às 1:08 pm

  15. Ok, Shimbo Walker, sou sua fã agora. Qual seu twitter?
    Enfim, outro detalhe comentado na ripagem que a curto prazo havia me passado despercebido, acho que foi o Anísio que comentou, sobre a temperatura corporal do Jacob. Bom, além de ser impossível deduzir a temperatura corporal de um personagem pelas suas vestimentas, ainda nesse caso qualquer tentativa de dedução seria imediatamente induzida ao erro. Um homem que vive sem camisa só indica ou que ele quer aparecer ou que vive em um lugar abafado.
    Mais palmas à Meyer e suas fãs acéfalas. Conforme comentado na ripagem, se a temperatura corporal dele é maior que das pessoas “normais” (entre aspas porque Bella definitivamente não é normal), ele deveria sentir frio!
    Pra não complicar pra cabecinha das lovers: a temperatura média do organismo de um ser humano é de 36,5°, quando estamos com febre essa temperatura sobe até um limite de 40°, uma vez que acima disso o sujeito começa a alucinar, seus órgãos começam a fritar e a possibilidade de óbito é gigantesca, mas enfim, um dos primeiros sintomas da febre é sentir… FRIO!
    Consequentemente nosso querido cachorrinhp Jacob deveria estar sempre super agasalhado, e não sem camisa. Em outras palavras, para qualquer pessoas com cabeça pensante, é IMPOSSÍVEL entender que a temepratura corporal de Jacob é mais alta por ele aparecer sem camisa.

    22/11/2009 às 1:29 pm

  16. Essa “crítica” feita em relação às críticas profissionais, simplesmente é uma das coisas mais patéticas que eu já li.
    Várias vezes ela cita que os profissionais que criticaram, não tinham lido os livros, e que por isso não haviam entendido.
    Não é que os críticos não entenderam. Eles não gostaram. Isso é diferente de não entender.
    Com esse argumento FAIL, ela própria confirma que Lua Nova é um filme que não se sustenta sozinho. Precisa de explicações extras.
    Um filme desse tipo, realmente não pode ser considerado bom.

    O comentário sobre a temperatura de Jacob também foi hilário! Afinal, como é que algúem que não leu aqueles “gibis” vai saber de uma coisa dessas? Lamentável.

    Ela tenta tirar a credibilidade dos críticos, mas mostrou que é ela que não entende nada de cinema.

    É, a verdade dói…

    By Jean

    22/11/2009 às 2:34 pm

  17. Narcisa Le Fay

    Já disse e volto a repetir: Twilight é uma obra pro botox. É só para isso que serve.

    22/11/2009 às 2:59 pm

  18. Narcisa Le Fay

    Esqueci de comentar: ótima ripagem! Eu ri XD

    22/11/2009 às 2:59 pm

  19. anniehallfromhell

    HAHAHA vocês deveriam fazer isso com todos os textos que existem.

    22/11/2009 às 3:00 pm

  20. anniehallfromhell

    não existem lovers sensatas – é um contrasenso.

    22/11/2009 às 3:02 pm

  21. anniehallfromhell
    Na verdade existe. Eu era. E de tão sensata que era, acabei virando hater. Conheço outras pessoas como eu também, que ainda não deram o passo seguinte, mas são capazes de perceber a completa falta de noção de ridículo dessas menininhas patéticas.

    22/11/2009 às 3:25 pm

  22. Twilight Haters

    Eu quero acreditar que a maioria das fãs é sensata. O problema é que as talifãs são as mais vocais, então são elas que nós acabamos conhecendo melhor.

    Eu sinto pena delas, até. Porque deve ser realmente desagradável ter a sua franquia preferida sendo massacrada por todo mundo desse jeito. E no fim das contas, essas garotas são todas adolescentes de 12 anos (independente do ano em que elas nasceram, kkk) apaixonadas.

    Mas é aquela coisa. É engraçado demais ler um texto desses. Então maneiramos na consideração com as pessoas, mas só um pouquinho.

    (Anísio)

    22/11/2009 às 3:43 pm

  23. eu nunca entendi também porque o Jacob sente calor :S quando as pessoas estão com febre elas sentem frio então tipo Oo’

    cadê o final do texto? :O ele acaba ASSIM?

    22/11/2009 às 3:43 pm

  24. Mika

    E aí vem uma enchurrada de pérolas de lovers:
    “Desculpe, mas até que enfim algum site sobre Twilight publica uma matéria ridicularizando esses criticos!! Já era hora. Esse pessoal não entende nada de cinema, ficam olhando filmes da década de 50 (com aqueles atores totalmente inexpressivos) só para se mostrar superiores. Como se fosse possivel gostar daquilo?!
    “É uma total falta de compreensão de seu tempo. Agora como eles vão explicar o fato quando Lua Nova se tornar a maior bilheteria do ano, e uma das 10 maiores da história?? Marquem minhas palavras. Eu entendo mais de cinema que esses idiotas.”
    Eu quase vomitei minhas tripas na parte em que o indivíduo fala que os críticos de cinema não entendem nada de cinema.

    22/11/2009 às 5:55 pm

  25. Andrey

    Adorei!!! Tentem fazer mais ripagens por favor :D.
    O blog é muito bom. :D

    22/11/2009 às 6:24 pm

  26. E ela chegou a pesquisar sobre vampiros sim, aposto! Ela deve ter visto o livro de referência sobre vampiros modernos da atualidade, o manual de RPG Vampiro: A Máscara… Só que na primeira página vem dizendo que para ler o livro é recomendado um QI acima de 80… aí ela fechou o livro sem ler e fez qualquer merda mesmo (FAIL 8)! [2]
    Maya, pode tirar o olho, Shimbinho é meu marido v.v Ok, o twitter dele é @shimbowalker (y), mas nada de assanhamento

    22/11/2009 às 6:26 pm

  27. kkkkkkkk, obrigada, Marininha, e não se preocupe, meu coração já tem dono, foi admiração literária mesmo, gostei da argumentação dele.
    Mas enfim, Mika, de onde saíram essas pérolas? É interessante como a humanidade (des)evoluiu, no meu tempo se pensava com neurônios, hoje em dia se pensa com hormônios. Tá certo que as palavras são parecidas, mas uma dica pras lovers: comprem um “brinquedinho”, se fechem no quarto com fotos do Robert, se divirtam e deixem as críticas de cinema pra quem entende de cinema.

    22/11/2009 às 7:06 pm

  28. Bee

    Uma palavrinha pra definir essa “crítica”:

    LAMENTAL

    (e sim, lamentável está escrito errado de propósito, antes que alguma lover fale alguma coisa)

    Rashay com a parte do “ele tinha que saber que a temperatura do Jacob é mais alta blablabla”. Dels, é o cúmulo da falta de senso. Como se o crítico não tivesse mais nada pra fazer do que ler Lua Nova.

    22/11/2009 às 7:09 pm

  29. Maya, as “pérolas” que a Mika sitou são do próprio site onde foi feito esse crítica lamentável.

    ( http://portaltwilight.com/?p=41914)

    Dá uma olhada nos comentários e se divirta, ou chore – depende do ponto de vista.

    22/11/2009 às 8:34 pm

  30. Lilyh

    Olha, Jean C, pra falar a verdade, eu choro. E como eu choro.

    Okay, eu confesso que que acho alguns crítcos meio abomináveis de vez em quando, mas esso do R7 me ativou profundamente. E aquele Pablo Vilhaça também.

    Quanto ao Terra, eu confesso que A Jane é o único personagem de Twilight que ainda consigo aturar e que eu realmente gosto da Dakota, mas não vi o filme, então não posso dar opinião concreta. (Mas que Twilight deixa os atores sem expressão, ah deixa.)

    Sabe o que é pior? O filme quebrou um monte de recordes. Tudo o que eu realmente quero é que o mundo acabe mesmo em 2012.

    22/11/2009 às 10:16 pm

  31. Lilyh

    Ah, correção básica, é CATIVOU pnde está escrito “ativou” ali em cima, okay? Sorry

    22/11/2009 às 10:17 pm

  32. Aibell

    Tudo o que eu realmente quero é que o mundo acabe mesmo em 2012. [2]

    22/11/2009 às 11:29 pm

  33. Jean C.

    Mesmo que o mundo acabe em 2012, dará tempo da “saga” Crepúsculo chegar ao fim nos cinemas. huashaushs

    22/11/2009 às 11:42 pm

  34. Jean C.

    Sorte que se o mundo acabar em 2012, vai dar tempo de ver os ultimos filmes Harry Potter.

    Ninguém merece morrer tendo a visão de Amanhecer nos cinemas.

    XD

    22/11/2009 às 11:46 pm

  35. Lucas

    1. Puts, elas falam que os críticos foram com a intenção de falar mal, mas é BEM dfcícil não falar mal quando os defeitos são esfregados na sua cara com força. o-o

    2. Poxa, então pra falar mal de um filme com temática nazista eu tenho que passar dois anos estudando sobre? F.U.D.E.U

    3. Eu, como pessoa com diploma de Interpretação pelo Theatro Da Paz e pela Universidade Federal do Pará (não de graduação, esclarecendo), me senti extremamente OFENDIDO com o argumento da colega de que o ator é inexpressivo por que a personagem é inexpressiva. E

    22/11/2009 às 11:47 pm

  36. Beatriz

    “[Jam: Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Ele é um intérprete ou um personagem inexpressivo? Pior frase EVER. E a culpa é do Pablito! que não sabe que as expressões do Edward se limitam às sobrancelhas… tsc, tsc… acho que ele e a Emma Watson são amiguinhos]”

    Morri rs.
    Aliás, ótima ripagem!

    22/11/2009 às 11:50 pm

  37. Lucas

    1. Puts, elas falam que os críticos foram com a intenção de falar mal, mas é BEM dfcícil não falar mal quando os defeitos são esfregados na sua cara com força. o-o

    2. “Se a pessoa está num cargo de escrever para um público e formarem opiniões, o mínimo que esperamos é que se aprofundem no assunto antes de falarem do mesmo.” – Ok, isso foi uma coisa muito idiota de se dizer. Como já foi dito várias vezes aqui, o filme tem que conseguir se sustentar sozinho. SDA conseguiu passar de forma MARAVILHOSA toda a mitologia do livro de forma simples e fácil de entender. Nunca precisei ler nenhum livro da série pra poder entender alguma coisa mostrada no filme. ú.u

    3. Eu, como pessoa com diploma de Interpretação pelo Theatro Da Paz e pela Universidade Federal do Pará (não de graduação, esclarecendo), me senti extremamente OFENDIDO com o argumento da colega de que o ator é inexpressivo por que a personagem é inexpressiva. Em qualquer atuação de qualidade, independente da caracterização da personagem, o ator tem que conseguir transmitir pro público o conflito pelo qual essa personagem está passando. Coisa que o casal de protagonista NÃO conseguiu.
    Daniel Day-Lewis ganhou um Oscar interpretando um cara que só conseguia movimentar o pé esquerdo. Na prática, uma pessoa inexpressiva, não é mesmo?
    Desculpa pra falta de talento do Robinho e da Kristinha.

    Iria escrever mais, mas a própria crítica é um grande self-owned. Parece que a contradição é um mal que afeta todas as lovers(de tanto reler os livros, com certeza). Aliás, tá aí mais uma coisa que elaa tem em comum com a doida da Meyer =D

    PS: AEAEAEAEAEA. Primeiro coment meu no blog e -q .paray /susanboyle

    23/11/2009 às 12:15 am

  38. Jacii

    Sorte que se o mundo acabar em 2012, vai dar tempo de ver os ultimos filmes Harry Potter.

    Ninguém merece morrer tendo a visão de Amanhecer nos cinemas.[2]

    ótima ripagem, parabéns (:

    23/11/2009 às 12:52 am

  39. Jay

    Gente o_o e se o crítico disser “EU LI TODOS OS LIVROS!”.. qual vai ser o argumento delas?
    Elas estão criticando quem criticou, mas concordando com a crítica. Que tipo de lógica esquizofrênica é essa?
    E o Jacob sendo mais quente, ele ficaria com frio, fuckers! A pessoa só se sente aquecida se ela tiver bastante GORDURA NO FUCKING CORPO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Mas essas lovers passam mais tempo enfiadas num mundo de purpurina chorando as mágoas por não ter seu vampiro inexpressivo, e esquecem de estudar.. assim como a Meyer.

    Critica mais estúpida, sem argumentos, sem pé, sem cabeça, sem meio, sem NADA!

    JOGUEM A SUPER NANY NA CABEÇA DESSAS DECEREBRADAS!

    23/11/2009 às 3:24 am

  40. Dunaz

    Olá… Eu fui ler o texto no site original, e depois li aqui… Bem… vejam o que eu comentei LÁ!

    “Aprenda um pouco de gramática antes de tentar dar uma lição de moral, certo?
    “tem” no plural tem acento (têm), e a maioria É, não são!
    A Jane não é inexpressiva, a Jane deveria ser fria, maliciosa e cruel, isso é diferente de ser inexpressiva. O Robert É um péssimo ator… Tanto em Harry Potter ele tinha SEMPRE a mesma cara, Os vampiros da Mayer têm expressão, pelo menos no livro… Já no filme os atores perderam todo o controle das personagens deixando o filme com aspecto de filme caseiro (isso além das filmagens toscas).
    E, SIM! Os críticos jornalistas TÊM A OBRIGAÇÃO de falar bem ou mal sobre um filme, mesmo sem saber! O editor manda e eles obedecem, então não é certo criticar alguém por tentar fazer o que lhe mandaram, mesmo que não saiba do que está falando! No dia em que você aprender como um jornal de verdade funciona, você vai entender que nem tudo é como a gente gostaria.”
    ^^ Obrigada, visite meu blog^^

    23/11/2009 às 1:28 pm

  41. Também visitei e também postei:
    Ai, ai… Tem um pilar no meioda sala da sua casa e você não gosta dele. Decide derrubá-lo e um engenheiro lhe avisa que você não pode derrubar o pilar pois vai comprometer a estrutura da sua casa. Mas você não gosta dele, então é ÓBVIO que o engenheiro é um invejoso porque sua sala vai ficar mais bonita sem o pilar e ÓBVIO que ele comprou o diploma e não entende NADA de engenheria, simplesmente porque VOCÊ não gosta do pilar. Sem contar que o engenheiro é um desocupado, incompetente e mecíocre, afinal, quem ele pensa que é pra dizer que o pilar tem que permanecer no meio da sua sala?

    Queridos lovers, eu tenho um ditado que diz o seguinte: “não é porque você acredita nisso que seja necessariamente verdade”. No caso de vocês seria algo como: “não é porque vocês gostam disso que seja necessariamente bom”.

    Vocês foram ao cinema não para ver um filme e analisa-lo, vocês foram para gritar por Edward e Jacob. A maioria de vocês não tem nem segundo grau ainda, nenhum de vocês (aposto) faz a menor ideia de quais critérios um crítico usa para criticar um filme.

    Então, amigos, achem ruim que o filme recebeu críticas, estão no seu direiro, agora, se intitularem mais espertas que os críticos, considerá-los todos incompetentes porque criticaram o seu filme favorito ultrapassa todos os limites do ridículo. Se vocês fizerem uma pequena força e usarem pelo menos um de seus neurônios, verão que se tratam de profissionais graduados e sérios, é óbvio que não analisarão o filme como uma garotinha de 15 anos com hormônios em ebulição.

    Falando em ebulição, achei engraçado dizerem que é óbvio que o Jacob precisa ficar sem camisa porque a temperatura corporal dele é mais alta. Honey, você morre de calor ou de frio quando está com febre? Você se agasalha ou tira a roupa? Ah, sim, febre é a elevação da temperatura do corpo, por sinal.

    23/11/2009 às 1:49 pm

  42. Se meus amigos haters não se importarem, gostaria de fazer uma breve ripagem de duas frases que li por lá:

    “TUDO estava no filme, com exceção de pouquíssimas coisas…” -> ela coloca em caixa alta o “tudo”, afirma categoricamente que tudo estava no filme, bota uma vírgula, e se contradiz; se coisas que não entraram no filme, significa que nem TUDO estava no filme. Além disso, é IMPOSSÍVEL ter tudo no filme. Para quem não sabe, num roteiro de ficção cada página equivale a um minuto. Falando superficialmente, poderíamos dizer que o roteiro completo ficaria praticamente do tamanho do livro, e até onde eu sei, o filme não tem 448 minutos.

    “Mas é óbvio que ele não vai agradar um bando de alienados que pensam que são jornalistas e que estão acima de tudo.” -> não, eles não pensam que são jornalistas porque não são jornalistas mesmo, são CRÍTICOS DE CINEMA. Um bando de alienados que lidam com centenas de diretores, que assistem praticamente um filme por dia, nos mais diversos tipos de linguagem e estilos; enquanto as lovers, adolescentes com hormônios em ebulição que só conhecem o elenco de Crepúsculo e cia, são pessoas altamente informadas e gabaritadas. Claro.

    23/11/2009 às 1:58 pm

  43. Crepusculo tem profundidade, é claro. A de um escarro no asfalto.
    E quem disse que o coitado do Shakespeare teve a intenção de escrever uma lovestory???? Romeu e Julieta é um sátira, a não ser que o proprio autor, sob o efeito do ópio, tenha decidido o gênero errado. Deve estar se revirando no tumulo.
    O mundo está DECIDIDAMENTE acabando. Acho que antes de 2012 – otimo filme.

    23/11/2009 às 3:56 pm

  44. ritah

    eu fui lá no site e li os comentários esperando por algumas pérolas lovers e estranhamente – ironia!- ela vieram mesmo. Ainda não li muitos comentários mas eu tenho que comentar especialmente esses

    “Eu acho que eles apenas tinham que ler os livros antes de assistirem ao filme. Tudo no filme foi baseado no livro, e não aconteceu sem nenhuma fundamentação. Acredito que eles tenham pecado na velocidade como tudo aconteceu, mas se foi isso que tornou o filme tão fiel ao livro, não tenho do que me queixar. TUDO estava no filme, com exceção de pouquíssimas coisas…”

    Mas PORQUE DIABOS alguém tem que ler um livro para ver o FILME? Se o filme não se sustenta sozinho – MESMO SENDO BASEADO EM LIVRO! – logo a partir daí NÃO é um bom filme, falei. E hum… o filme não tinha “TUDO” o que estava no livro? Então porque os criticos precisam ler o livro? Essas lovers se contradizem muito, né? Ai, ai, ai… alguém ensine essas meninas a escrever. MELHOR, a pensar.

    outro comentário lover lá:

    “eu prefiro nem ler essas criticas, cara como pode falar mal da Kris que é uma atriz tão experiente ja fez tantos filmes, e ganhou tantos premios de melhor atriz . e o Rob que ja foi tão elogiado, por atores famosos com Pierse Brosnam, Hugh Jackmam . são todos uns otários esses jornalistas . ;x”

    Falando mal, oras. Okay, okay… eu nem vi outros filmes da Drogada, digo, Kristen Stewart, mas lamento informar que NÃO, ela NÃO É uma boa actriz e que SIM, ela É inexpressiva. Quanto aos prémios… claro que ela ganhou, em votações POPULARES porque as nossas queridas lovers votam até aos dedos sangrarem – E SÓ ASSIM para ela ganhar, digo já.

    Relativamente ao Patinho, vulgo, Robert Pattinson… ME DIGAM QUE ISSO QUE ELA DISSE NÃO ACAONTECEU! Senão eu surto aqui e agora.

    ______

    E já agora, a ripagem ficou maravilhosa. Parabéns gente, eu rachei de rir.

    23/11/2009 às 4:22 pm

  45. Dunaz

    Ah, sim… E eu escrevi outra coisa lá… Com licença.

    AH! E OUTRA coisa…
    Romeu e Julieta é um DRAMA, e não um ROMANCE!!!!! Não ouse dizer que comparar Mayer com Shakespeare é desmerecer a escritora quando na verdade é o CONTRÁRIO! Desmereceram Shakespeare quando foi comparado com o romancezinho de banca de jornal da Mayer… Senhor… daqui a pouco você vai dizer que também gosta de Nora Roberts….

    e

    Maya, você é um gênio… Pena que não dá pra falar com você em outro lugar… você tem Orkut?? Tem como me passar o seu e-mail???
    Eu CANSO de falar com essas meninas-gênio gabaritadas sobre os profisionais alienados… SAbe? ¬¬
    Quantos anos será que essa menina tem? Ela precisa aprender que um filme é um filme… Vamos fazer assim, senhorita dona do Site… assim como eu, faça uma faculdade de CINEMA, e depois venha conversar comigo sobre Crepúsculo, Ok?

    Bem… E eu vi que tem uma menina lá que concorda comigo…
    se cuidem^^

    23/11/2009 às 4:29 pm

  46. Isabella D.

    http://www.lux.iol.pt/moda-e-social/crepusculo-lua-nova-fa-costas-tatuadas/1104729-4061.html

    Achei que o limite da loucura já tinha acabado! A menina tatuou uma declaração de amor à pessoas que nem sabem que ela existe! Se fosse minha filha, eu arrancava o couro, e ia dar Prozac pra ela.

    23/11/2009 às 4:57 pm

  47. GreenJacket

    Caras, não conhecia o blog… conheci hoje por me mandarem esse link, e devo dizer… Parabéns pelo trabalho, eu ri demais dessa ripagem… sensacional.

    23/11/2009 às 8:17 pm

  48. Luisa

    Ripagem demais!! Não digo mais nada porque já foi tudo dito anteriormente.

    P.S: http://www.youtube.com/watch?v=p53xR-Ysbn0&feature=player_embedded#

    Há pessoas que ficam melhor caladas.

    Um mundo de fantasia? Meyer… quem mais vais matar agora?!

    (Adorei especialmente a parte do “estou um pouco farta de vampiros”. Como se ela escrevesse romances- se é que se pode chamar àquilo um romance- sobre vampiros)

    24/11/2009 às 11:11 am

  49. Dunaz

    Senhor… u.u
    Uma tal de “Anônima” lá insiste em dizer que nós quem estamos tacando pedras…
    Por favor, leiam meu comentário.

    Senhorita Anônima…
    Tem tanto medo assim de se mostrar?
    Bem… Vou lhe explicar uma coisa MUITO importante sobre as Críticas feitas a filmes e livros e qualquer adaptação de peças e seus derivados: ELAS SIMPLESMENTE NÃO EXISTEM!!!! Sabem o que isso quer dizer?
    Quer dizer que você é uma jornalista muito conceituada, foi assistir a um filme que estreiou e o seu diretor vira pra você e fala “Preciso que você faça uma crítica negativa sobre esse filme” ENTENDEU AGORA????? Não existe opinião sobre filmes/livros.
    Eu faço faculdade de Cinema, portanto tenho aula com um jornalista!!! Acreditem em mim. É tudo pau-mandado!

    Se cuidem!

    24/11/2009 às 1:13 pm

  50. Shimbo Walker

    Fiz um comentário lá no post do Portal Twilight… Espero conseguir bons frutos… Não haters, mas fãs concientes… Recomendo também que os haters daqui leiam, e começem a ter um pouquinho mais de parcimônia na crítica.

    24/11/2009 às 3:20 pm

  51. Dunaz

    Oi, Shimbo, eu li o seu comentário. Obrigada por falar bem dos meus comentários^^
    Eu sou a Luisa^^

    24/11/2009 às 4:30 pm

  52. Twilight Haters

    Cara, eu sei que nem é o centro da discussão e tudo mais, mas meu ego, infelizmente, tá falando mais alto e eu preciso dizer isso, senão eu realmente ficarei incomodada.

    Dunaz, Luisa. Bem, estou vendo você, há uns três comentários, dizer que as fangirls não podem culpar os “jornalistas” porque eles são pagos e são “pau mandados”, por isso tem mesmo que falar mal do filme, se o meio assim mandar. Também vi que você tá fazendo Cinema, e tem aula com um jornalista, e por isso diz.

    Bom, eu vou dizer agora como estudante de JORNALISMO, que tem aula com MUITOS jornalistas, e já está trabalhando um pouco na área. Não, não é assim que funciona. Não é por isso que as fangirls não podem xingar. Jornalista não é pau mandado, por mais que possa parecer. E, por último, NÃO É ELE QUEM FAZ AS CRÍTICAS!

    Vou explicar com calma: o trabalho jornalístico consiste, sobretudo, em saber reportar e informar as pessoas dos fatos mais importantes do dia a dia. Quando esse fato exige uma explicação mais técnica e uma avaliação mais aprofundada, OU o jornalista se especializa no assunto (como podemos ver alguns na área de economia) ou ele deixa na mão de um crítico, EM SEPARADO, sobre o assunto. No caso de cinema/livros, sobretudo de cinema, pelo menos até onde EU vejo, os jornalistas preferem deixar com os críticos da área, porque eles fazerem seria trair o primeiro princípio jornalístico, que é de saber o que está falando. E sim, a maior parte gosta de seguir isso à risca. Portanto, para começo de conversa, NÃO SÃO OS JORNALISTAS QUE FAZEM ISSO!

    Segundo ponto que me incomodou nos seus posts é de dizer que somos todos pau-mandados. Olha, eu sei que tem quem apenas segue o que o editor diz, e os manuais que até limitam algumas coisas, mas caramba, não julgue a classe toda só porque o seu professor jornalista diz que somos assim. NÃO SOMOS. Conheço um milhão de casos de jornalistas que se encrecaram e se ferraram por não concordar com as ordens superiores, e pedirem demissão/serem demitidos por isso. Além disso, quem vê pensa que a mídia é completamente maquiavélica e os editores decidem o que pode e não pode numa crítica de cinema (que nem somos nós que fazemos) antes mesmo de fazermos. E gente, a área cultural é, inclusive, a área MAIS aberta, ler algo do tipo é tão… bizarro!

    Terceiro, ok, digamos que os meios de comunicação queiram mesmo ferrar New Moon (o que eu não acho que seja o caso, portanto não valeria como argumento). Acredite, eles não fariam uma crítica negativa: eles simplesmente não falariam. Por quê? Razão óbvia: seria ir contra a corrente que, na sua maioria, infelizmente, gosta de Twilight. Acredite, os meios NÃO gostam de tomar essa revolta pra si facilmente. Basta ver quantos, de fato, usaram seus jornalistas (da equipe mesmo, assinado “da Redação”) para falar mal, e não os críticos especializados/assinaturas independentes. Se não gosta, eles simplesmente preferem ignorar, como a Época está fazendo nesse exato momento. Muito mais seguro, e muito mais revolto, por assim dizer. Um meio grande não falar do filme é muito pior do que falar mal.

    Quarto: se a coisa é tão “pau mandada” e tão obstinada apenas aos interesses do meio/editor, exatamente pelos motivos acima, é muito mais compreensível que eles falem bem, pra agradar apenas, e não por realmente acharem bom. E não é o que está acontecendo.

    Enfim, era só pra defender a minha classe, e dizer o quanto eu abomino qualquer tipo de jornalista que faz apenas o que o editor manda. E dizer que não, não é assim. Porque, se for, eu paro a faculdade agora mesmo.

    Lily

    24/11/2009 às 11:19 pm

  53. Lah

    Muito bom… só não concordo com a parte da Emma =/ Acho ela a melhor do trio de HP, mas enfim… Muito boa a ripagem, ri muuito, mas tem a hora que só resta a pena por essas meninas, espero que um dia elas vejam o quão ridículo é essa intolerância pela opinião alheia…Beijos.

    25/11/2009 às 6:43 am

  54. Bernardo

    “O portal R7 errou em comparar os lobos (que eles chamaram de lobisomem) de Lua nova, com “O lobisomem americano em Paris”, são criaturas completamente diferentes, com propostas diferentes. Será que eles esperavam assistir um filme de lobisomem assustador que ataca as pessoas quando se transforma?”

    -rimaresnessaparte
    Claro, lobisomens só servem para proteger a mocinha (será?) e exibir sua barriga de tanquinho AB streach. O quê eles estavam pensando!?

    P.S: Lobisomem Americano em Paris é um filme muito melhor que Lua Nova e tenha dito ú.u

    25/11/2009 às 2:17 pm

  55. Rin

    Adorei! hhehehehe lovers são tão… engraçadas xD

    Quanto a Lilly eu (quase) sei como ela se sente, minha amiga é jornalista e nós sempre conversamos sobre esse tipo de coisa ^^

    Concordo pior que a interpretação do Pato e da “Ema” (nossa coincidencia noo?) só o Daniel ¬¬ melhor em Harry Potter é o Rupert.

    25/11/2009 às 5:35 pm

  56. Twilight Haters

    Só pra acrescentar ao comentário da Lê…

    Sobre esse negócio da crítica… pelo menos na literatura, as críticas são feitas com base na qualidade das obras. Não é o meio de comunicação que determina o que deve ser dito, mas o que tá ali, tecnicamente falando. Enredo, recursos narrativos, essas coisas.

    Exceto em casos como a Veja, pelo jeito, porque agradar massas é a única coisa que justifica aquilo que chamam de “crítica” que eles fazem – não vi o que falaram sobre Crepúsculo, mas depois de uma matéria sobre Lirinha e o Cordel do Fogo Encantado, dizendo que o som da banda é uma espécie de “maracatu com guitarras” (não têm guitarras no Cordel, fique claro), chamando os fãs de drogados nas entrelinhas e insinuando que as composições de Lirinha não fazem sentido, já vi que crítica da Veja não é digna de credibilidade NENHUMA.

    E, ah, eu confesso que larguei mão de querer ir pra área do jornalismo depois que pessoas formadas me disseram que a coisa é meio assim: ou você fala o que quer o jornal ou procura outro emprego. Eu nunca vou poder fazer apologias a um partido de esquerda na Folha, assim como nunca vou poder falar muito bem de um partido de direita num jornal de oposição, porque os esquerdinhas também são MUITO tendenciosos, e isso é fato. Mas uma coisa que existe em muitas áreas é isso de abrir mão das suas próprias ideologias pra seguir as da empresa. Eu to meio enfiada nessa da Educação e é assim, também. Nunca vou poder entrar numa sala de aula de um colégio tradicional e falar algumas coisas que penso pros meus alunos – de política ou não -, por exemplo.

    26/11/2009 às 8:50 am

  57. SUAHSAHUSAUHSHAUHSUASAUHSHUAHSU’
    Morri de rir com essa ripagem! Uma das melhores, FATÃO!

    26/11/2009 às 9:22 am

  58. FAIL pras lovers!

    26/11/2009 às 9:23 am

  59. Dunaz

    Oi, Lily…
    Bom… Desculpe se eu me expressei mal, mas eu só disse o que eu aprendi na Faculdade. Eu não disse que é o jornalista quem faz a crítica. Só o que eu falei foi que em alguns casos é assim que funciona.
    Meu negócio é escrever roteiros, o que me deixa a alvo dos críticos…
    Juro que eu não sei mais o que pensar… Uma pessoa me diz A, e outra me diz B… Não sei o que pensar, agora…
    Mas desculpe se te ofendi, Ok? Não era minha intensão.
    Se cuide.

    26/11/2009 às 11:59 am

  60. nalia

    http://portaltwilight.com/?p=43849

    olhem isso!!
    euri

    02/12/2009 às 9:50 pm

  61. anrpa

    Se New Moon for indicado, o Depp ganha por “Alice no País das Maravilhas”

    04/12/2009 às 9:05 pm

  62. carla b.

    Na metade do filme, eu estava conseguindo COCHILAR já. E minha amiga do meu lado dando gritinho do tipo “Ai, olha o Edward!!!”. Quando estava saindo – já me esperguiçando e bocejando – eu comentei: “Nossa, puta filme chato do caramba!” Te juro que três meninas começaram a me encarar com ódio profundo nos olhos. Tsk, tsk, tsk.

    Ótimo post ;)

    08/12/2009 às 12:57 pm

  63. Dunaz

    Ainda não consegui assistir ao filme… MAs minha irmã assistiu, e eu perguntei “E aí? Como foi o filme?”
    E ela respondeu: “A maquiagem é boa.”

    29/12/2009 às 12:09 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s