2 Anos trazendo a lógica!!

Meyer diz: “Nunca li Bram Stoker…”

AAAHHH…JU-RAA???

É Meyer…Eu nem tinha reparado… ¬¬

Bem,bem,bem, essa notícia é velha, mas é mais uma contribuição da nossa revista Hater: a Época.

Apresentamos então, mais uma entrevista com a nossa queridíssimaStephenie Meyer, comprovando que ela deve ser, no mínimo, anencefálica…

Comentários em negrito by me ;D!

Época em um absurdo momento de tédio e falta de quem entrevistar entrevista: Stephenie Meyer

Stephenie Meyer é uma escritora de livros sobre vampiros que detesta histórias de vampiros (Adoro, a Época fala umas verdades por nós =D!…E…QUE vampiros?).

Nunca leu Bram Stoker, o clássico autor que consagrou o Conde Drácula . De Anne Rice, a autora da seqüência de bestsellers sobre o vampiro Lestat, Stephenie só leu um livro, no colégio:“Nem me lembro direito”.(*Gi mal começou a dar seus pitacos nesta reportagem e já está tomando banho de sal grosso*)

Assiste a filmes e séries de terror? De jeito nenhum porque diz fugir de tudo que seja impróprio para menores de 18 anos (…”Oieeeee, eo sol a Steph, rs, tenio 35 anus nein paresse rsrsrsrsrsrs, porios eo gotso d acistir a desenios d discover kds pruq el sol medross rsrsrsrs, tenio meods de filmes p marioes de 12 tiop o batiman e…”) .

Como, então, esta pacata mãe de família mórmon, com três filhos, que na arte de escrever nunca havia ido além de trabalhos na faculdade e e-mails para amigos, conseguiu escrever o maior fenômeno literário desde Harry Potter? (É, Época, nós TAMBÉM queremos saber… E, além disso… COMO FOI QUE ELA CONSEGUIU SE CASAR?…Vendeu a alma, foi?)

Literalmente, da noite para o dia. (Nem precisei falar XD!)

Num verão de junho de 2003, enquanto dormia com o marido e três filhos na sua casa no subúrbio de Phoenix, no Arizona, Stephenie sonhou com o encontro romântico entre uma adolescente e um vampiro num anoitecer chuvoso.(Ou seja: Ela não é feliz com o marido e vive sonhando com uma figura “assustadora” e brilhante que ela JULGA ser um vampiro – ela deve saber o que era – e que com certeza no sonho revela-se ser controlador e obsessivo, o que ela acha lindo e apaixonante… Em resumo: Esquizofrenia grave.*chama a Kombi*)

E Na manhã seguinte ela, então com 29 anos, começou a escrever as 416 páginas de Crepúsculo (Intrínseca, R$ 39,90 *Gi aparece e risca o número* – Faço por R$19,90 e ainda leva dois livros tão ruins quanto de brinde =D!), primeiro dos quatro volumes (do lixo literário que é) da saga Twilight.

Verdadeiro frenesi entre os americanos, os três livros da série já lançados venderam mais de 7 milhões de cópias nos Estados Unidos, e outros 3 milhões no mundo. Figuraram na referencial lista de bestsellers do jornal The New York Times por 143 semanas. O quarto e derradeiro volume da saga, Breaking Dawn, é o mais vendido no site Amazon.com há dois meses – e será lançado apenas em agosto, com tiragem inicial de 3,2 milhões de exemplares. (É, às vezes o tédio predomina muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito, sabe…)

“Nunca imaginei tanto sucesso”, diz Stephenie. “Só pensei que talvez pudesse pagar algumas dívidas com o dinheiro”. (E já pagou?Ótimo…PARE-DE-ESCREVER)

Tamanho furor, que começa a se alastrar pelo mundo, só foi visto antes com Harry Potter. (Que é in-fi-ni-ta-men-te melhor, mais exemplar, mais divertido, melhor escrito…)

Stephenie, aliás, parece trilhar o caminho aberto pela criadora do bruxinho mais famoso do planeta, J.K. Rowling(…not). Em maio, foi até eleita uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela prestigiosa lista anual da revista Time, assim como J.K. já foi um dia (A Miley Cyrus tá na mesma lista, btw…).

Nesta entrevista exclusiva a ÉPOCA, Stephenie Meyer fala sobre o estrondoso e involuntário sucesso de saga Crepúsculo, sobre seu afortunado sonho e o frenesi em torno de seus livros.

-HEH

Sou eu… Ou ela tem cara de “Sou falsamente legal para seqüestrar criancinhas…”?

ÉPOCA – Como você reagiu à estrondosa repercussão dos livros?
Stephenie Meyer –
Nunca imaginei tanto sucesso. Acho que tive uma boa editora (risos) (*Gi também está rindo…De nervoso* Uma editora com muita dó de você, convenhamos… MUITA DÓ). Quando mandei alguns capítulos de Crepúsculo para agentes literários, em Nova York, em 2004, pensava, no máximo, em conseguir pagar algumas dívidas. Nunca essa legião de fãs. Até porque não pretendia ser escritora. E, na verdade, acho que sou mais uma contadora de histórias. (…Não…)

ÉPOCA – Para alguém que não pensava em escrever, como decidiu pôr Crepúsculo no papel?
Stephenie –
A idéia partiu de um sonho que eu tive: um vampiro se encontrava numa floresta chuvosa com uma adolescente. Naquele momento, ele dizia que a amava, mas, ao mesmo tempo, sentia um forte desejo de matá-la. Aquele sonho foi tão real que tive de colocar no papel na manhã seguinte. (…Tão “paf-puf” quanto o romance do livro =P, eita mulher apressada! E sem memória, não consegue lembrar de sonhos para ESTUDÁ-LOS depois?) Comecei a escrever para saber o que aconteceria. (Crianças, não comam porcarias antes de dormir!Vocês acabam tendo sonhos alokas e acordam tão lesadas que ACHAM que conseguem fazê-lo continuar…Como-um-livro… Claro, sonhos alokas não são ruins… Só quando você sofre de graves problemas como a SMeyer aí…)

ÉPOCA– Desde o início a idéia era fazer uma saga de quatro livros, ou foi uma exigência comercial?
Stephenie –
Fechei um contrato para escrever uma determinada quantidade de livros, mas tinha toda a história mapeada na cabeça desde o começo ([/mentira]). Seria impossível contá-la de uma vez. Um livro de duas mil páginas (risos) (Ha-ha-ha-ha ridemais). Mas desde que descobri como é excitante escrever uma história, não consigo parar. (A gente percebeu…)

ÉPOCA– Como explicar tamanho frenesi do público com a série?
Stephenie –
A personagem de meu livro, Bella, é uma garota como outra qualquer (-not). Não é uma heroína, não quer ser a garota mais famosa, nem ter roupas descoladas. É uma adolescente normal, com problemas familiares e sentimentais. Acho que isso chama a atenção, porque na literatura existem poucas garotas normais. E ela é boa e genuína (-not²). Para mim, os adolescentes são desse jeito (Na verdade não, mas, graças à você, estão começando a surgir alguns pré-adolescentes com grandes tendências à irem para um hospício, uma prisão, uma clínica de reabilitação, ou até receberem aquelas ordens de distância… Por perseguirem as pessoas, serem obsessivas, controladoras…) . Pelo menos eu costumava ser desse jeito (…é…Você fez que pacto pra ser casada?)

ÉPOCA – Isso tem a ver com sua religião? Você acha que ser mórmon influenciou seus livros?
Stephenie –
Sem dúvida eu era comportada graças à minha religião. Cresci num ambiente em que não era exceção ser uma boa moça. Era isso que se esperava. Minhas amigas eram ingênuas como eu (…Tá mais pra Amish do que Mórmon…). Meus namorados sempre foram respeitosos. E, claro, isso afeta a maneira como escrevo. Não há muitos caras ruins nos meus livros, e até eles têm algo de bom (HAUHAUHAUHAUHAUAHUHAUHAUHAUHAUAHUAHUAHUHAUHA). Os vampiros são, por definição, monstros, caras ruins (Ahhh, falou aí Sra. “Nunca-li-livros-de-vampiros-mas-sei-que-eles-são-maus”, *palmas entediantes*). Mas meus vampiros escolhem ser uma coisa diferente (É… Escolhem em não ser vampiros =D!). Acredito fortemente nessa idéia que, claro, é fruto de minha religião. Porque, para mim, a história é sobre a liberdade de se fazer escolhas . Essa é a metáfora.

ÉPOCA – Você usa intencionalmente essa religiosidade na sua obra?
Stephenie –
Não. Acho que minhas histórias refletem a minha criação religiosa, e parte das coisas que faço e escrevo se deve a isso. Ainda sou uma pessoa muito religiosa. Sempre vou aos cultos do meu templo e crio meus filhos dentro dessa doutrina (Pobres filhos da Meyer), a mesma na qual fui criada. Não bebo, não fumo e evito filmes impróprios (Impróprios = Para maiores de 10, 12 ou 14 anos?). Mas as pessoas se enganam com isso. Não é nada fundamentalista. Eu até bebo Pepsi diet às vezes (risos) [Os mórmons recomendam que se evite a cafeína]. Trata-se de se manter livre de vícios. Apenas isso. O ser humano tem liberdade de escolha, um grande presente divino (Não no seu livro…). Acredito nessa idéia de que todos temos o livre-arbítrio, para fazer o que achamos melhor. Nunca haverá uma circunstância em que não tenhamos uma alternativa. Ou seja: não importa o que aconteça na sua vida, você pode escolher outro caminho (A Bella SEQUER pensou nisso… Você notou?)

ÉPOCA – E por que você escolheu o universo dos vampiros? A adaptação para um público juvenil foi intencional?
Stephenie –
Não foi algo intencional. Nunca li romances sobre vampiros, Bram Stoker ou Anne Rice, e nem vi filmes de vampiros. Apenas sonhei e precisei pôr no papel (É, quem entende de vampiros DE VERDADE percebeu…). Mas, depois do primeiro livro, preferi continuar escrevendo sobre um universo sobre-humano. Nós encontramos pessoas normais em qualquer lugar. Isso é o interessante da ficção-científica: ela está repleta de pessoas sobre-humanas, mas com dilemas humanos e reais. (…1º: Eu não sou normal. 2º: Sim, notamos os mutantes no seu livro. 3º: NOT, não vi nenhum suuuperr dilema humano ali ¬¬…)

ÉPOCA -Você disse que nunca viu filmes de vampiros? Nem leu Drácula, de Bram Stoker?
Stephenie –
Nunca! Eu acho nojento (risos) (Você-nem-leu). Vi trechos do filme Entrevista com Vampiro na TV, certa vez, mas não pude ir até o fim (Aiiiii, desculpe, o Brad Pitt foi impróprio demais pra você?). Não assisto a filmes impróprios para menores, o que reduz totalmente a chance de ver filmes de terror (E de aventura, de comédia romântica, de drama, de…). E nunca li Bram Stoker (É…a gente percebeu [63838]). Pretendo ler um dia, mas acho meio assustador (AAAAIII, SOCORRAM-ME, O CARA TEM CANINOS!). De Anne Rice só li um romance, no colégio, e nem lembro qual (Admita: Você só leu a sinopse e ficou com medinho!). Prefiro histórias de amor (= uma novela mexicana 6467060467436743667 pior). O drama humano é a parte verdadeira de todos os livros para mim (…É?). A verdadeira emoção. Por isso adoro livros de Orson Scott Card e Jane Austen. (E eles lamentam isso)

ÉPOCA – Esses são seus autores prediletos?
Stephenie –
Sim. Orson [Scott Card] é meu autor vivo predileto, e Austen a minha escritora predileta de todos os tempos. (Coitados…)

ÉPOCA – Quais as mudanças no seu dia-a-dia depois de Crepúsculo?

Stephenie – Bom, basicamente tudo (risos). Antes do livro eu era mãe e dona de casa, cuidava dos meus três filhos. Passei seis anos com algum dos meus bebês nos braços. Minha rotina era essa. Só escrevia recados para amigos em sites de relacionamentos e e-mails. E lia muito. Lia o tempo todo, quase seis romances por semana (Pra você escrever esse livro… Tá na cara que é mentira!). Agora, escrevo das seis da manhã até a noite. E meu marido é que cuida das crianças. (Cara…-not! A J.K engravidou e teve dois filhos durante os anos em que passou escrevendo HP, ela nunca varou dias e noites, e sequer abandonou os filhos!)

ÉPOCA – Você acha que seus livros podem incentivar os jovens a ler?
Stephenie –
É espetacular encontrar mães com filhas vindo dizer que leram meus livros e adoraram. Era assim que eu e meu pai nos conectávamos na minha infância e adolescência: pelos livros. Às vezes, há três gerações – filhos, pais e avós – lendo meus livros. É muito emocionante. E acho que sim, é uma maneira de incentivar a leitura dos jovens. (É, isso eu tenho que admitir… Muita gente que evitava livros começou a ler esse romancezinho aí e até que gostou. Mas muitos ainda não passaram pra o que chamamos de “Livros de verdade”.)

ÉPOCA– Você acha que seus livros são fenômenos literários como Harry Potter? O que acha da comparação com J.K Rowling?
Stephenie –
Isso é engraçado. Não me preocupo e não me incomodo (Nem a gente, Smeyer destronando J.K = Impossível). Talvez seja natural, pelo tamanho do sucesso e da repercussão dos livros. Mas quando escrevo meus livros, e quando escrevi os volumes da série, nunca pensei nisso. Meu processo criativo tem sido o mesmo, e me dá muito prazer escrever. Não preciso de muito mais que isso.

 

*Gi bate palminhas* Ahhh, magnífico, magnífico!

Nunca vi uma entrevista tão entediante em toda a minha vida =P! Ela falou a mesma coisa umas 300 vezes =P! “Blá,blá,blá não foi minha intenção, blá,blá,blá, prefiro romance, blá,blá,blá não-sei-o-que não influencia no meu modo de escrever, blá,blá,blá…”

É, Meyer, você merece um troféu Joinha, toda a coleção “Aprenda a escrever” e alguns livros decentes.

Que romance você lia?Aqueles de banca?

Me-pou-pe! *pega o martelo e pensa seriamente em se bater com ele* Meus olhos doem depois de tanta baboseira.

 

Anúncios

45 Respostas

  1. Anísio

    Se ela tivesse dito a mesma coisa 300 vezes, até que seria passável. O problema é que ela se contradiz. Primeiro ela disse que o apelo dos livros dela existe porque a Bella é uma personagem humana. Depois ela diz que as pessoas lêem porque o livro oferece personagens que não são normais, e que a literatura está cheia de personagens assim. Depois, mas LOGO DEPOIS, ela diz que o livro dela se passa num universo sobrenatural que tem dilemas reais.

    A parte mais triste de todas: QUALQUER história com elementos sobrenaturais que se preze tem conflitos reais. Independente de Twilight mostrar esses conflitos de uma forma interessante (e não mostra), o simples fato de ela achar que é O GÊNIO por introduzí-los na história que ela criou já me faz sentir vergonha por quem deu o diploma pra ela.

    E Gi, tu ainda me matas de tanto rir. Sério.

    15/02/2009 às 2:19 am

  2. marabarbara

    Verdadeiro frenesi entre os americanos, os três livros da série já lançados venderam mais de 7 milhões de cópias nos Estados Unidos, e outros 3 milhões no mundo.

    É essas horas que eu me pergunto: cadê aquela fangirl no orkut que ficou falando que Meyer vendeu 50 milhoes de livros? Desde quando 7 + 3 = 50?
    Ai, fangirls.

    E uma coisa Meyer me deu: coragem. To precisando pagar minhas contas também, mas pra que esperar até os 40 e ter maturidade se com 18 eu já posso publicar um livro e fazer sucesso? LOL.

    15/02/2009 às 2:08 pm

  3. Ana

    UAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHAUHAUHAUHAUAH

    Eu ainda to impressionada com os 6 romances por semana.
    Ela era dona de casa, tem três filhos, aposto que lavava, passava e cozinhava pro marido (afinal, é isso o que ela ensina nos livrecos) e tinha tempo de ler SEIS romances por semana? Só se for de banca, mesmo.

    E esse lance de liberdade de fazer escolhas quase me fez chorar. :|
    Falhou, Meyer!

    15/02/2009 às 3:48 pm

  4. Ciça

    “ÉPOCA – Você acha que seus livros podem incentivar os jovens a ler?
    Stephenie – É espetacular encontrar mães com filhas vindo dizer que leram meus livros e adoraram.”

    AAhm…eu tenho uma vontade enorme³ de falar pra ela que ela é muito³ ridicula *-*’

    E minha mãe tbm falaria,oh :B

    só não entendo como uma mormon escreveu sobre ‘vampiros’..pensei que nao ‘pudesse’

    15/02/2009 às 4:08 pm

  5. Lily

    Mano… por que ela precisa se repetir tanto? Koe, eu já tinha entendido!

    E uma coisa que aprendi ainda na sétima série foi: autor NÃO É narrador. Logo, crenças ou qualquer coisa não devem interferir na história, a não ser que sejam relevantes. Ela deveria saber disso, não?

    Eu quero escrever meu livro agora. Sinceramente. Estou tão animada quando a Tamara.

    Se minha mãe me der um livro desses, mando ela devolver NA HORA. Nessas horas sinto pena daquela garotinha que encontrei na Cultura insistindo pra levar o livro do “Ache o Bin Laden” (tipo o “ache o Wally”) e a mãe querendo levar Twilight. Essa menina merecia uma nova mãe, com toda certeza.

    E ela é tão contraditória quanto o livro dela, concordo com o Anísio!

    E quer saber de uma? SEIS ROMANCES? HISTÓRIA TODA MAPEADA DESDE O COMEÇO? Sorry meu bem. Seis romances por semana significa que ela não lia algo que preste, ou não lia com atenção. E se eu não bem me engano, ela própria disse que acordou e começou a escrever, pra ver no que ia dar. COMO ELA TINHA A HISTÓRIA MAPEADA DESDE O COMEÇO?

    *queria tanto ser esse jornalista pra perguntar “Mas Meyer, você acabou de dizer que acordou e escreveu a história pra ver onde ia dar. Como tinha mapeada desde o começo? Durante um único sonho você viu a história dos quatro livros, ou algo assim?”*

    E Gi… MANO, EU TE AMO! Você me faz rir, e eu adoro isso em você. LINDOS COMENTÁRIOS.

    15/02/2009 às 6:42 pm

  6. Fernanda

    Twilight FAIL, Meyer FAIL
    Ainda não entra na minha cabeça como alguém que não faz idéia do que é um vampiro escreve um livro sobre vampiros. Mentira, eu entendo sim: fazendo eles brilharem no sol e serem vegetarianos. Meyer, just fucking google it.
    Adoro esse blog :)
    Mesmo sendo praticamente inpossível mudar a cabeça de uma Lover, acho digno colocar tudo no papel (ou na internet, whatever)

    Agora, só pra ser bem chata, tem um errinho ali em cima:
    Dó é masculino. O certo é muitO dó.
    Não me odeiem, eu sei que vocês provavelmente não tem problemas com críticas construtivas ahah

    15/02/2009 às 8:51 pm

  7. Dann M. P.

    Cara… só tenho a dizer:
    twilight é um verdadeiro CAGÃO da literatura. E do cinema também.
    Ela devia estar tendo um pesadêlo com vampiros enquanto dormia na privada e aí saiu essa merda… desimastigável e inengolível

    16/02/2009 às 1:06 am

  8. Mayara

    Bem, eu não vou dizer que eu sou uma ‘twilight hater’ -q JIODSAOIJIOJ mas eu adoro o seu blog, sério DSADSOIJ é muito bom encontrar pessoas que vão contra a modinha e contra o alvoroço causado pelos livros -q IJODSAIJ eu já li 3. -q. Comecei a ler quando soube que o Pattinson ia fazer o principal, gamada nele desde HP aí eu fui ver como era a história que uma amiga minha da alemanha adorava, e que uma aqui de São Paulo amava de paixão e puff JIODSOJIDSOIJ o primeiro é o ‘melhor’ dos 3. Nos dois outros o que ela faz é narrar como a Bella sofre e precisa ser protegida, e como o Edward é foda -q IOJDSAIOJ uma amiga minha me disse uma coisa e eu concordo plenamente ‘ Se ser vampiro é só não poder sair no sol forte pra não brilhar, ser lindo de morrer, vida eterna, e poder se alimentar de sangue de animais até eu queria ser uma vampira’. Enfim JOIDSIJSA espero que não seja linchada [?] por não odiar de ódio -q a saga, mas como eu disse pra uma outra amiga -q a Stephenie [?] tem uma escrita mais popular, não é como a Rice que é mais rebuscada a escrita dela, nem tão bem feita e bem pensada como os romances do King -q enfim. Adoro ler seu blog, só queria falar isso mesmo IODSSDIJ bjs ;*

    16/02/2009 às 1:31 am

  9. ~ninja

    1° vez postando WEEEEE -q

    Era de se esperar que ela não goste de vampiros e que não lê o gênero, já que,ela conseguiu fazer o pior livro sobre.

    16/02/2009 às 11:35 am

  10. Jay

    AHAHAHAAHHAHAAHAHA Ri de mais, sou fã deste blog. XD

    16/02/2009 às 12:34 pm

  11. Maria

    Deus.
    E, de novo, Deus.
    Não há chance dos Cullen serem descendentes do Vlad. Como ela conseguiu escrever 4 livros sobre sugadores de sangue que não sugam sangue? Meyer, just fucking google it. [2]

    E ainda ler SEIS romances por semana??? Coitada da Jane Austen, por ser uma das fav da Meyer.

    Anyway, uma coisa Meyer me deu: coragem. To precisando pagar minhas contas também, mas pra que esperar até os 40 e ter maturidade, se com 18 eu já posso publicar um livro e fazer sucesso?² \o/

    16/02/2009 às 2:04 pm

  12. Ane

    Deus.
    E, de novo, Deus.
    Não há chance dos Cullen serem descendentes do Vlad. Como ela conseguiu escrever 4 livros sobre sugadores de sangue que não sugam sangue? Meyer, just fucking google it. [3]

    E ainda ler SEIS romances por semana??? Coitada da Jane Austen, por ser uma das fav da Meyer.

    Anyway, uma coisa Meyer me deu: coragem. To precisando pagar minhas contas também, mas pra que esperar até os 40 e ter maturidade, se com 18 eu já posso publicar um livro e fazer sucesso?³ \o/

    Bem, eu tenho 13… pra que esperar tanto pra públicar meu livro? *.*

    16/02/2009 às 9:00 pm

  13. Elli

    Gente virei fã da meyer, vou seguir seu exemplo vou ecrever uma merda qualquer, um romance vagabundo com 400 pgs e voi ganhar milhoes de dinheiro(realmente ela saiu da pobreza)
    o precisando pagar minhas contas também, mas pra que esperar até os 40 e ter maturidade, se com 18 eu já posso publicar um livro e fazer sucesso[4]
    Bem, eu tenho 13… pra que esperar tanto pra públicar meu livro?²

    17/02/2009 às 4:42 pm

  14. luuh

    pessoas com o cumulo do egoismo!!
    querem ser ridiculos sozinhos ninguem mais pode¬¬

    17/02/2009 às 6:52 pm

  15. Twilight Haters

    Ok, de invejosa eu já fui chamada, de retardada, e até de roxa… mas de egoísta foi a primeira vez.

    Ok, agora eu sou egoísta porque não gosto de um livro? OMG!

    *Lily falando*

    Essa luuh vai ser a alegria do blog hj, koe!

    17/02/2009 às 8:45 pm

  16. Egoísmo? O.O

    Oi, acho que ela é tão esperta que confundiu egoísmo com inveja e
    PARABÉNS, Stephenie Meyer, você criou um monstro!

    17/02/2009 às 8:54 pm

  17. alicia

    precisa ser muito fan pra criticar tão invejosamente desse jeito.
    eu penso oq se passa na cabeça dessas pessoas que perdem minutos preciosos de suas vidas
    para ler uma coisa, se informar totalmente sobre o assunto, somente para criticar.
    qual a necessidade de fazer comentários tão maldosos? evolua como pessoa sem fazer essa idiotice.

    18/02/2009 às 12:39 am

  18. “sem fazer essa idiotice”

    Eu aconselharia a alguém (a.k.a alicia) a fazer o que ela mesma diz :B

    18/02/2009 às 1:04 am

  19. Anísio

    Alicia

    você não tá perdendo minutos preciosos da sua vida lendo e comentando por aqui? É divertido como você não só tá gastando o seu tempo, mas o nosso também. Esse blog tá aberto pra pessoas que estão dispostas a discutir a série com a gente, com argumentos sólidos e interessantes. Se você acha que isso é “imaturidade” ou coisa de gente que não tem o que fazer, eu só posso, de fato, sentir muito por você.

    Se não for sair disso, faça-nos um favor, pegue essse papinho de “pessoas evoluídas”, enfie naquele lugar, e não venha mais aqui.

    Grato.

    18/02/2009 às 1:06 am

  20. Ana

    …e cai naquela: se a gente criticasse sem conhecer, tava ruim também.

    18/02/2009 às 9:35 am

  21. amenaske

    Por isso adoro livros de Orson Scott Card e Jane Austen. (E eles lamentam isso)
    HUSADASDUHSDAUASSADHSADHSADHUSADHUASDHUSADUHSADUHASDUHSADUHUASDHUASDHUASUHASDHUDSHIH

    COMASSIM ela é fã de Austen e escreveu a Bella? GENTE, ela NÃO pode ter lido no mínimo Orgulho e Preconceito. É impossível

    18/02/2009 às 2:53 pm

  22. luuh

    é o da as pessoas ñ lerem um livro
    a proxima veis q eu fala alguma coisa vo lembra Qq são pessoas ignorantes,e q ñ intendem nda,pode dexa mais traduzindo isso signifca q vcs são tão egoista,q tem tanta gente nu mundo qrendo ser ridicula e vcs ñ dexam,vcs qreem ser ridiculas ao maximo se ainda ñ entenderem eu posso posta mais ao nivel de vcs.
    é so avisar

    18/02/2009 às 5:36 pm

  23. Twilight Haters

    ^

    Ia xingar, mas aí lembrei que meu irmão também tem 11 anos e fiquei com dó.
    (Se tiver mais que 11 anos, melhor omitir pra não ficar feio)

    18/02/2009 às 5:56 pm

  24. luuh

    ashaushauhsuahsuahas
    ia xingar?asasahsuahsuah
    agora intendi o nivel de pessoas q estou falando

    18/02/2009 às 6:09 pm

  25. Eu aconselho a “luh” ler seus livros de português, porque sua concordância é tão barata que as vezes eu me confundo se ela se refere a “nós” ou a um único indivíduo.

    Aliás, tirado do dicionário, aqui o significado da palavra EGOÍSTA para você, querida: pessoa que possui amor exclusivo a si próprio e/ou aos seus próprios interesses.

    Agora não entendi o que a palavra EGOÍSTA tem a ver com “ignorância” ou qualquer coisa que a senhorita tenha mencionado em seus comentários tão cheios de conteúdo ‘-‘
    E, em segundo lugar: somos ignorantes porque temos argumentos? Cara, o mundo tá na merda. Prontofalei.

    18/02/2009 às 6:18 pm

  26. amenaske

    SAP? ._.’

    18/02/2009 às 6:42 pm

  27. Twilight Haters

    Minha filha, você chamou a gente de ignorante assim, à toa, e quer falar que agora sabe o nível de quem você tá falando?

    Se melhora pra você entender (já que é mto espertinha), ia RESPONDER, mas mudei de idéia. Na verdade, desisti de ler o post. Sabe como é, tá um pouco aquém da minha capacidade intelectual entender isso que vc escreveu.

    18/02/2009 às 11:54 pm

  28. Takka#

    Isso justifica a burrice dela quanto a vampiros.

    A propósito, eu também nunca li Bram Stoker.
    A diferença é que eu ainda tenho 14 anos e não tenho a mínima intenção de escrever um livro sobre vampiros.

    20/02/2009 às 3:52 pm

  29. amenaske

    GENTE, uma de 14 anos que não gosta @_____@

    20/02/2009 às 3:57 pm

  30. Ane

    Eu tenho 13, serve? *.*

    20/02/2009 às 8:37 pm

  31. Helena

    Não me lembro qual foi a última vez que eu ri tanto assim, x3
    Eu também tenho 14 anos. Já li Bram Stoker. Já li Anne Rice. Cresci ouvindo falar que vampiros têm caninos, viram cinzas ao sol e não que são obsessivos, brilhosos e perfeitos. Tenho senso crítico, oi.
    Essa entrevista explicou muita coisa, como a semelhança entre a personalidade Alice e daquele Teletubie roxo .3.

    22/02/2009 às 3:57 pm

  32. Yasmim

    Patética este monstro! Gente, quase chorei de raiva quando li que ela lê e adora a Jane Austen! Jay é muitoooooooooooo importante pra mim! Ela (Junto a Anne Rice) me ajudaram a aprender meu valor como mulher e a Dignidade Feminina! E a Bella… Ela simplesmente MATA tudo que a Jane defendia, amava! Tipo a Jay era um mulherão, sabe, enfrentar toda uma sociedade! E o que essa Bella não sei das quantas faz é ASSASSINAR tudo pelo qual Jane lutou e deixou um patrimônio de inspiração de todas as mulheres das gerações posteriores… Afff *bufando de raiva*
    Em suma essa entrevista prega a obediência a uma religião alienante, a lezeira de Meyer achar que “purificou” o vampiro dando “livre-arbítrio” a ele (hahaha, mentirosa E burra), e de como ela é sonsa e irritante… Ou seja, nada além do óbvio.

    22/02/2009 às 10:45 pm

  33. Monica

    Posso dizer mais uma vez, que essa gente envergonha minha geração? prontofalei.

    24/02/2009 às 1:33 am

  34. Carol

    O que mais me impressiona é que essas fãs não querem ler mais nada.Não sabem o que é literatura clássica, acham que 390 páginas é muuuito e que Twilight é o melhor livro do mundo.Ahn…O que posso falar quanto à isso?A juventude de hoje está se tornando assim…Não posso nem ler um livro no recreio da minha escola que as pessoas já vem me olhando estranho e me zuando…Apesar disso, eu sinto orgulho de ter sido influenciada pelo meu pai…Não, não só isso, mas de sempre ter tido interesse pela literatura.Lamento ter começado a escrever histórias só com 11 anos, queria ter começado desde os 6.(o que seria bem dificil, hehehe!Mas comecei a me esforçar para desenhar bem desde os 6 anos) Me impressiona também a forma como essas fãs loucas falam…Twilight não é saudável, agradeço a esse blog por ter me feito reforçar essa idéia u.u

    24/02/2009 às 9:18 pm

  35. Twilight Haters

    Pois é, as fãs acham grande coisa ler as 2000 páginas da série… pfff. Se desse Frei Luís de Souza na mão delas, que tem só umas 50 páginas, jogavam no lixo e falavam que não iam ler aquela porcaria. Mas sabe como é, elas adoram falar em números =D

    25/02/2009 às 3:47 pm

  36. Victoria

    Rolei com os seus comentários UYASGDYUASGDYUGSDA Sim, SMeyer = babaca mór (y) Adorei! Escreva mais :D

    26/02/2009 às 11:12 pm

  37. Jackie

    “Lia o tempo todo, quase seis romances por semana…”

    Claro… Julia, Sabrina, Bianca, Clássicos Históricos… u_ú A banca da sua cidade devia te amar, de tanto que você comprava lá, linda. ;* SMeyer, se eu tivesse seu endereço, te apresentaria a umas pessoas bem legais, tipo Bram… Ah, você não lê livrinho de terror! Então que seja Emily Brontë, Fiódor Dostoiévski, Virginia Woolf… Você não pode passar o resto da sua vida achando que Norah Roberts é Deus, amor. (L) Você ainda nem chegou aos pés dela, e olha que ela começou na banca! ;D Há mais no mundo do que corações.

    beijosmeliga ;*

    (…not)

    P.S.: Comentários perfeitos! \o/

    03/03/2009 às 1:53 am

  38. Kinan

    O livro de S.M teria mais sentido se fossem anjos ao inves de vampiros… Ou deuses, sei lá, qualquer coisa que brilha, não é um vampiro. Vocês teriam mesmo medo de algo que brilhasse, só pq ele chuparia seu sangue?
    Acho que os vampiros que meyer seriam mais sitados como deuses, por não serem obscuros, nem nada.
    Oras, se um cara azul é considerado deus na india, por que não um cara que brilha?

    Gente, S.M é terrivel, ela conseguiu destruir os vampiros.

    Ainda bem que ela vai começar a escrever sobre sereias…Será que elas vão chupar sangue e só aparecer a noite?… Estou anciosa para ver, o falso Império de Roma cair.

    P.S: Me matei de rir com os comentários, amo esse blog =]

    14/03/2009 às 4:20 am

  39. Rita...

    Nao sao so Meyers vampiros que tem super poderes ela é a super-entediante-muito-inocente-não-sabedora-de-fazer-plágio-mulher!
    Meyer se criar uma personagem com estas caracteristicas eu sei q voce n leu o coment e so q voce e super dedutora e tem poderes de plagiar sem ler!

    Hate4ever! =)

    14/03/2009 às 8:47 pm

  40. Rita...

    p.s. Se brilha é um pirilampo n um vampiro… Nota para os twilight fans…

    14/03/2009 às 8:48 pm

  41. Kinan

    p.s. Se brilha é um pirilampo n um vampiro… Nota para os twilight fans…[2]
    shauhsau xDDD~

    Vdd, vampiro não brilha =P~
    Nem plagiar S.M soube…

    17/03/2009 às 2:43 pm

  42. Oi

    “E, na verdade, acho que sou mais uma contadora de histórias.” Pobre Forrest Gump, igualado a essa cidadã aí…

    26/07/2009 às 6:58 pm

  43. Mula GaGa

    euri dessa entrevista ‘nunk li bram stoker lálá’ cala a bok mulher u__u

    22/12/2009 às 5:57 pm

  44. LiNiNhaah

    Poxa, a ingnorância dela é tão fofa que me faz vomitar!
    Não, sério, se antes eu não tinha o minimo respeito pela Meyer, é agora que terei é NUNCA!

    Peloamordossantinhosdoschokolates essa mulher é retardada ou é impressão minha?

    Primeiro COMO ela teve filhos gente?
    Sério, porque chegar ao extremo de nunca ter lido nem um Dracula ou assitido um filme pra adultos é demais né?
    Outra, como será que foi a primeira vez dela? XD

    Sérião, vou ler o livro das sereias só pra zuar e num duvido nada que logo logo ela cria um Harry Potter purpurinado e que usa varinha de cordão só pra plagiar e modificar o universo da Rowling (sendo que o da J.R já era meio purpurinado, mas pelo menos original e tradicional ao mesmo tempo)

    Mas enfim, vamos aplaudi-la, ela é entediante E burra, mas é um prato cheio para quem gosta de rir da ingnirância alheia, lógico que pior que ela só os fãs

    Mas isso tem cura, eles ainda são jovens XD
    Afinal, eu tenho 14 anos e tenho sorte de antes de conhecer o pirilampo havia lido King e Anne Rice, além do André Vianco (viciada no OS SETE) e a Jane Austen

    LEMBRANDO que essa marginal maconhada dizer que Orgulho&Preconceito foi sua inspiração pra modinha Twiligth é um PALAVRÃO pros meus ouvidos!

    13/03/2010 às 8:12 am

  45. Mel

    Ah os seis livros era só a sinopse. E jah se achava esperta…

    20/04/2010 às 10:50 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s